"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
19/08/2014
A GUERRA JÁ COMEÇOU
 

      A GUERRA JÁ COMEÇOU

19/8/2014

http://www.projetohouse.com/wp-content/uploads/2012/08/persegui%C3%A7%C3%A3o-crist%C3%A3os-300x202.jpg


      (Seguem três textos, e no final os comentários, todos osbre o mesmo assunto. Importante se dar conta disso.)

 Estado Islâmico diz aos EUA que irá afogar todos em sangue

18.08.2014

http://www.imaculadamaria.com.br/z1img/18_08_2014__21_09_594298178ab414d1191247e979c7846af15a99b_640x480.jpg

O grupo militante Estado Islâmico, que ocupou várias partes do Iraque e atraiu os primeiros ataques aéreos dos Estados Unidos desde o final da ocupação em 2011, alertou os EUA que irá atacar seus cidadãos “em qualquer lugar” se os bombardeios atingirem seus militantes.

O vídeo, que mostra uma foto de um norte-americano decapitado durante a presença dos EUA no Iraque e vítimas de franco-atiradores, contém uma declaração em inglês que diz “iremos afogar todos vocês em sague”.

Os ataques aéreos dos Estados Unidos no norte iraquiano ajudaram forças curdas e iraquianas a recuperar parte dos territórios capturados pelos militantes islâmicos, que ameaçaram rumar para Bagdá.

http://www.imaculadamaria.com.br/z1img/18_08_2014__21_09_513792682cb8d5ab7cd96d677fee76fcf7b294f_640x480.jpg

A mais recente ofensiva do Estado Islâmico, uma dissidência da Al Qaeda, obrigou dezenas de milhares de pessoas da minoria étnica Yazidi e cristãos a fugir para salvar a vida, e alarmou o governo de Bagdá e seus aliados ocidentais.

Ao contrário da Al-Qaeda, até agora o Estado Islâmico se concentrou em tomar terras no Iraque e na Síria para seu autoproclamado califado, e não em atentados espetaculares contra alvos ocidentais.

O presidente dos EUA, Barack Obama, declarou em uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira que o Estado Islâmico representa uma ameaça ao Iraque e a toda a região.

 

Fonte: Terra noticias / http://www.rainhamaria.com.br/

-------------

Arcebispo de Mosul: “Perdi minha Diocese para o Islã – Vocês no Ocidente também serão vítimas dos muçulmanos”.

18 agosto, 2014

http://fratresinunum.files.wordpress.com/2014/08/79d11-d985-620x241.jpg?w=936&h=368

Igreja Católica Armênia em Raqqa, Síria, atualmente escritório do ISIS.

Nossos sofrimentos de hoje são o prelúdio daqueles que vocês, europeus e cristãos ocidentais, também sofrerão no futuro próximo. Perdi minha diocese. O local físico do meu apostolado foi ocupado por radicais islâmicos que nos querem convertidos ou mortos. Porém, minha comunidade ainda está viva.

Por favor, tentem nos compreender. Aqui os seus princípios liberais e democráticos não valem coisa alguma. Vocês devem considerar novamente a nossa realidade no Oriente Médio, porque vocês estão acolhendo em seus países um número cada vez maior de muçulmanos. Vocês também estão em perigo. Vocês devem tomar decisões fortes e corajosas, mesmo ao custo de contradizer os seus princípios. Vocês pensam que todos os homens são iguais, mas isso não é verdade: o Islã não diz que todos os homens são iguais. Os seus valores não são os deles. Se vocês não compreenderem essa realidade o suficiente, vocês se tornarão as vítimas do inimigo que acolheram em sua casa.

Dom Amel Nona

Arquieparca Católico Caldeu de Mosul, atualmente exilado em Erbil

Corriere della Sera

Créditos: Rorate-Caeli | Tradução: Teresa Maria Freixinho – Fratres in Unum.com

* * *

Disse Santo Agostinho: “Somente posso amar aquilo que conheço…” . Assim, como são desconhecidos da quase totalidade do Ocidente Latino, não há como serem amados sem que sejam apresentados como irmãos da mesma Fé. Por isso, o vídeo a seguir traz a oração do Pai Nosso rezado/cantado segundo a tradição dos fiéis de língua siríaca (caldeus, siríacos e maronitas), inclusive com uso de cítara.

Atente-se que é o idioma de Nosso Senhor. As palavras que forem ouvidas podem/devem ser fiel reprodução do que Ele mesmo falou há quase 2 mil anos. Esses pobres perseguidos testemunham a Fé recebida de nossos Santos Padres repetindo as palavras que seguem:

Aboun d’Bashmayo.


Fonte:http://fratresinunum.com/

------------------

 Uma mensagem de Jesus - Em 25 jul 2014


      O mundo ainda não está em total escuridão. No entanto, vai por uma estrada que leva para longe do Pai Celestial. Inevitavelmente, o futuro está cada vez mais escuro. Muitos veem os problemas, mas poucos veem o caminho que temos pela frente. No Oriente Médio há muitos incêndios. Estes queimam brilhantemente, mas ainda estão separados. O objetivo de Satanás é ter um, conflagração unificada, apesar de os grupos terroristas serem diversos agora. Quando houver um incêndio unido, em seguida, as chamas irão saltar para a Europa.
      Os terroristas têm seus olhos sobre a Europa, especialmente nos países com uma população muçulmana significativa. Durante séculos, os muçulmanos têm sonhado de controlar os países europeus. Agora, essas populações veem que os terroristas desestabilizam e provocam medo. Isso acelera o dia em que deixará de ser negado muitos direitos. Eles sonham em tomar o controle desses países. O que acontece dentro do coração de uma pessoa que vê o seu sonho de repente vem muito mais perto? Eles estão prontos para fazer qualquer sacrifício.
      Europa parece estável, mas isso é ficção. Eles não podem se defender como Israel.

----------------

Comentário Arnaldo Haas


     Desde o início dos nossos trabalhos, e isso há quase 20 anos, temos alertado sobre o perigo muçulmano. Lentamente, como um nuvem venenosa, eles foram invadindo especialmente a Europa, e devagar também o mundo - Brasil inclusive - povoando aquelas regiões com os filhos de Alá. E se existe um povo que é conduzido por satanás é este: perigoso, astucioso, manhoso, age com o maior descaramento, ousadia... E sempre com ódio!

      De fato, quando são minoria em uma nação, se fazem de bonzinhos! Quando aumentam sua população ali, começam a reclamar direitos especiais alegando discriminação! Quando passam a ser maioria pegam das armas e começam as guerras infindáveis, das quais o seu sangue belicoso e assassino guarda uma semente indelével. Desde que saíram do ventre de Rebeca e de Agar, esta raça nunca teve sossego, nunca teve paz, nunca deixou os outros em paz...

      Como disse o anjo a Agar, quando estava grávida de Ismael: "este menino será como um jumento bravo: sua mão se levantará contra todos e a mão de todos contra ele, e levantará sua tenda diante dos irmãos". E esta saga, ou sina - como queiram - persegue esta raça, a qual o mesmo anjo prometera a Agar, que tornar-se-ia tão numerosa como ninguém a poderia contar, eis que aqui está, ela já suplanta em números os cristãos.

      Em nosso famoso "folder" num dos primeiros itens está previsto que os povos muçulmanos se uniriam como um só, para um grande levante contra o mundo. Ora, o erguimento do Califado ou Estado Islâmico, é nada mais do que a semente deste mal. Veja que hoje, mesmo entre si, os grupos muçulmanos se detém uns contra os outros, sunitas x xiitas, se odeiam de morte, se matam se trucidam, e tingem de sangue suas pátrias e até as suas mesquitas. Não têm sossego, nem paz!

      Também os diferentes grupos terroristas se atiram uns contra os outros - Hamas x Al Qaeda - e sob diferentes e cada vez mais enfurecidas lideranças se batem entre si, e atacam a todos, pondo em perigo não somente aquelas regiões desérticas do Oriente Médio onde são maioria, mas todo o mundo, em especial à Europa, seu primeiro grande alvo. E naquelas regiões especialmente os cristão são trucidados com os mais perversos requintes de crueldade, como até minorias que os rejeitam são assassinadas.

      Disse o Papa Francisco em sua última viagem que: "A tortura se tornou quase um meio ordinário. Esses são os frutos da guerra. Estamos em guerra, há a Terceira Guerra Mundial, mas em fragmentos", entretanto é um contrassenso ele dizer apenas isso, quando deveria dar nome aos únicos assassinos que se empenham nesta guerra e cometem estas torturas: os muçulmanos! Mas então porque o Papa tanto insiste em se unir e ecumenizar com eles, sendo assassinos, quando os deveria denunciar e repudiar?

      A Europa é o segundo alvo da ira muçulmana, porque acumulam contra eles um ódio milenar por haverem sido vencidos e expulso de lá séculos atrás, mas o primeiro será sem dúvida Israel. Mas observem na mensagem acima que Jesus diz: "Europa parece estável, mas isso é ficção. Eles não podem se defender como Israel". Na realidade Deus é quem já está defendendo e Quem defenderá Israel, entretanto Ele não tem nenhum pacto com a Europa que se paganizou e que O abandonou quase completamente. De fato, a Europa aceitou seu espinho muçulmano, que hoje é uma cimitarra, amanhã será metralhadora.

      Que aconteceu? A Europa rica, não mais queria sujar as mãozinhas limpando banheiros e fossas, fazendo os mil e um serviços sujos que qualquer cidade precisa, para manter a habitabilidade. Então começaram a aceitar a "ajuda" dos muçulmanos coitados, que vieram aos poucos, foram se firmando, povoando cidades e bairros que hoje formam maiorias, e principalmente tendo filhos em massa. De fato, enquanto um casal italiano tem em média 1,3 filhos - o que é símbolo de morte da raça - os casais muçulmanos têm cinco filhos em média.

      Ora, a matemática simples mostra que tudo é uma questão de tempo. Projeções feitas por analistas que estão se dando conta do desastre, antecipam que em menos de 30 anos, por exemplo, não se teria mais uma Itália dos italianos, mas dos muçulmanos. E assim em outros países, especialmente a França, onde regiões inteiras já lhes pertencem. E qualquer estatística dos crimes na Europa, apontará para a presença maciça dos muçulmanos, especialmente jovens, na maioria dos casos. E isso só se amplia, e piora a cada ano!

      Ou seja: enquanto a Europa aprova as leis do aborto, cada vez mais permissivas e mais criminosas, que permitem as mães assassinarem seus filhos nos ventres até pouco tempo antes do nascimento, como na Holanda, a bênção a favor de Ismael feita pelo anjo a Agar continua a pleno vapor: Multiplicarei tua posteridade de tal forma e será tão numerosa que não se poderá contar! Acaso o leitor imagina que não seja esta a raiz do crescimento exponencial daquele povo?

      Resultado: A Europa paganizada mata suas crias, enquanto os muçulmanos que não os matam e Deus continua abençoando sua geração se preparam agora para matar os velhos europeus que traíram a Cristo, idolatrando o dinheiro e o bem estar. Por qual motivo Deus deveria proteger uma Europa de onde partem tantos crimes, tantas leis iníquas, tantos vícios e afrontas contra Ele? Maomé vem, então, como flagelo para castigar a Europa, e é quando os povos de Alá que ali residem serão ponto de apoio para as tropas invasoras. 

       Acima o Arcebispo de Mossul, Dom Amel Nona, já agora exilado e tendo a sua catedral transformada em sede de um comando terrorista, nos avisa que em breve todo o Ocidente sofrerá as consequências do ódio dos filhos de Ismael e Agar, também de Esaú, porque o que significa o Califado Islâmico? Significa nada mais do que o germe da UNIÃO, de todos aqueles povos, etnias, tradições e grupos terroristas, ao redor de um único líder, o que significa não mais uma força esfacelada mas a formação de um exército sanguinário, que se unirá a outras forças para por fogo no mundo.

      E são poucas as nações que movem algum esforço no sentido de evitar, limitar e assim minimizar o avanço lento das hostes muçulmanas em seus territórios. Na Europa parece surgir alguma tentativa na Noruega, que proibiu a construção de mesquitas em seu território. Na Ásia, nos parece que apenas a Austrália, através do seu bravo presidente, é que deu um ultimato ao maometanos, quando começaram a exigir direitos: Nós os acolhemos aqui, para seguir as nossas leis, não para vocês nos imporem as suas! Se não estão contentes, vão embora! Assim deveriam fazer todos os países, para seu bem e de sua subsistência como nação livre. De fato, eles ignoram quais sejam as leis do Califado.

      E assim por exemplo, o Canadá, os Estados Unidos em especial, já estão povoados por levas imensas destes povos belicosos, e até um presidente muçulmano já conseguiram. Claro que entre eles existem pessoas boas, que não desejam a guerra, mas existe este sangue abortivo, esta semente de ódio que permeia esta raça, a qual, esteja onde estiver, sempre será causa de sedição, de intriga, de crimes, de explosões de ódio e violência. Este povo não tem cura, e o mundo nunca terá paz enquanto esta semente de ódio não desaparecer! Leão jamais nega seu sangue!

      De fato, a guerra já começou, e estes povos estarão no meio da deflagração. Rússia e China também se preparam, e terão certamente a ajuda destes povos maus. E quando as profecias avisam que o Rio Reno, que corta a Europa, ficará juncado de cadáveres humanos por mais de 30 quilômetros, e quando elas falam que os cadáveres se empilharão em montanhas nas ruas, e quando avisam que o sangue humano formará poças que chegam a até a altura do freio dos cavalos - um metro de altura - elas apenas apontam para o resultado da rebeldia humana.

      Não, Deus jamais derramou uma gota de sangue, nem de homem nem de animal. Para a vida Ele estabeleceu o curso e a duração, animal e vegetal! Mas o homem, com seu livre arbítrio é livre para encurtar esta vida, e Deus não é um cercador de desgraças: Ele apenas impõem certos macros limites - como, por exemplo, a proibição de os demônios e dos que o seguem, de nos exterminarem como gostariam - no mais somos livres para nos trucidarmos. Apenas que adiante nos espera a JUSTIÇA, e ela se fará quando posta numa justa balança: Bem ou Mal que praticamos!

      Num artigo que acabei de ler se dá conta que o Papa Francisco através de seus cardeais tem se mobilizado no sentido de exigir que os governos do Oriente Médio e a ONU condenem os grupos terroristas que degolam cristãos, penduram corpos em praça pública e devorem partes de seus corpos. Mas penso que existe um erro nesta atitude, porque eu não posso agir com brandura para "não ferir a sensibilidade dos líderes muçulmanos", quando eles apoiam os terroristas, no que se tornam piores do que eles. O que deve haver é condenação sumária e de tais atos, e nada de diálogo religioso. Porque não se trata de religião, o que eles almejam é o inferno na terra.

      Sinais do fim é que não faltam, apenas cegos e coniventes não os percebem! Do Oriente Médio virá a centelha que porá fogo no mundo, é lá onde age com força o espírito do anticristo, e de lá prepara a guerra. É ele quem insufla este ódio brutal nos terroristas islâmicos, e com esta gente não existe diálogo possível. É completa loucura passar a mão na cabeça de quem deseja te matar, quem quer beber o teu sangue, e destruir a tua Igreja. O que eles querem é impor a mundo a lei do demônio e para isso se prepararam longamente. Armas não lhes faltarão, a besta, sedenta de sangue, os proverá.

      Enfim, não deve demorar muito, porque todos os profetas atuais que conheço estão anunciando a iminência da guerra. O Califado é nada mais que a preparação do exército de satanás. Uma guerra não começa sem que os lados não estejam preparados, e é isso que fazem hoje os governantes das nações: enquanto falam de paz fabricam armas para a guerra!

      Mas nós temos a nossa: O Rosário de Maria! Mais poderosa do que mil exércitos, mais vencedora do que mil esquadras. Dizem os demônios que, quando um grupo de pessoas se dispõe a rezar o Rosário, eles vão perdendo as forças, mais e mais, e quando termina esta oração, eles estão de tal forma torturados e acabrunhados, que perdem toda a força de ação. E são eles que regem, por trás, estes filhos do mal e do ódio.

      Temos então nas mãos a arma para vencer, também aos filhos do ódio. Deus colocou em nosso favor esta arma poderosíssima, nada mais que uma cantiga de amor, e é com ela que venceremos.

Maria nos lábios... E no coração!

 

Fonte:http://www.recadosaarao.com.br

 

 
 
 

Artigo Visto: 874 - Impresso: 39 - Enviado: 9

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.545.076 - Visitas Únicas Hoje: 928 Usuários Online: 192