"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
09/01/2018
QUAL O OBJETIVO DO ANTICRISTO?
 

QUAL O OBJETIVO DO ANTICRISTO?

O grande objetivo do Anticristo, é que os fiéis vivam em pecado mortal, comunguem em pecado mortal, que os eclesiásticos colaborem nisso. Que o homen não obedeça a Deus.

https://i0.wp.com/www.freedombikerchurchfayetteville.com/wp-content/uploads/2017/01/the-beast-from-the-sea-amalgamation-revelation-smaller.jpg?fit=700%2C444

Por Padre Juan Manuel Rodriguez de la Rosa – Adelante la Fe | Tradução Sensus Fidei:

Queridos irmãos, o Anticristo não deseja nada além de uma única coisa, a condenação de todas as almas. Essa é sua razão para agir, o seu fim, a sua vitória. A condenação eterna das almas, essa é a razão de ser do Anticristo. Ele empregará todos os meios necessários para fazê-lo, o meio fundamental, o que é próprio de seu ser, a mentira. Porque o Anticristo é o pai da mentira. Ele não revelará sua identidade até que tenha alcançado o seu objetivo, ou seja, até que creia ter atingido o seu propósito.

O primeiro objetivo do Anticristo será angariar adeptos, não é um bom pastor que cuida das suas ovelhas, é um impostor que busca adeptos que o sigam cegamente, e que cegamente se condenem. Por esta razão, o Anticristo não negará nenhum dogma católico, inicialmente os confirmará e os defenderá. Não negará a divindade de Jesus Cristo. Não negará a Encarnação do Verbo de Deus. Não negará a Virgindade da Santíssima Virgem.

O Anticristo falará de Jesus Cristo para a Igreja e de um Deus sem nome ao mundo, promovendo, sob pretendidos pretextos de justiça, paz, solidariedade, uma religião mundial que agrupe todas as religiões.

Deixará os dogmas de lado, à espera de que se ponham em causa pelos fiéis e eclesiásticos, pelos adeptos, e para isso minará a razão de ser dos sacramentos. Sem atacá-los diretamente, o Anticristo, astutamente, dará normas e atuará de tal forma que os sacramentos fiquem totalmente destituídos e sem conteúdo. Os Sacramentos ficarão transformados em uma paródia do que realmente são. Este será o principal caminho pelo qual conduzirá a Igreja. Seu grande objetivo é que os fiéis vivam em pecado mortal, comunguem em pecado mortal, que os eclesiásticos colaborem nisso, e por sua vez vivam em pecado sem nenhum apreço para com a santidade do sacerdócio. O homem já não obedecerá a Deus, mas o corpo.

O Anticristo se valerá para os seus fins de seu prestígio pessoal, o qual buscará a todo custo. Graças ao seu prestígio, astutamente agirá através de gestos que seus adeptos saberão interpretar em palavras. Seus adeptos cegamente o seguirão, assim como seguirão todas as instruções que ele lhes dê, sem considerar sua idoneidade ou conformidade com a fé católica tradicional. O seu trabalho será conjunto, dentro da Igreja e para o mundo, do qual quererá converter-se em um líder espiritual.

O Anticristo será revelado

Apenas dar-se-á  a conhecer quando pensar ter transformado a Igreja em cinzas, ou seja, ter fechado aos fiéis o caminho da salvação com a devastação da fé, com a sua deformação, de tal modo que ela se torne irreconhecível. Ele dar-se-á a conhecer quando os que vivem alegremente em pecado, fornicando, homens com homens, mulheres com mulheres, comprovem com terror inaudito que o corpo acima deles, e que até agora lhes dava prazer, é o próprio demônio. Ficarão horrorizados de espanto quando virem a própria face de satanás sobre eles. Então, compreenderão claramente seu pecado e desejarão fervorosamente arrepender-se, mas, para muitos, já não será mais possível. Seguiram alegremente o Anticristo e pecaram, quando tinham a possibilidade de não fazê-lo. Mas pecaram. Muitos quererão confessar-se, mas já não encontrarão mais sacerdotes, e estarão plenamente conscientes de sua condenação. Chegaram tarde. Já não encontrarão quem os confesse e possa salvá-los do fogo eterno. Será terrível a agonia da alma.

O Anticristo rirá de satisfação, enquanto as almas se condenam. Pensará que chegou o tempo de seu reinado. Mas estará totalmente equivocado.

O Apocalipse se cumprirá

Então, Deus Todo-Poderoso intervirá quando o Anticristo acreditar que seu reinado terá iniciado; ficará desconcertado porque não saberá o que acontece. Não esperava a ação divina e não saberá como agir. Começará, então, a purificação da Igreja. A tribulação é inevitável.

O que fazer para ser salvo? Ir para o Tabor. Como se chega até ele? Estando em permanente estado de graça. Vivendo os sacramentos, cumprindo fielmente os mandamentos da Lei de Deus, rejeitando absolutamente qualquer coisa que se oponha a eles; sendo fiéis ao ensinamento tradicional recebido no depósito da fé.

A tribulação será muito difícil, pois veremos justos caírem em pecado; nossa dor interior será o máximo possível de suportar, teremos a sensação de estar sozinhos. Veremos aqueles que eram fiéis trair o Senhor. Quantos resistirão?

Seremos fortemente tentados, mas o Senhor nos diz para não temer o que haveremos de padecer. Anunciando-nos o padecimento nos permite tornar-nos fortes e estarmos preparados. O Apocalipse adverte-nos “não tenhais medo” (2, 10), para o nosso bem, para que estejamos prevenidos, para que tenhamos “a casa fortificada”. Aqueles que resistem sofrendo ganharão o Céu, e para resistir nada melhor do que ir para o Tabor, ou seja, revestir-nos com as armas da fé.

Queridos irmãos, do Tabor a tudo veremos, suportaremos e resistiremos.

A Santíssima Virgem salvará muitas almas

Nossa Mãe do Céu salvará a muitos, a todos aqueles que a amam, a todos aqueles que fervorosamente rezam o Santo Rosário. Ela tem permanecido sempre ao lado de Seu santíssimo Filho, e também permanecerá no momento da tribulação. Ela esmagou a cabeça do inimigo maligno, tem-no esmagado sob seu bendito pé. Mas o maligno continua a rondar constantemente à nossa volta. Como resistir-lhe? Vivendo em acrisolada pureza. O Senhor nos quer limpos e puros. Quem não vive a pureza não resistirá à tentação. O impuro é fácil de se tornar adepto do Anticristo, porque não o censurará, pelo contrário, encorajá-lo-á a desfrutar do prazer do corpo.

Quem cuida das ovelhas? Os pastores fiéis ao ensinamento tradicional da Igreja que pregam e ensinam com clareza. Os pastores que apontam o pecado e advertem o pecador de sua situação de condenação de sua alma. Os pastores que amam verdadeiramente a Igreja de Cristo, fundada e fundamentada no Calvário, e não querem deixar sozinho o Senhor na Cruz.

O verdadeiro pastor é aquele que está disposto a ser mártir da verdade da fé católica indeformável.

O verdadeiro pastor é aquele que ama ternamente a Santíssima Virgem Maria, e permanece unido a Ela ao pé da Cruz, em uma vida limpa, pura, de oração, penitência e sacrifício, reparando as ofensas a nosso Senhor Jesus Cristo.

O Anticristo não reinará nas almas guiadas por um Pastor fiel que quer ser outro Cristo.

Cristo reinará.

Ave Maria Puríssima.

Pe. Juan Manuel Rodriguez de la Rosa.

Publicado originalmente: Adelante la Fe.

Fonte:http://www.rainhamaria.com.br - Site recomendado

 
 
 

Artigo Visto: 492 - Impresso: 14 - Enviado: 2

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 2.893.320 - Visitas Únicas Hoje: 58 Usuários Online: 207