"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
30/09/2017
A incrível história de São Jerônimo e o leão
 

A incrível história de São Jerônimo e o leão

29/09/2017

http://4.bp.blogspot.com/_iI8vYTmqReU/TAboXSxma3I/AAAAAAAAAqM/qt0nj6ZYh08/s1600/Colantonio.jpg

por Editor ChurchPOP

Uma tarde, no monastério em Jerusálem, São Jerônimo sentou-se com outros monges para ouvirem a lição do dia quando um gigantesco leão aproximou-se andando em três patas, com a quarta pata levantada. Imaginem o caos que se seguiu quando todos os monges correram, cada um para um lado. Mas São Jerônimo calmamente levantou-se e foi ao encontro do hóspede inesperado.

Naturalmente o leão não podia falar, mas ofereceu a pata ferida ao bom padre. Jerônimo examinou-a, notou que havia alguns espinhos, e pediu ao monge menos medroso que trouxesse um balde com água para lavar a ferida do leão. Jerônimo retirou com cuidados os espinhos e aplicou uma pomada. O ferimento rapidamente sarou. O gentil cuidado amansou o leão que ia e vinha pacificamente onde estava São Jerônimo como se fosse um animal doméstico. Sobre este episódio, o santo  disse “Pensem sobre isto e vocês encontrarão várias respostas. Eu creio que não foi tanto para a cura de sua pata que Deus o enviou, pois Ele curaria a pata sem a nossa ajuda, mas enviou o leão para mostrar quanto Ele estava ansioso para prover o que necessitamos para o nosso bem.”

Os irmãos sugeriram que o leão poderia ser usado para proteger o jumento que carregava a lenha para o monastério. E assim foi por muito tempo. O leão guardava o jumento enquanto este ia e vinha. Um dia, entretanto, o leão estava muito cansado e dormiu enquanto o jumento pastava. Foi quando egípcios mercadores de óleo levaram o jumento.

O leão lá pelas tantas acordou e passou a procurar o jumento. Com incrível ansiedade procurou-o o dia todo. No final do dia voltou e ficou no portão do monastério parado, consciente de sua culpa o leão não tinha mais o seu andar orgulhoso.

Os outros monges logo concluíram que o leão tinha na verdade comido o jumento, e  recusaram-se a alimentar o leão, enviando-o de volta para comer o resto da sua matança. Mas ainda havia uma certa dúvida se o leão havia ou não matado o jumento e assim Jerônimo mandou que eles procurassem pela carcaça do jumento. Não encontraram a carcaça, nem outro sinal de violência. Os monges levaram a notícia para São Jerônimo que disse “Eu fico triste pela perda do asno, mas não façam isto com o leão. Tratem dele como antes, dêem comida e ele fará o serviço do jumento. Façam com que ele traga em seu lombo algumas das peças de lenha.“ E assim aconteceu.

O leão regularmente fazia a sua tarefa, mas continuava a procurar o seu velho companheiro. Um dia, do alto de uma colina, viu na estrada homens montados em camelos e em um jumento. Ele então foi ao encontro deles. Ao se aproximar, reconheceu o amigo e começou a rugir. Os mercadores assustados correram como puderam, deixando o jumento, os camelos e sua carga para atrás.

O leão conduziu os animais para o mosteiro. Quando os monges viram aquela cena inusitada, um leão liderando um jumento e camelos, logo chamaram São Jerônimo. Ele abriu os portões e disse: “Tirem a carga dos camelos e do jumento, lavem suas patas e dêem comida e esperem para ver o que Deus tinha em mente quando nos deu o leão”.

Suas instruções foram seguidas, o leão começou a rugir de novo e balançar o rabo alegremente. Os irmãos, com remorso da calúnia que haviam pensado do pobre leão, disseram uns aos outros “Irmão, confie na sua ovelha mesmo se por um tempo ela parecer um ganancioso rufião e Deus fará um milagre para curar o seu caráter“.

Neste meio tempo, Jerônimo sabendo o que viria disse: “Meus irmãos, preparem refrescos porque novos hóspedes estão chegando e deverão ser tratados dignamente”.

Assim se preparam para receber as visitas e em breve os mercadores estavam no portão. Foram bem-vindos, mas vendo os camelos, o jumento e o leão, prostraram-se aos pés de São Jerônimo e pediram perdão pelas suas falhas. Gentilmente Jerônimo disse “dêem os refrescos a eles e deixem partir com os seu camelos e suas cargas”. Os mercadores ofereceram metade do óleo que carregavam e mais alguns alimentos para os monges.

O chefe dos mercadores estão disse “Nós daremos todo óleo que vocês precisarem durante o ano e nossos filhos e netos serão instruídos a seguirem esta ordem, e ainda nada de sua propriedade será jamais tocado por qualquer de nós“.

São Jerônimo aceitou a oferta e os mercadores partiram com sua benção, voltando alegres para o seu povo. São Jerônimo então disse “vejam, meus irmãos, o que Deus tinha em mente quando nos mandou o seu leão“!

http://www.lpconsultoriaimobiliaria.com.br/imobiliarias/935/noticias/69083-4.jpg

 

Fonte: http://pt.churchpop.com/incrivel-historia-de-sao-jeronimo-e-o-leao/

 
 
 

Artigo Visto: 348 - Impresso: 8 - Enviado: 0

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 2.842.145 - Visitas Únicas Hoje: 202 Usuários Online: 57