"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 
Você está em: Principal / Artigos / Triste ironia




 
 
06/12/2018
Triste ironia
 

Triste ironia

06/12/2018

https://fratresinunum.files.wordpress.com/2018/12/as-trc3aas-cruzes-detalhe-e28093-vincenzo-foppa-sc3a9c-xv-museus-diocesano-de-milc3a3o-itc3a1lia.jpg?w=712&h=498

O Senhor crucificado entre dois ladrões.

Por Padre Élcio Murucci - FratresInUnum.com

O Filho de Deus desceu dos Céus à terra para nos libertar do pecado e nos dar a Sua graça que nos garante a Salvação eterna. Nosso Senhor Jesus nasceu para morrer por nós. Os “teólogos” comunistas da “Teologia” da Libertação, dizem que Jesus veio para libertar os pobres, os oprimidos pelos poderosos capitalistas.
As-Três-Cruzes-detalhe-–-Vincenzo-Foppa-séc.-XV.-Museus-Diocesano-de-Milão-Itália.

Por uma triste ironia ou, melhor dizendo, por uma rígida lógica comunista, o STF na maioria de seus componentes vota a favor do indulto de Natal de Michel Temer, indulto este em total contraste com a finalidade da vinda de Jesus ao mundo. “Ele (o Verbo) estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu e os seus não o receberam” (S. João I, 10). Jesus Cristo escolhe na verdade, como primeiros adoradores os pobres, ou seja, os pastores de Belém. Mas chama também os ricos, os reis do Oriente. Já no Antigo Testamento Deus concedeu riquezas a muitos homens santos, inclusive ao próprio Patriarca de Seu Povo, Abraão. Portanto, Deus não exclui os ricos do Reino do Céu. Exclui sim os ladrões não arrependidos, ladrões estes de que classe econômica forem. Jesus fora crucificado entre dois ladrões, mas só perdoou o que se arrependeu. Jesus veio para salvar o que estava perdido. Por exemplo Zaqueu estava perdido, porque adquiriu riquezas roubando. Mas ele se arrependeu e recebendo Jesus em sua casa, prometeu que repararia toda sua vida de corrupção, retribuindo quatro vezes mais o que tinha defraudado. Aí, e só então, Jesus disse-lhe: “Hoje entrou a salvação em tua casa”. Ao entrar na casa de Zaqueu, Jesus não disse: “eis que a salvação entra em tua casa!”. Não! Só o disse quando Zaqueu arrependido promete reparar sua vida corrupta.

Pois bem, libertar ladrões, e não qualquer ladrõezinhos, mas corruptos condenados pela bendita Lava Jato e outras operações, por somas mi e até bilionárias, é algo que entristece as pessoas de bem. Porque, como disse o digníssimo ministro do Supremo o Sr. Roberto Barroso: ‘CORRUPÇÃO MATA”. Quero dar um exemplo: Sou aqui do Estado do Rio de Janeiro, e quero dizer que as roubalheiras de Cabral e Cia, causaram inúmeras mortes de inocentes. Não havia dinheiro para infra-estrutura e muitos morreram por epidemias, a polícia não tinha recursos para devidamente enfrentar bandidos armados, às vezes melhor que os policiais; e estes temem mais os capas pretas que os bandidos; muitos acidentes fatais por causa do estado precaríssimo de muitos asfaltos, muitos pessoas conhecidas, inclusive paroquianos meus, morreram em filas do SUS, e pior, muitos morreram por falta de hospital, de medicamentos, em muitos hospitais não havia leitos suficientes, etc. Agora, basta transferir este exemplo para todo o nosso continental país. É uma lástima!

Eis a triste ironia: Jesus passou fazendo o bem, curando os doentes e até restituindo a vida aos mortos. E o STF aprova (com duas honrosas exceções) o indulto de NATAL para corruptos presos. Caríssimos, sabem o que estes homens irresponsáveis fizeram: Foi-lhes perguntado por Pilatos (Michel Temer): A quem quereis que vos solte no aniversário de Jesus:  Jesus que foi preso e condenado por ter feito o bem, ou Barrabás que fora ladrão e assassino? STF! a quem quereis que vos solte: a Jesus que deu a vida aos mortos, ou a Barrabás que deu a morte aos vivos? Todos responderam (com exceção de dois): no Natal de Jesus, como presente, que Ele seja condenado nas pessoas de classe média, média alta e alta, mortas por bandidos (indiretamente e só por isso não são considerados crimes hediondos); e também nas pessoas dos pobres que morreram por causa da corrupção e que Barrabás, ladrão e assassino, seja livre da cadeia, nas pessoas dos corruptos! Pode haver decisão mais insensata, fatídica e imoral do que esta?!

Seria de muito melhor alvitre que todos os políticos, desde o Presidente até os vereadores, todos os magistrados do STF fizessem uma redução nos seus salários em 30%,  pelo menos no mês de dezembro e este montante fosse destinado pelo Presidente a pagar o 13º da bolsa família para que os mais pobres pudessem celebrar com mais alegria o Santo Natal. Pois, Jesus que era rico, se fez pobre para nos enriquecer com as verdadeiras riquezas celestiais. Magistrados, pelo menos, granjeai riquezas nos tabernáculos eternos ajudando os pobres e não os ricos corruptos; e não queirais ainda mais empurrar os corruptos para o inferno. Se ainda disto não tomaram consciência, fiquem sabendo que, pelo menos diante de Deus, serão também responsáveis pelas mortes decorrentes da corrupção. Meditem nisto e voltem atrás enquanto é tempo.

Fonte:https://fratresinunum.com/2018/12/06/triste-ironia/

 
 
 

Artigo Visto: 312 - Impresso: 2 - Enviado: 0

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.321.059 - Visitas Únicas Hoje: 656 Usuários Online: 169