"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
03/01/2019
Papa Francisco: É melhor ser "ateu" do que assistir à missa diária como hipócrita
 

Papa Francisco: É melhor ser "ateu" do que assistir à missa diária como hipócrita

2 de janeiro de 2019 - 1:54 pm EST

https://www.lifesitenews.com/images/made/images/local/DSC_0221_810_500_75_s_c1.jpg

ROMA, 2 de janeiro de 2019 (LifeSiteNews) - Durante a sua audiência geral no Vaticano hoje, o Papa Francisco condenou os católicos que vão à igreja todos os dias, mas “vão odiar” os seus semelhantes. Ele disse que "é melhor" que eles não vão.

“Quantas vezes testemunhamos o escândalo daqueles que vão à igreja e passam o dia todo lá ou freqüentam todos os dias, e depois vão odiando os outros ou falando mal das pessoas. Isso é um escândalo ”, disse o pontífice argentino.

O papa acrescentou: “Seria melhor não ir à igreja. Viva como um ateu. Se você for à igreja, viva como um filho, como um irmão, como uma testemunha autêntica, não uma contra- testemunha.”

O Papa Francisco tem sido incansável em suas críticas a alguns católicos, particularmente os de mentalidade tradicional, que ele afirma ter falhado em cumprir seu objetivo. Em 2013, o blogueiro católico Laurence English lançou “O Pequeno Livro de Insultos do Papa Francisco”, que continua a documentar os epítetos usados pelo pontífice para descrever aqueles que ele critica. Estes incluem: "cristão superficial", "alpinistas ... ligados ao dinheiro" e "fomentadores da coprofagia!" O papa tem se referido regularmente a alguns católicos tradicionalistas como "rígidos".

Outras frases depreciativas usadas pelo papa incluem cristãos com “cara de pimenta”, “líquidos” e “esperançosos”; “Múmias de museu” e “velhas domésticas”; e sacerdotes e seminaristas que se qualificam como “vãos”, “negociantes de rodas”, “monstrinhos” e “idiotas idólatras”.

Durante a sua audiência regular de quarta-feira para os peregrinos do Vaticano, o papa fez uma homilia sobre o Evangelho de Mateus, que se refere aos “hipócritas” que rezam para que “possam ser vistos pelas pessoas” por “ateus, sem Deus, meramente admirados”. “Os pagãos”, disse o pontífice, “pensam que oram conversando, conversando e conversando. Eu acho que muitos cristãos acreditam que orar é falar com Deus, me perdoe, mas são como um papagaio. Não, orar é feito no coração, de dentro.

Por outro lado, o Papa Francisco disse que Jesus Cristo “coroou de alegria” aquelas pessoas que “receberam pouca consideração naqueles dias, mas também hoje”, incluindo os pobres e os misericordiosos. “Esta é a revolução do Evangelho. Todos são capazes de amar. Os pacificadores que até então estiveram à margem da história estão construindo o Reino de Deus”. Ele enfatizou: “Onde está o evangelho, assim também está a revolução. O Evangelho não nos deixa indiferentes. Nos empurra; é revolucionário”.

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/pope-francis-its-better-to-be-atheist-than-attend-daily-mass-as-hypocrite
 

 
 
 

Artigo Visto: 399 - Impresso: 3 - Enviado: 1

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.433.014 - Visitas Únicas Hoje: 1.024 Usuários Online: 192