"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
28/10/2019
Padres casados ​​mal passam. Diaconato das mulheres reprovado. As Críticas de um Padre Sinodal
 

Padres casados ​​mal passam. Diaconato das mulheres reprovado. As Críticas de um Padre Sinodal

26/10/2019

https://ogimg.infoglobo.com.br/in/24044665-fb4-351/FT1086A/652/xcq5dam.thumbnail.cropped.750.422.jpeg.jpg.pagespeed.ic.k0XKdbjl-l.jpg

Por Sandro Magister

O sínodo para a Amazônia encerrou seu trabalho hoje, 26 de outubro, com uma votação ponto a ponto do documento final. Mas este documento não tem efeito normativo. Foi simplesmente entregue ao papa Francisco para que ele decida o que deve ser feito e o escreva em uma exortação pós-sinodal esperada nos primeiros meses do próximo ano.

Mais abaixo, os leitores encontrarão uma antologia dos pontos mais controversos do documento, com os respectivos votos a favor e contra.

Mas como um guia para interpretá-los, é aconselhável examinar primeiro a avaliação deste sínodo publicada ontem em vários idiomas - incluindo chinês - pela “Asia News”, a agência do Instituto Pontifício para Missões Estrangeiras.

Seu autor é um missionário uruguaio convidado ao sínodo pelo Papa Francisco, Martín Lasarte Topolanski, que os leitores de Settimo Cielo já conhecem e apreciam com comentários anteriores.

Ele lista, para este sínodo, as seis coisas que ele gostava e as nove que ele não gostava.

O texto completo dessa dupla “votação” está em “Asia News”. Embora aqui seja reproduzido apenas um resumo abreviado de seus votos contra.

*

AS NOVE COISAS SOBRE ESTE SÍNODO QUE EU NÃO GOSTEI

de Martín Lasarte

1. Muita energia foi dedicada aos problemas internos da Igreja, especialmente os viri probati e o diácono feminino. As questões do “viri probati” e do diácono feminino, que não geraram nenhum acordo amplo, consumiram muito tempo em detrimento de outros tópicos sobre os quais houve acordo.

2. egocentrismo regional. Sinodalidade com quem pensa como eu; autonomia e pluralismo com quem pensa diferente, como no caso das Igrejas irmãs da Ásia, Europa e África. Penso que mais deveria ter sido dito sobre a sinodalidade da Igreja universal em relação aos ministérios ordenados.

3. Não houve autocrítica mais profunda da Igreja. Refiro-me aqui ao fraco alcance pastoral dos últimos 50 anos entre as várias comunidades eclesiais da Amazônia. Quais são as causas de tal pobreza e estéril pastoral? Na minha opinião, as questões da ideologização social e a falta de um testemunho credível, coerente e resplandecente da santidade dos ministros (que explicam as evasões religiosas e sacerdotais e vidas equívocas) não foram abordadas adequadamente.

4. Novos remendos para roupas velhas. Na minha opinião, os principais assuntos associados à evangelização não foram discutidos. Quais são as novas formas propostas pelo Sínodo? Somente novas estruturas e a ordenação de "viri probati". Parece-me que essa coisa nova é extremamente fina. Na minha opinião, a nova roupa que devemos vestir com novo fervor é um problema de "fé", isto é, como vestir Cristo.

5. Falou-se de um "rito amazônico" para a liturgia. Existe o risco de cair na experimentação teórica em um laboratório pastoral. Sem dúvida, a inculturação do Evangelho na liturgia e na vida das comunidades cristãs da Amazônia é indispensável, mas isso deve ser feito na vida real, pouco a pouco, com razoável adaptação e aclimatação do que é verdadeiramente autêntico na cultura para transmitir verdadeiramente a realidade. Mistério cristão com símbolos e expressões originais, evitando a “folclorização” superficial e genérica.

6. Clericalização dos leigos. Poderíamos ter resolvido o problema de possíveis ordenações sacerdotais para homens casados ​​através das formas usuais que já existem na Igreja. Infelizmente, o "tópico" do Sínodo era a ordenação de homens casados, enquanto outros tópicos permaneciam nas sombras.

7. A visão secular dos ministérios, particularmente a das mulheres como “diaconisas ordenadas”, era outro tópico que surgia o tempo todo, com motivações muito civis, sob forte pressão da cultura dominante. Acho que vi certa sagacidade parlamentar: “Somos representantes dos povos amazônicos e devemos levar adiante as propostas apresentadas por eles”.

8. A Igreja corre o risco de se tornar uma ONG. O mistério, a vida e a ação da Igreja seriam reduzidos a várias atividades de advocacia e serviço social. Esse reducionismo parece-me estar fortemente presente na sensibilidade de vários participantes do Sínodo.

9. A atmosfera do Sínodo era bastante serena, fraterna e respeitosa, apesar de alguns participantes terem apresentado as coisas de maneira bastante dialética. Por um lado, o clube fariseu estava ligado à doutrina, assustado com o novo, portanto fechado ao Espírito Santo; por outro lado, aqueles que ouvem as pessoas (“sensus fidei”), sem medo, estão abertos ao que é novo e são dóceis ao Espírito Santo ... Devemos admirar um Espírito Santo que veio tão bem preparado e organizado.

O DOCUMENTO FINAL DO SÍNODO PARA A AMAZÔNIA ...

> Texto oficial em espanhol

(As traduções oficiais nos outros idiomas são esperadas nos próximos dias).

… E AS PASSAGENS MAIS SIGNIFICATIVAS, COM VOTO E CONTRA
(181 eleitores, maioria para aprovação 121)

ORDENAÇÃO DE HOMENS CASADOS AO SACERDÓCIO
Placet 128
Não placet 41

111. Propomos estabelecer critérios e disposições por parte da autoridade competente, no âmbito do “Lumen Gentium” 26, para ordenar padres a homens adequados e reconhecidos da comunidade, que tenham um diaconado permanente frutífero e recebam treinamento adequado para a presbiterado, capaz de ter uma família legitimamente constituída e estável, para sustentar a vida da comunidade cristã por meio da pregação da Palavra e da celebração dos sacramentos nas áreas mais remotas da região amazônica. Nesse sentido, alguns defenderam uma abordagem universal ao problema.

MINISTÉRIOS PARA HOMENS E MULHERES, EM IGUALDADE DE TERMOS
Placet 158
Não placet 9

MULHERES DIACONAS, UMA HIPÓTESE PARA ESTUDAR
Placet 137
Não placet 30

103. Nas múltiplas consultas realizadas na região amazônica, [...] foi solicitado o diaconado permanente para as mulheres. Por esse motivo, o assunto também esteve muito presente no Sínodo. Já em 2016, o Papa Francisco havia criado uma “Comissão de Estudo sobre o Diaconato das Mulheres” que, como Comissão, alcançou um resultado parcial sobre como era a realidade do diaconado das mulheres nos primeiros séculos da Igreja e sua implicações hoje. Por isso, gostaríamos de compartilhar nossas experiências e reflexões com a Comissão e aguardamos seus resultados.

MINISTÉRIOS ANTIGOS E NOVOS, PARA MULHERES
Placet 160
Não placet 11

102. Pedimos que você revise o Motu Propio de San Pablo VI, “Ministerium quedam”, para que também mulheres adequadamente treinadas e preparadas possam receber os ministérios do Lectorado e do Acólito, entre outros a serem desenvolvidos. Nos novos contextos evangelísticos e pastorais da Amazônia, onde a maioria das comunidades católicas são lideradas por mulheres, solicitamos que seja criado o ministério instituído "da mulher líder da comunidade".

LEIGOS À CABEÇA DAS COMUNIDADES, EM ROTAÇÃO
Placet 156
Não placet 14

96. O Bispo pode confiar, por um período determinado, na ausência de padres nas comunidades, o exercício da pastoral da mesma a uma pessoa não investida do caráter sacerdotal, que é membro da comunidade. O personalismo deve ser evitado e, portanto, será uma carga rotativa.

UMA CONFERÊNCIA DE BISPOS DA AMAZÔNIA
Placet 145
Não placet 22

115. Propomos a criação de um organismo episcopal que promova a sinodalidade entre as igrejas da região [...] para assumir, a partir do território da Igreja da América Latina e do Caribe, muitas das propostas que surgiram neste Sínodo.

À COMISSÃO PARA ESTUDAR UM “RITO AMAZÔNICO”
Placet 140
Não placet 29

119. O novo corpo da Igreja na Amazônia deve estabelecer uma comissão competente para estudar e discutir, de acordo com os costumes e costumes dos povos ancestrais, a elaboração de um rito amazônico que expressa a herança litúrgica, teológica, disciplinar e espiritual da Amazônia. [...] Eu também poderia estudar e propor como enriquecer os ritos eclesiais com a maneira como esses povos cuidam de seu território e se relacionam com suas águas.

PECADOS AMBIENTAIS E MINISTÉRIOS DO MEIO AMBIENTE
Placet 150
Não placet 13

82. Propomos definir o pecado ecológico como uma ação ou omissão contra Deus, contra outros, a comunidade e o meio ambiente. [...] Também propomos a criação de ministérios especiais para o cuidado da “casa comum” e a promoção da ecologia integral.

A “BEATITUDE INNATE” DOS INDÍGENAS DA AMAZÔNIA

Placet 157
Não placet 9

9. A busca dos povos indígenas da vida amazônica em abundância é concretizada no que eles chamam de "bem viver", e que é plenamente realizado nas bem-aventuranças. Trata-se de viver em harmonia consigo mesmo, com a natureza, com os seres humanos e com o ser supremo, pois existe uma intercomunicação entre todo o cosmos, onde não há exclusões ou exclusões, e onde podemos forjar um projeto de vida plena para tudo. Essa compreensão da vida é caracterizada pela conectividade e harmonia das relações entre água, território e natureza, vida e cultura comunitária, Deus e as várias forças espirituais.

CONTRA INFANTICIDA E EUTANÁSIA, MAS SEM LIGAR POR NOME
Placet 165
Não placet 2

80. Reafirmamos nosso compromisso de defender a vida em sua totalidade desde sua concepção até seu declínio e a dignidade de todas as pessoas. A Igreja esteve e está ao lado das comunidades indígenas para salvaguardar o direito a uma vida tranquila e própria, respeitando os valores de suas tradições, costumes e culturas, a preservação de rios e florestas, espaços sagrados, fonte de Vida e sabedoria Apoiamos os esforços de tantos que bravamente defendem a vida em todas as suas formas e estágios.


Fonte:http://magister.blogautore.espresso.repubblica.it/2019/10/26/married-priests-barely-pass-women-deacons-flunk-the-criticisms-of-a-synod-father/

 
 
 

Artigo Visto: 178 - Impresso: 2 - Enviado: 0

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.774.540 - Visitas Únicas Hoje: 779 Usuários Online: 219