"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
28/11/2017
Bispo: os católicos serão julgados por Deus por não ter pedido ao Papa o fim da confusão.
 

Bispo: os católicos serão julgados por Deus por não ter pedido ao Papa o fim da confusão.

Seg Nov 27, 2017 - 11:21 am EST

Um dos bispos mais abertos do mundo em relação à atual crise na Igreja disse que, no julgamento final, Deus pedirá aos católicos que vivem hoje quem ignorou a crise e porque eles não pediram ao Papa que acabasse com a confusão na Igreja.

https://lifesite-cache.s3.amazonaws.com/images/made/images/remote/https_s3.amazonaws.com/lifesite/31492292935_d07209cc2e_z_810_500_55_s_c1.jpg

27 de novembro de 2017 (LifeSiteNews)

Dom Athanasius Schneider, bispo auxiliar de Astana no Cazaquistão, disse em entrevista ao jornal Michael Matt do jornal The Remnant que "os verdadeiros amigos do Papa" são os cardeais bispos e leigos "que expressam sua preocupação pública com essas questões muito importantes, sobre o estado de confusão na Igreja. Eles são realmente os amigos do Papa ".

Ele chamou as preocupações e pede clareza, "um ato de caridade para com o Papa". Ele acrescentou que estava convencido de que quando o Papa enfrentar seu julgamento diante de Deus, "ele agradecerá os" cardeais, bispos e leigos que convidou-o a oferecer clareza.

O arcebispo Schneider disse que aqueles que realizam "adulação do Papa" e "negam a evidência" de que a ambiguidade nos ensinamentos do Papa está causando confusão não estão ajudando o Papa nem a si mesmos quando enfrentarão seu julgamento final.

"A respeito daqueles que dizem ao Papa," está tudo bem, "Apesar da" situação desastrosa ", o Arcebispo advertiu que em seu julgamento Deus lhes perguntará" o que você fez quando houve confusão, por que você não levantou a sua voz para defender a verdade? "

O Bispo Schneider vê a Igreja como uma "grande família de Deus" e que, dentro da família, temos que ter a oportunidade de falar "sem medo de ser punido ou isolado". Ele observou que este "espírito de família" foi "enfatizado no Concílio Vaticano II" e que um "clima de família”  deve ser promovido na Igreja.

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/bishop-at-judgment-god-will-ask-why-we-didnt-express-concern-to-pope-franci

 
 
 

Artigo Visto: 511 - Impresso: 12 - Enviado: 7

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 2.842.147 - Visitas Únicas Hoje: 204 Usuários Online: 57