"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
01/09/2019
Concílio Vaticano II: Os dogmas que não proclamou e erros que não condenou
 

Concílio Vaticano II: Os dogmas que não proclamou e erros que não condenou

https://1.bp.blogspot.com/-vPZ9HxB1bl4/XWmq5fToFbI/AAAAAAAATLw/HiOdSdoLE2w7FPlcFOy4f-TT4z7941EkQCLcBGAs/s640/scheda_immagine_id218-1024x495.jpeg

Os Bispos italianos, que eram os mais numerosos, queriam que o Concílio proclamasse o dogma da «Mediação Universal da Bem-Aventurada Virgem Maria»; o segundo dogma cuja definição pediam era o da Realeza de Cristo, para ser contraposto ao laicismo dominante.

Muitos pediam ainda ao Concílio a condenação de erros doutrinais:

91 queriam ver reiterada a condenação do comunismo;
57 exprimiam-se contra o existencialismo ateu;
47 contra o relativismo moral;
31 contra o materialismo;
24 contra o modernismo.

«Nos milhares de cartas chegadas a Roma e enviadas de todo o mundo, o comunismo era referido como o erro mais grave que o Concilio deveria condenar. Eram 286 os bispos que a ele se referiam. Para além das numerosas referências ao socialismo, ao materialismo e ao ateísmo», refere Giovanni Turbanti.

No Relatório sintetico, que enuncia os votos dos Bispos por nações, elaborado pela Secretaria-Geral das Comissões Preparatórias, o comunismo também figura como o primeiro erro que o Concilio deveria condenar.

Roberto de Mattei in 'Concílio Vaticano II - Uma história nunca escrita'

Fonte:http://senzapagare.blogspot.com/2019/08/concilio-vaticano-ii-os-dogmas-que-nao.html?

 
 
 

Artigo Visto: 226 - Impresso: 3 - Enviado: 0

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.672.532 - Visitas Únicas Hoje: 1.437 Usuários Online: 271