"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
24/01/2016
A morte de São José: misteriosa, mas a mais sublime que se pode imaginar
 

A morte de São José: misteriosa, mas a mais sublime que se pode imaginar

Pode haver melhor passagem para a vida eterna do que entre os braços de Jesus e de Maria?

https://aleteiaportuguese.files.wordpress.com/2016/01/morte-de-sc3a3o-josc3a9.png?w=800

Não há registros documentais da morte de São José, mas é comumente aceito que ele faleceu antes do início da vida pública de Jesus.

Nos primeiros séculos da Igreja, conforme narra Isidoro de Isolanis, costumava-se ler nas igrejas do Oriente, todo dia 19 de março, uma narração solene da morte do pai adotivo do Filho de Deus:

“Eis chegado para São José o momento de deixar esta vida. O Anjo do Senhor lhe apareceu e anunciou ter chegado a hora de abandonar o mundo e ir repousar com seus pais. Sabendo estar próximo o seu último dia, quis ele visitar, pela última vez, o Templo de Jerusalém, e lá pediu ao Senhor que o ajudasse na hora derradeira.

Voltou a Nazaré e, sentindo-se mal, recolheu-se ao leito, agravando-se em breve o seu estado. Entre Jesus e Maria, que o assistiam com carinho, expirou suavemente, abrasado no Divino Amor.

Oh, morte bem-aventurada! Como não havia de ser doce e abrasada no Divino Amor a morte daquele que expirou nos braços de Deus e da Mãe de Deus?

Jesus e Maria fecharam os olhos de São José.

E como não havia de chorar Aquele mesmo Jesus que choraria sobre a sepultura de Lázaro? ‘Vede como ele o amava!’, disseram os judeus. São José não era tão só um amigo, mas um pai querido e santíssimo para Jesus”.

A Igreja, que venera com carinho este santo de tão grande devoção dos cristãos, o reconhece como o padroeiro da boa morte.

Pode haver, afinal, melhor passagem para a vida eterna do que entre os braços de Jesus e de Maria?

ORAÇÃO A SÃO JOSÉ  (HÁ MAIS DE 19 SÉCULOS)

Ó, São José, cuja proteção é tão forte, tão pronto diante do trono de Deus, deposito em ti todo meu interesse e desejo. Ó, São José, me assista pela sua poderosa intercessão e obtenha para mim do seu Divino Filho toda benção espiritual por Jesus Cristo Nosso Senhor, para que, tendo aqui na terra recebido o seu poder celestial, possa oferecer a minha ação de graças e homenagem para o mais amado dos pais. Ó, São José, nunca me canso contemplando-te e a Jesus dormindo em teus braços. Não me atrevo a me aproximar enquanto Ele repousa em teu peito. Toque-o em meu nome e beije sua cabecinha tão linda por mim, e peça que Ele retorne esse beijo quando eu fizer meu último respiro. São José, patrono da boa morte, rogai por nós. Amém.

(Faça essa oração por nove dias, consecutivamente, de manhã, por qualquer preocupação sua).      

Essa oração foi encontrada no quinto ano de Nosso Senhor Jesus Cristo. Em em 1500, foi enviada pelo Papa ao imperador Carlos enquanto ele se preparava para a guerra.

Qualquer um que reza essa oração ou a escuta, ou até mesmo a carrega, nunca terá uma morte repentina, nem ficará afogado na água. Nenhum veneno terá poder sobre quem reza, ouve ou carrega esta oração. Não cairá nas mãos de seus inimigos, nem será queimado por nenhum fogo, nem será vencido em nenhuma batalha. Faça que esta oração seja conhecida em qualquer lugar.

(Imprimatur, Most Ver.George W.Ahr, Bispo Treno)

Fonte:http://pt.aleteia.org/2016/01/18/a-morte-de-sao-jose-misteriosa-mas-a-mais-sublime-que-se-pode-imaginar/

 
 
 

Artigo Visto: 1288 - Impresso: 81 - Enviado: 11

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.766.717 - Visitas Únicas Hoje: 684 Usuários Online: 185