"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
09/04/2019
Imagem de Nossa Senhora de Coromoto, padroeira da Venezuela: descobertas surpreendentes
 

Imagem de Nossa Senhora de Coromoto, padroeira da Venezuela: descobertas surpreendentes

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

https://1.bp.blogspot.com/_L-aIG-7AW7I/SqxYsFgSgmI/AAAAAAAAF74/fEH7ZskTwVY/s844/Nossa+Senhora+de+Coromoto,+imagem+depois+do+restauro.jpg

Imagem restaurada

No transcurso do ano de 2009 foram feitos surpreendentes achados na imagem de Nossa Senhora de Coromoto, padroeira da Venezuela, por ocasião de trabalhos de restauração, segundo informou na época a agência Zenit.

As descobertas lembram as já feitas na imagem miraculosa de Nossa Senhora de Guadalupe, no México, padroeira das Américas.

As informações foram dadas a público em roda de imprensa na sede da Conferência Episcopal Venezuelana (CEV), em 3 de setembro daquele ano.

A imagem de Nossa Senhora de Coromoto está ligada aos primórdios da evangelização do país.

Os fatos associados à sua origem falam também diretamente a cada país latino-americano.

A tradição religiosa

Pelo fim de 1651 e inícios de 1652, uma Bela Senhora apareceu ao cacique da tribo Coromoto e à sua mulher.

A Senhora envolta em luz disse na língua deles: “Ide à casa dos brancos, para que eles joguem água em vossas cabeças e assim possam ir para o Céu”.

A tribo obedeceu: abandonou a selva, recebeu a catequese, e um grande número de índios pediu o sacramento do Batismo se tornando católicos.

https://4.bp.blogspot.com/_L-aIG-7AW7I/SqxV5unD5CI/AAAAAAAAF7g/Us6vxJNnPB4/s768/Relicario+que+custodia+Nossa+Senhora+de+Coromoto.jpg

A imagemzinha dentro do relicário. A lupa central permitia vê-la  melhor.

Entretanto, as tendências desregradas do cacique puxavam-no para voltar à vida selvagem.

Os instintos desordenados levavam-no a achar que perdera a liberdade.

Concebeu, então, a idéia de fugir para a selva e afundar de novo nos vícios do paganismo.

Quando estava para cometer esse projeto desvairado, na alvorada do 8 de setembro de 1652, a Bela Senhora voltou a aparecer para ele e sua mulher, além da cunhada Isabel e um filho dela.

O cacique, cegado pela ilusão da barbárie, pediu-lhe que o deixasse em paz.

Disse-lhe que não iria mais obedecê-la.

Nossa Senhora, então, entrou na choça sorrindo para os índios.

O cacique furioso pegou arco e flechas para matar a Nossa Senhora. Mas, Ela foi se aproximando e a armas caíram das mãos do selvagem.

O cacique não desistiu. Pegou a luminosa Senhora pelo braço para puxá-la fora da choça. Nessa hora, deu-se o milagre.

A brilhante Senhora desapareceu deixando na mão do chefe da tribo sua diminuta imagem.

https://2.bp.blogspot.com/_L-aIG-7AW7I/SqxX2gnNLQI/AAAAAAAAF7w/rMlzgZ8llMk/s640/Nossa+Senhora+de+Coromoto,+trabalhos+de+restauro.jpg

Os cientistas trabalhando na restauração

O cacique Coromoto ficou com o punho fechado, dizendo que a tinha pegado.

Enorme foi seu espanto quando, por fim, abrindo a mão, encontrou uma imagenzinha de Nossa Senhora coroada segurando o Menino Jesus, tal como tinha aparecido.

Naquele instante começou uma grande história de favores e milagres, de devoção e expansão da fé na Venezuela. Em 1942 a Virgem de Coromoto foi proclamada Padroeira do país.

Sua festa se comemora na mesma data da última aparição ao cacique: o 8 de setembro que é também dia da Natividade de Nossa Senhora.

A análise científica

A imagem é mínima: mede só 2,5 cm de altura por 2 cm de largura. Após 357 anos da aparição nunca foi objeto de nenhum análise nem restauração.

Ela estava submetida a todos os fatores de deterioração e ação do tempo e o descuido ameaçavam-na.

https://4.bp.blogspot.com/_L-aIG-7AW7I/SqxWR2uqo8I/AAAAAAAAF7o/7IPTCvpzFg8/s768/090817,+F%C3%A9+Mariana,+Maracaibo.jpg

A mídia venezuelana publicou os resultados

A fundação venezuelana Maria Caminho a Jesus, com sede em Maracaíbo, promoveu a partir de 2002 uma campanha para restaurar a sagrada imagem.

O reitor do Santuário de Coromoto, monsenhor José Manuel Brito, aprovou o projeto e a equipe de especialistas que trabalhou no restauro.

Um laboratório foi montado especialmente perto do Santuário.

Os restauradores Pablo Enrique González e Nancy Jiménez estiveram à testa de uma equipe de trabalho composta por 14 especialistas.

A supervisão foi de José Luis Matheus, diretor da Fundação Zuliana (do Estado de Zulia) e monsenhor José Manuel Brito. Eles trabalharam de 9 a 15 de março de 2009.

Previa-se que o restauro duraria meses, pois a imagem estava colada na lupa instalada diante dela para vê-la melhor. Porém tudo correu mais rápido do imaginado e bem.

Ao longo do processo foram descobertos elementos desconhecidos.

A água empregada no tratamento saia sem bactérias e com um pH neutro, fato inexplicável para os cientistas.

A imagem, segundo Matheus, se mantém consistente, nítida e exibe suaves relevos. “A tinta se encontra por cima do algodão prensado e de textura rugosa”.

O trono da Virgem aparece claramente montado dentro de uma construção de taipa típica dos índios.

https://2.bp.blogspot.com/_L-aIG-7AW7I/SqxVIx7IaAI/AAAAAAAAF7Y/SonPqYVI0vI/s768/Nossa+Senhora+de+Coromoto,+imagem+antes+do+restauro.jpg

Nossa Senhora de Coromoto, imagem antes da restauração

Foram detectados ainda outros símbolos que, segundo o antropólogo Nemesio Montiel, tem origem indígena como a própria coroa da Sagrada Imagem.

No microscópio foi possível identificar os olhos da Virgem. Eles medem aproximadamente 0,2 milímetros, porém pode se distinguir o desenho do iris.

O fato desconcertou os especialistas, pois achavam que os olhos eram simples pontos.

Ainda mais, estudando o olho esquerdo através do microscópio puderam discernir um olho com características humanas.

Nele os especialistas diferenciaram com clareza a órbita ocular, o conduto lacrimal, o iris e um pequeno ponto de luz nele.

Mas, a surpresa estava começando.

Maximizando o ponto de luz os especialistas julgaram detectar uma figura humana que se assemelha muito à de um indígena.

A imagem está feita de uma espécie de compensado de algodão, material que humanamente não se entende que se mantenha intacto após mais de três séculos e meio de exposição.

Até neste aspecto sem explicação a imagem de Nossa Senhora de Coromoto se assemelha à de Nossa Senhora de Guadalupe.

A milagrosa história e os achados na imagem de Nossa Senhora de Coromoto

Os segredos de Nossa Senhora de Coromoto padroeira da Venezuela

segunda-feira, 25 de março de 2019

https://1.bp.blogspot.com/-XFwARg7xTDQ/XJlkaEeotJI/AAAAAAAArxg/sCaEzuAV-fE8Lj2ndEEIhnXDTZKPJB5OQCLcBGAs/s844/Propor%25C3%25A7%25C3%25B5es%2Bmin%25C3%25BAsculas%2Bda%2Bimagem%2Bde%2BNossa%2BSenhora%2Bde%2BCoromoto%2Bpatenteiam%2Baspectos%2Btecnicamente%2Binauditos.jpg

Proporções minúsculas da imagem de Nossa Senhora de Coromoto patenteiam aspectos tecnicamente inauditos.

Por Luis Dufaur

Já tivemos oportunidade de tratarmos sobre as dificuldades técnicas apresentadas pela restauração da imagem de Nossa Senhora de Coromoto, padroeira da Venezuela. Confira: Imagem de Nossa Senhora de Coromoto, padroeira da Venezuela: descobertas surpreendentes

E também da humanamente inexplicável rápida recuperação.

Um conjunto de vídeos, com entrevistas e/ou testemunhos dos restauradores eles próprios, nos fornece a grata oportunidade de voltarmos ao caso, pela voz dos atores de primeira linha.

O restaurador José Luis Mateus, presidente da Associação Maria Caminho a Jesus explicou por que decidiram iniciar a delicada restauração:

“Aqueles que trabalharíamos como restauradores entramos em contato pelo fim de 2008 e ficamos alarmados pela gravidade dos danos que encontramos nEla.

“Por isso, propusemos ao bispo de Guanare [diocese do santuário], Mons. Sotero Valero através do reitor do santuário Pe. Manuel Brito fazer realizar um processo de restauração nas proximidades do Santuário.

“Em janeiro do ano 2009 a Conferência Episcopal venezuelana autorizou levar adiante o processo de restauração”.

A continuação explica o problema com que se depararam:

“A relíquia estava muito suja, muito contaminada, rota em vários pedaços.

https://1.bp.blogspot.com/-TLtmjI9OGEg/XJlkaa0xjgI/AAAAAAAArxk/XKSUhKpVSg0-kWp3pQaWpufRI36448wHwCLcBGAs/s768/Jos%25C3%25A9%2BLuis%2BMateus%252C%2Bum%2Bdos%2Brestauradores%2Bexplica%2Bos%2Bproblemas%2Be%2Bas%2Bsurpresas.jpg

José Luis Mateus, um dos restauradores explica os problemas e as surpresas.

“Um pedaço importante dEla estava colado no cristal do estojo onde estava sendo exibida e muitos outros fragmentos pequenos estavam colados num suporte interior.

“O maior desafio para a equipe de restauração era conseguir descolar estas pequenas relíquias sem que sofressem dano.

“A Santíssima Virgem nos encheu de bênçãos e nos mostrou sua gratidão pelo trabalho que fazíamos.

“E o primeiro dia logramos num tempo inusual desprender as partes que estavam coladas sem causar dano algum, logramos recolher todos os fragmentos dispersos e pudemos limpar todas as impurezas que havia nessa relíquia.

“O processo foi assombroso não só pela rapidez com que foi feito, mas porque quando os especialistas mediram o pH das águas que se usaram para limpá-la, de maneira inexplicável verificaram que embora a água estivesse bastante suja o pH dessa água era neutro.

“Enquanto que o pH do suporte inferior era bastante alto.

“Outro dos achados neste primeiro dia de trabalho foi que pondo a pequena relíquia acima de uma mesa de vidro com iluminação pudemos constatar que tinha múltiplas perfurações ao longo das linhas principais que a conformavam.

“Isso pode explicar por que a relíquia estava fragmentada em tantos pedaços.

“Essa técnica se usava antigamente para fazer reproduções de tamanho original de uma peça muito difícil de reproduzir.

“Mas, durante o processo de restauração, houve achados que nos impactaram mais do que outros.

“Por exemplo, ao fazer ampliações fotográficas da relíquia pudemos perceber que a Virgem que nos apresentavam ao longo dos anos como sentada num trono de ouro, na realidade se encontra num contexto indígena.

“Aquilo que está em volta dEla na realidade é a choupana do cacique Coromoto.

“E a parede de canas que há aos lados da Santíssima Virgem há uma série de símbolos.

“Segundo o antropólogo Nemesio Montiel [N.R.: Asesor do Vicerreitorado Académico da Universidade del Zulia] que teve oportunidade de estudar preliminarmente as fotos da relíquia, são símbolos indígenas venezuelanos.

“Numa tabela de simbologia aborígene venezuelana se encontram vários deles.

“Um elemento que chamava a atenção desde os estudos prévios é que a tinta tinha um brilho particular e um certo relevo que não era usual.

“Dali surgiu a ideia de observar mais detidamente a tinta e estudá-la melhor.

“Decidimos ir a um laboratório da Universidade Lisandro Alvarado onde pudemos observar a relíquia através de um microscópio.

“Quando a relíquia ficou sob o microscópio pudemos fotografar de maneira separada e bastante acertada a coroa da Virgem, seu formoso rosto.

“Pudemos ver esses relevos da tinta que se vem à luz rasante.

“Pudemos também ver as múltiplas perfurações nas diversas densidades do papel e nas diversas partes da relíquia.

“Mas, a surpresa que ninguém esperava foi quando descobrimos que os olhos da Virgem estavam perfeitamente desenhados.

“Vocês entenderão que um desenho que só tem dois centímetros de altura e dois centímetros de largura é uma miniatura.

“É muito difícil determinar tanta precisão e tanto detalhe que há na relíquia.

“Era inimaginável, ninguém podia suspeitar que os olhos da Virgem estavam perfeitamente desenhados.

“De fato, quando uma das restauradoras estava calibrando o microscópio e logrou ver isso, praticamente empurrou o microscópio e disse: “venham ver vocês porque ... não quero dizer nada, vejam vocês”

https://1.bp.blogspot.com/-pd4LTk-s9GA/XJlmisNrP_I/AAAAAAAArx0/lE_l6yPVL74mgJsK6ioxiBUwOAU5yU_HwCLcBGAs/s768/Nossa%2BSenhora%2Bde%2BCoromoto%2Bo%2Bolho%2Bno%2Bmicrosc%25C3%25B3pio.jpg

“A sensação que nós tínhamos era que alguém nos olhava através do microscópio. Era um olho vivo. E isso nos comoveu profundamente.

“Este achado foi para nós como a marca que certificava que efetivamente esta relíquia é original e que tem uma origem para além da ciência e do alcance humano.

“Porque pintar um olho com tanto nível de detalhe como tem a Virgem de Coromoto, segundo a opinião de quem temos consultado até agora é humanamente impossível.

“Nossa surpresa foi maior quando estudando este olho descobrimos que tinha um pequeno ponto de luz e ao amplifica-lo pudemos observar o que parece uma silhueta humana.

“Esta silhueta coincide com o relato da índia Isabel da posição do cacique Coromoto após pegar a Virgem pelo braço e a sagrada relíquia que ficou em sua mão.

“Vê-se o perfil de um homem com a cabeça agachada, com o punho fechado e o braço esticado, o outro braço se vê parte por trás.

“Aquilo foi para nós muito, muito especial, nos comoveu de maneira muito intima a todos os membros da equipe de restauração.

“E logo apresentamos todos estes resultados ao bispo de Guanare e depois à Conferência Episcopal venezuelana”.

Vídeo: Os segredos de Nossa Senhora de Coromoto

As reveladoras descobertas na relíquia de Nossa Senhora de Coromoto

segunda-feira, 8 de abril de 2019

https://2.bp.blogspot.com/-35AUsdi5kiw/XJmow_yzKsI/AAAAAAAAryE/5LIOsZKW3VYfLRVkrecgMm8OKt8qhaM6gCLcBGAs/s844/O%2Bolho%2Bde%2BNossa%2BSenhora%2Bde%2BCoromoto%2Bmededois%2Bmicrometros%2B%2528unidade%2Bde%2Bmedida%2Bde%2Bcomprimento%2Bque%2Bcorresponde%2B%25C3%25A0%2Bmilion%25C3%25A9sima%2B%25281%2Bmilh%25C3%25A3o%2529%2Bparte%2Bdo%2Bmetro%2529.jpg

O olho de Nossa Senhora de Coromoto mede dois micrômetros (unidade de medida de comprimento que corresponde à milionésima (1 milhão) parte do metro)

Pablo González, outro dos restauradores da relíquia de Nossa Senhora de Coromoto observou:

“Nossa Senhora de Coromoto e Nossa Senhora de Guadalupe são as únicas duas aparições da Virgem Santíssima onde a Santíssima Mãe deixa um testemunho físico, não obstante a diferença enorme de tamanho.

“Ela não é uma relíquia. A Virgem Santíssima é uma mariofania, é uma manifestação viva de Maria Santíssima. A Virgem está viva ali.

“Na restauração feita em 2009 se comprovou que o olho esquerdo, por exemplo tem orbita, tem Iris, tem cristalino, é um olho humano perfeitamente.

“O tamanho real do olho equivale a uma picada de uma agulha em sua parte mais fininha. Esse é o tamanho do olho. (...)

“A imagem apresentava uma mancha aparentemente como de óxido marrom que lhe cobria parte da cara e impedia totalmente ver seu rosto.

“Aparte disso tinha fungos. Estava sumamente deteriorada.

“Lembrem que foi uma imagem que durante muitíssimos anos não teve proteção, não teve vidros.

“Incluso houve um sacerdote que instituiu o ‘beijo da Virgem’ uma vez por semana. Imagine cinquenta ou cem pessoas beijando a imagem. Todos temos um tipo de pH diferente, houve contato de saliva.

https://2.bp.blogspot.com/-JzYEMq-NEOM/XJmow2EnjyI/AAAAAAAAryI/iAupYrDLC7ACtW4v6nElQ7-bG9N7z0GOQCLcBGAs/s768/Pablo%2BGonzalez.jpg

Pablo González, um dos restauradores relata

“O primeiro milagre é que um suporte com a qualidade de um guardanapo esteja em perfeito estado passados 363 anos. (...)

“Já o primeiro milagre tecnicamente é que este processo de restauração requeria entre três e cinco semanas aproximadamente e milagrosamente a restauração se fez em apenas seis dias.

“Uma parte da imagem estava colada completamente ao cristal que a protegia.

“Terá já acontecido a você que uma fotografia se cole ao vidro, e ao tentar descola-la a foto fica colada, se danifica, se rompe.

“Este era um dos grandes temores que tínhamos como restauradores. Primeiro, o nível de adesão da imagem ao vidro, e segundo o tamanho e o que representa o ícone católico de todos os venezuelanos.

“E, algo assombroso, um processo que para começar tinha como mínimo sete horas, em apenas 18 minutos exatamente a Virgem Santíssima se separou.

“Os pigmentos que compõem a pintura da imagem de Guadalupe nunca penetraram a juta.

“As tintas que compõem o desenho de Nossa Senhora de Coromoto nunca penetraram o papel. Há adesão ao papel, mas o olho dá a sensação de que a pintura está sobre o suporte.

“O desenho foi feito de um só traço. Humanamente isso é impossível.

“Além do mais, vocês encontram linhas cruzadas. Onde está o cruze das linhas se vocês colocam o microscópio vão ver o montículo onde há dois traços de tinta no mesmo sitio.

Excerto de trailer sobre O milagre de Coromoto. Como a imagem de Nossa Senhora, hoje padroeira da Venezuela, apareceu miraculosamente na mão do índio que queria matá-la. E por fim o converteu.

“Mas resulta que pondo o microscópio em forma rasante, vocês veem uma só densidade de tinta.

“Não há montículo, isso é impossível que a mão humana tenha feito.

“Esse processo de restauração devia ter demorado entre três e cinco semanas pelo menos posto o estado tão precário em que estava a própria imagem e, além do mais, o tamanho.

“Esta foi uma microrestauração. A primeira desta ordem que se faz na América Latina: são apenas dois centímetros e meio por dois centímetros.

“E em apenas seis dias fica pronta a Virgem, fica restaurada. Para nós foi um milagre.

“Nós não temos suporte técnico como para responder a muitos restauradores que não estiveram ali e que não acreditam que a imagem pode ser restaurada postas nas condições em que estava nesse período.

“Isso definitivamente foi obra dEla própria.

“A Virgem Santíssima é totalmente diferente da imagem que nós vínhamos venerando.

“A Virgem não tem por trás um trono, não tem duas colunas sustentando um arco.

“Na realidade o que tem por trás dEla é o interior da maloca do índio Coromoto. Isso é o que há exatamente detrás da imagem da Virgem.

Um seguinte passo seria localizar uma equipe científica.

“Nós não somos cientistas, nós somos restauradores.

“A parte de certificação de todas as revelações que a Virgem Santíssima oferece em sua imagem corresponde aos cientistas.

“O passo consistiria em conversações com equipes de cientistas idôneos. Oxalá pudesse ser a mesma equipe que fez o trabalho de investigação sobre a tilma [poncho] de Guadalupe posto que são duas aparições com presença de eventos muito similares.

“É incrível como se parecem os eventos de uma com a outra.

“A Virgem escolhe materiais próprios da região, em México escolhe o agave que é um dos materiais mais comuns lá.

“Aqui em Venezuela ela pega algodão. O desenho repousa sobre um suporte de algodão.

“Como se você tivesse pegado o algodão do mato, o tivesse esmagado e sobre esse suporte repousara o desenho.

“O desenho da Virgem é como se fossem fios.

https://4.bp.blogspot.com/-2m9s_GuhTLg/XJmowTJWIWI/AAAAAAAAryA/3zvvu--rlhkpcks9av-Dxcnq67w4Mx4iQCLcBGAs/s768/A%2Bimagem%2Bde%2BNossa%2BSenhora%2Bde%2BCoromoto%2Bmede%2B2%252C5%2Bcms%2Bde%2Baltura.jpg

“Há um relevo tão notório que é como se o desenho tivesse sido com fios que você pode apreciar, mas isso sim não há montículos.

“Há um só traço e uma só densidade em toda a imagem.

“Como restaurador o primeiro era submeter a um tratamento aquoso a imagem.

“A primeira prova se fez com água pura para ver que reação química podia haver entre as tintas e todos os elementos que a compunham.

“Pois vejam milagrosamente, isso não sucede, a mancha desapareceu quase por arte de magia.

“A imagem branqueou sem utilizar nenhum tipo de química, processo químico algum foi utilizado na imagem da Virgem.

“E a Virgem recuperou sua cor, de papel, a Virgem tirou suas manchas e hoje em dia, malgrado faltem alguns fragmentos, temos uma imagem quase a mesma que deixou Ela em 1652.

“Isso que aconteceu ali é realmente assombroso”.

Vídeo: As reveladoras descobertas na relíquia de Nossa Senhora de Coromoto

Relíquia de Nossa Senhora de Coromoto está se autorestaurando

Por sua vez, a socióloga Maria García de Fleury, investigadora da relíquia de Coromoto, forneceu novas e inimaginadas características dessa imagem única no mundo.

“Ela mudou. O problema é que Ela mudou na proporção do que está acontecendo historicamente na Venezuela.

“A imagem dEla está mudando de acordo com o que está acontecendo no país.

“E num momento determinado tinha uma grande parte que estava totalmente rota, desfeita, por isso foi posta sobre um algodão.

“Mas essa parte foi se autorestaurando.

“Hoje por hoje tem forma de um cordeiro. Mas esse cordeiro era muito maior e mais gordo em 2012.

“Agora o cordeiro é muito mais fino e vê-se cada vez melhor a cara o rosto e a cara do Menino Jesus.

“Essa é uma mensagem de esperança.

“As borboletas com o oito e o nove voltaram a aparecer, que são as borboletas da Virgem de Coromoto, únicas no mundo.

“Não existem outras borboletas no mundo com o oito e o nove. Aqui na Venezuela voltaram a aparecer.

“Por que? Porque Ela nos está enviando uma mensagem de esperança e o cordeiro todos os dias se põe mais estreito, mais estreito.

“A imagem está se autorecuperando Ela sozinha”.

Vídeo: Relíquia de Nossa Senhora de Coromoto está se autorestaurando

Fonte: https://cienciaconfirmaigreja.blogspot.com/2019/04/as-reveladoras-descobertas-na-reliquia.html

 
 
 

Artigo Visto: 515 - Impresso: 4 - Enviado: 4

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.482.123 - Visitas Únicas Hoje: 299 Usuários Online: 137