"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
11/01/2020
Como a Santíssima Virgem salvou uma estrela do rock
 

Como a Santíssima Virgem salvou uma estrela do rock

12/12/2019   

Seu grupo de música havia vendido mais de 50 milhões de discos no mundo todo.

https://pt.churchpop.com/wp-content/uploads/2019/12/3e99882949c81d49db9c34d787cec60d-700x438.jpg

Por Editor ChurchPOP

Aos vinte anos era uma sensação adolescente, uma grande estrela de rock e vivia em um castelo do século XVII na Europa. Tinha todas as riquezas, fama, fortuna, bajulação de milhões. Se chama Paddy Kelly.

Sua banda, The Kelly Family, conseguiu lotar o Westtaleanhalle em Dortmund, Alemanha, nove vezes seguidas. Uma façanha que nenhum outro músico havia conseguido até então. Encheram estádios de futebol, alguns shows com mais de 250 mil pessoas.

“Tinha tudo”

Nasceu na Irlanda, com pais norte-americanos. Tem onze irmãos e a maioria deles canta na banda. Começaram cantando nas ruas da Europa, mas rapidamente o incrível talento deles os levaram adiante. Paddy Kelly se tornou em um grande ídolo com meninas fanáticas. Precisava de guarda-costas em público. Era perseguido por paparazzi onde quer que fosse e viajou em jatinho privado e helicópteros. Foi reconhecido por todos os lugares.

“Tinha tudo”. Mas apesar da família e dinheiro, começou a sentir-se vazio e isolado. Se sentiu perdido. Sentiu que sua alma estava morrendo.

Mesmo com o amor da família, começou a cair em depressão, inclusive no desespero. Perdeu a sensação de quem era e todos os seus ideais e valores falsos começaram a desmoronar. Sentia que queria acabar com sua vida. Nada mais tinha sentido para ele. Bens materiais e dinheiro, nem sequer sua música o fazia feliz.

Foi quando começou uma busca profunda pela verdade. Perguntou a si mesmo: “Se tudo isso não me faz feliz, qual é o sentido da vida? Por que eu existo?” Finalmente fez a pergunta: “Quem pode me dizer quem sou? Quem tem as verdadeiras respostas às minhas perguntas?”

Aguenta…

Num momento de crise profunda, de pé no seu quarto, pronto para se suicidar, sentiu em si uma voz que lhe dizia “aguenta, aguenta” e depois que o momento passou, chorou amargamente pelo que quase tinha acontecido.

Pouco depois, começou a buscar seu lado espiritual. Leu sobre a religião oriental como o budismo e inclusive o Corão, mas foram os Evangelhos que pareceram empurrá-lo em uma nova direção. Sentiu que os Evangelhos estavam vivos. Em uma reunião casual com um grupo de sacerdotes perto de sua casa, sentiu crescer seu espírito. Ainda assim, lutou contra a depressão e a tristeza.

Então, um dia estava “zappeando” sua televisão e por acaso encontrou um programa sobre Lourdes, o santuário dedicado a uma aparição da Bem-Aventurada Virgem Maria.

Seu primeiro pensamento foi que os santuários da Virgem Maria eram “só para avós de cabelo branco e pessoas ingênuas que creem em qualquer coisa”. Mas se sentiu atraído a Lourdes como um ímã. Ele decidiu ir. Mas estava convencido que o povo estaria cheio de “horríveis estátuas de plástico” e que não seria lugar para uma “estrela do rock” encontrar Deus. Quando chegou a Lourdes, para a sua surpresa,  não apenas as “avós de cabelo branco” rezavam o Rosário, mas muitos jovens se vestiam de um jeito que ele considerava “incrível” e gostavam de rock and roll. Por isso, se uniu ao grupo juvenil.

Justamente nesta noite, passando um tempo com um grupo de jovens, chegou um momento de “oração e silêncio” e durante este momento sentiu uma paz simples, mas profunda, em seu coração. Estava experimentando uma presença profunda de alguém dentro dele. Uau. Ele descobriu que Deus era acessível e chegou a ele através da Santíssima Virgem Maria. Se deu conta que Maria não era um mito do cristianismo, e sim uma pessoa.

Sentiu que ela lhe pedia para dar uma segunda oportunidade à vida. Sentiu que ela queria ajudá-lo e já não se sentia só. Tinha crescido como católico, mas agora sabia que podia encontrar-se com Deus e essa noite havia dado à vida uma nova oportunidade. Decidiu viver sua vida segundo a vontade de Deus. Sabia que Maria havia lhe plantado uma semente de fé em Lourdes e agora também, por meio da oração, podia aumentar sua fé. A medida que sua busca espiritual avançava, viu que seus irmãos e irmãs também percebiam que o dinheiro e a fama não lhes trazia felicidade.

Há uns dois anos, ele e um dos seus irmãos e irmãs decidiram ir a um festival juvenil em Medjugorje. Lá conheceu o padre Jozo e rapidamente através das suas palavras, conselho e abundância de graças, um profundo movimento de conversão a Deus chegou a seus irmãos e irmãs nos meses e anos seguintes. Através de Maria, através de Medjugorje, finalmente chegou a conhecer Jesus.

O Espírito Santo chegou

Ele acreditava que Deus existia, mas ainda não havia experimentado o Espírito Santo de uma maneira profunda e poderosa. Queria saber se Jesus era realmente o Filho do Homem. Queria acreditar e não só dizer isso porque a Igreja afirma. Queria sentir a confirmação interior do Espírito Santo. Então, o Espírito Santo entrou no seu coração de uma forma real.

Em uma manhã tranquila de sol, o Espírito Santo veio a ele. Ele creu e logo, com grande entusiasmo, chamou seus irmãos que amava tanto e lhes disse: “Jesus é Deus, Jesus é Deus, Jesus é Deus!”

Hoje Paddy Kelly realiza shows com sua banda, levando uma música alegre e seu amor por Maria a um público feliz em todo o mundo.

Fonte:https://pt.churchpop.com/como-a-santissima-virgem-salvou-uma-estrela-do-rock/

 
 
 

Artigo Visto: 224 - Impresso: 2 - Enviado: 0

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.879.141 - Visitas Únicas Hoje: 602 Usuários Online: 163