"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 
Você está em: Diversos / Vida do Santo / SANTA PAULA




 
 
13/02/2015
SANTA PAULA
 

SANTA PAULA

15/02/2015

http://i0.wp.com/catolicosribeiraopreto.com/wp-content/uploads/2015/02/paula.jpg?zoom=1.5&resize=218%2C320

Natural de Roma, nasceu em meados do século IV. Era da mais alta nobreza, pois em suas veias corria sangue dos Cipiões e dos mais antigos reis.

Após as perseguições, que foram terríveis, os cristãos relaxaram-se um pouco. Paula, embora cristã e honesta, viva com excessivo luxo e moleza.

A Providência divina enviou-lhes amargos sofrimentos para desenganá-la do mundo.

Faleceu-lhe o esposo, a quem amava-lhe entranhadamente, a ela mesma contraiu uma grave e prolongada enfermidade.

Quando recobrou sua saúde, despojou-se de suas galas e consagrou-se por completo à oração, às obras de caridade e à educação dos filhos.

Por motivo da celebração de um concílio, convocado pelo Papa S. Dâmaso, veio a Roma S. Jerônimo, grande amigo do Pontífice e incomparável conhecedor da Sagrada Escritura. Paula tomou-o por diretor espiritual e, seguindo seus conselhos, estudou os Livros sagrados, especialmente os Evangelhos, e concebeu o desejo de visitar e venerar a gruta de Belém.Após a morte de S. Dâmaso, seu amigo S. Jerônimo abandonou Roma, para dedicar-se de novo a seus estudos bíblicos. Queria ultimar sua gigantesca tarefa de traduzir tôda a Bíblia para o latim.

S. Paula não tardou a segui-lo. Confiou a uma filha casada a educação da menorzinha, e ela com Eustóquio, outra de suas filhas, embarcou rumo à Terra Santa.

Com S. Jerônimo e Eustóquio, percorreu a Palestina. Ao chegar a Belém exclamou chorando: “Eu te saúdo, ó Belém, cujo nome quer dizer Casa do Pão celeste; eu te saúdo, antiga Efratá, cujo nome significa a Fértil, que tiveste por fruto e colheita o próprio Criador! É possível que eu, pecadora, beije o berço onde repousou o Menino Deus, ore na gruta, onde deu Jesus seus primeiros vagidos, onde a Virgem deu à luz o Salvador?”

Junto à gruta de Belém levantou um mosteiro para a comunidade de religiosas por ela fundada e dirigida; e nos arredores, outro para S. Jerônimo e seus monges. Construiu, além disso, um ótimo albergue para os peregrinos, e costumava dizer: “Se Maria e José tivessem retornar a Belém, para o recenseamento, já não lhes faltaria lugar na estalagem”.

Passou S. Paula o resto da sua vida meditando a Sagrada Escritura, orando e mortificando-se com severas penitências, animada pelo suave pensamento de que ali mesmo dera o Redentor admirável lição de todas as virtudes.

Morreu aos 56 anos e foi sepultada numa gruta ao lado do Nascimento.

Sobre a porta dessa gruta mandou S. Jerônimo gravar em versos estas palavras:

“Vês este humilde sepulcro nesta rocha cavado? Dentro está de Paula o corpo, e dos bens celestes gozando está a alma. Deixou pais e pátria e irmão e filhos e aqui repousa, junto à gruta de Belém, onde reis Magos a Cristo adoraram como a Deus e homem”.

- Festa: 28 de janeiro.

Tesouro de Exemplos – Pe. Francisco Alves

Oração a Santa Paula

Ó Santa Paula, alma generosa, que como um campo abençoado por Deus, em cada etapa da vossa vida produzistes flores e frutos de virtudes fecundas pelo sol da divina vontade, sempre aceita com alegre submissão, obtende a nós também de cumprir esta santíssima vontade, sempre boa, apesar de oferecer o âmago pão do sofrimento. Ó bendita mãe, devota confiante da família nazarena, que viveste na intimidade daquela santíssima casa, contemplando-lhe as belezas e imitando-lhes as virtudes, fazei que Jesus, Maria e José nos sejam propícios, que nos guardem e nos protejam, durante a vida e na hora da morte, e nos conduza convosco à Bem aventurada pátria do Céu. Amém.

Santa Paula, rogai por nós.

 

Fonte:http://catolicosribeiraopreto.com/santa-paula/#more-18581

 
 
 

Artigo Visto: 923 - Impresso: 25 - Enviado: 5

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.630.909 - Visitas Únicas Hoje: 570 Usuários Online: 195