"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
28/07/2020
Refugiado Confessa Atear Fogo na Catedral de Nantes. E o Povo Brasileiro.
 

Refugiado Confessa Atear Fogo na Catedral de Nantes. E o Povo Brasileiro.

26-07-2020

Um refugiado de Ruanda se voluntariou para ajudar na Catedral de Nantes, a Catedral aceitou, e ele recompensou ateando fogo na Catedral que tem mais de 5 séculos de história.

As noticias não dizem o nome do refugiado, nem dizem o motivo que levou leve a atear fogo na catedral.

Ficamos nós, no mundo, com cada vez com menos informações. Sem informações não se pode curar nada.

Outro dia eu li que no Reino Unido se planeja mudar o nome "terrorismo islâmico" para "terrorismo com base em fé".

Isso certamente vai afastar a cura do mal.

Sobre o refugiado, ninguém na Europa que defende a entrada maciça de refugiados no continente, como o Papa Francisco, vai dizer uma palavra. Já degolaram até padre durante a missa na mesma França e ninguém disse nada.

Sempre que eu penso em imigração em massa, eu começo a pensar a partir do Velho Testamento. O Velho Testamento é basicamente, em palavras simples,  dizendo que o povo judeu dever ser fiel apenas a Deus, Nosso Senhor.  Toda vez que o povo judeu se afasta de Deus, peca, e daí sofre terríveis consequências, como ditaduras, mortes e exílios. É sempre Deus dizendo que o povo judeu não deve adorar os deuses das populações vizinhas, o povo de Israel não deve nem se casar com os povos vizinhos. E quando Israel for fazer guerra contra 7 povos que habitavam a Terra Prometida, Deus pede o extermínio completo desses 7 povos, para que as tradições religiosas desses povos não se misturem às de Israel.  O Velho Testamento não é para efeminados.

Em suma, a imigração de povos em Israel ou a emigração de Israel em outros povos traz grandes riscos, muito especialmente para a tradição religiosa.

Os países muçulmanos de hoje e os países comunistas, como a China, sabem disso, e perseguem fortemente o cristianismo

Por que hoje no Ocidente cristão se apoia de forma tão aberta a imigração em massa dentro de países cristãos?

Muitos países se exaltam dizendo que foram formados por imigrantes.Especialmente os países do continente americano, que foram formados na cultural ocidental pela imigração de europeus, mas também importaram negros da África e se misturaram com os índios.

Os casos dos Estados Unidos e do Brasil são emblemáticos. Eles costumam exaltar a miscigenação nesses países como grande ativo. Mas será que essa miscigenação é mesmo benéfica no sentido cristão? A miscigenação ajudou ao cristianismo nestes países?

Estes dois países foram formados por europeus, índios e negros. Os europeus eram diferentes, nos Estados Unidos temos a participação de ingleses, escoceses e irlandeses (puritanos, calvinistas e católicos). No Brasil, tivemos basicamente portugueses (católicos). Os índios também eram diferentes e, com relação aos negros, o Brasil demorou muito mais para acabar a escravidão e assim trouxe bem mais gente da África.

Os dois países também tiveram forte influência da maçonaria, mas a Declaração de Independência dos Estados Unidos exalta o poder de Deus, enquanto a independência do Brasil foi feita por um maçom (Dom Pedro I).

Outro fato importante, nos Estados Unidos a imigração de judeus foi bem maior que no Brasil.

A questão é complexa e eu não sou especialista. Há outros fatores que não religiosos, como questões geográficas. Fiz apenas uma rápida digressão pontuando alguns fatos que podem ajudar a fornecer o quadro para responder sobre as diferenças entre os dois países. O fato final é que nos Estados Unidos, nem as religiões africanas, nem as religiões indígenas são muito fortes, em comparação com os países da América do Sul.

Fonte:http://thyselfolord.blogspot.com/2020/07/refugiado-confessa-atear-fogo-na.html?

 
 
 

Artigo Visto: 268 - Impresso: 0 - Enviado: 0

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 4.234.040 - Visitas Únicas Hoje: 368 Usuários Online: 127