"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
15/10/2020
DEUS PAI: A ORAÇÃO DO CREDO, QUE RECONHECE QUEM EU SOU, SERÁ MODIFICADA
 

DEUS PAI: A ORAÇÃO DO CREDO, QUE RECONHECE QUEM EU SOU, SERÁ MODIFICADA

Segunda-feira, 26 de Maio de 2014, 16:22 h.

https://odnmedia.s3.amazonaws.com/image/modelo-600x370---capa%2814%29_20180419161011939587.png

http://1.bp.blogspot.com/-WMZ4NJ8-U14/To3VeeCveMI/AAAAAAAASjE/GJI7y26FWYg/s1600/ku6.gif

Minha querida e amada filha, virá o tempo em que a Oração do Credo, que reconhece Quem Eu Sou será, em vez disso, modificada para homenagear falsos deuses.

Quando a religião única mundial for introduzida, isso será feito com cuidado, para não dar a impressão de que Eu, o Pai Eterno, não Sou mais reverenciado. Se Eu não for reverenciado, então esta nova oração tornar-se-á uma abominação e nunca deve ser recitada, se os Meus filhos querem permanecer Comigo e se desejam a Vida Eterna. Será melhor ficardes calados do que proferirdes uma palavra de blasfémia, as quais serão introduzidas em todas as igrejas em todos os lugares, e que me honreis, ao vosso Pai, e aceiteis o Meu Filho, Jesus Cristo, vosso Salvador.

As palavras que veneram o Meu Nome e o do Meu Filho serão distorcidas e as expressões que se referem ao Meu Filho incluirão termos como "Jesus da Luz". Esta nova oração colocará ênfase na superioridade do homem, na sua responsabilidade em assegurar o bem-estar do seu irmão e em dar as boas-vindas, em união, a todas as religiões que honrem a Deus. Todas as referências ao Meu Filho, da forma como Ele deve ser reverenciado, serão substituídas por este novo título que Lhe irão dar. A palavra, será dita para homenagear a beleza da Terra; as maravilhas do mundo, serão criadas por um Deus que é Um para todos e que aceita qualquer tipo de culto. Este será o tempo em que o mundo virá a juntar-se a um outro mundo, numa religião pagã. Como muitas expressões religiosas se aninharam neste novo credo, isso levará aqueles que são abençoados com discernimento a entenderem o que verdadeiramente está a acontecer.

Quão fúteis serão os seus esforços, porque quem infligir esta escuridão sobre os Meus filhos sofrerá a sua rejeição pelo seu Criador. E quando esta oração for tomada pelo seu valor facial, outra abominação será infligida - a introdução da palavra reescrita, a qual não valerá mais que fruta podre.

A seu tempo será criado um símbolo especial que irá representar o novo deus feito pelo homem, para que ele se assemelhe com aqueles que são convidados a usar uma roupagem de quem está a fazer uma coisa boa, mostrando solidariedade para com os outros. Todas essas coisas, dirão eles, são para o bem de todos, em que o seu primeiro dever é procurar a perfeição do homem. Isto, dirão eles, é importante para que vós possais encarar a Deus. Vós não podeis fazer a Vontade de Deus, se não procurardes a justiça para libertar a humanidade da sujeição à perseguição religiosa, à pobreza e às guerras. O foco estará em todas as coisas a fazer com a Minha Criação - a Terra; as nações; as pessoas e os governantes políticos. Todos serão amarrados juntos como um para, dirão eles, servir melhor a Deus. A quem todos estarão a servir será ao rei da mentira, que trará todas estas coisas. E, enquanto o mundo aplaudirá estes novos avanços, aparentemente inovadoras, em termos globais a humanidade será coagida ao paganismo. O paganismo trará consigo uma pavorosa escuridão de alma. Então, por tudo o que é atirado contra Mim, Eu replicarei as suas abominações - sobre a Terra em que eles andam: na água que bebem; nas montanhas que escalam; nos mares que se cruzam e na chuva, que alimenta as suas culturas.

A batalha entre os poderosos, os orgulhosos e os perversos, entre os homens e Eu, o vosso Pai Eterno, o vosso Criador, será uma luta dura.

O vosso Pai Eterno Deus, o Altíssimo

Fonte: https://www.elgranaviso-mensajes.com/news/mai-26-2014-deus-pai-a-oracao-do-credo-que-reconhece-quem-eu-sou-sera-modificada/

---

Padre católico do Reino Unido usa 'credo' herético na 'missa LGBT' transmitida ao vivo

Ter, 13 de outubro de 2020 - 13h27 EST

O vídeo da missa de 20 de setembro mostra o padre liderando a congregação em uma herética 'declaração de fé' no lugar dos credos aprovados canonicamente.

Imagem em destaque

BRISTOL, Reino Unido, 13 de outubro de 2020 -  Uma missa recente oferecida por um grupo LGBT no Reino Unido usou uma profissão de fé herética no lugar do Credo.

A Igreja Católica de São Nicolau de Tolentino na Diocese de Clifton é uma das muitas igrejas no Reino Unido onde "Missas LGBT" são celebradas e tem celebrado uma "Missa LGBT +" todo terceiro domingo desde março de 2019. Seguindo restrições de COVID-19, a paróquia tem transmitido os eventos ao vivo.

O vídeo da missa de 20 de setembro mostra o padre liderando a congregação em uma "declaração de fé" herética, em vez dos credos aprovados canonicamente. Richard McKay usou uma fórmula que parece ter sido feita especificamente para missas LGBT. A "declaração de fé" se refere à "rica diversidade de toda a criação e às diversas identidades de todas as pessoas humanas". 

Ele menciona que Cristo "ouve os clamores de cada coração humano por aceitação e amor", mas não se refere ao ensino perene da Igreja a respeito das pessoas com atração pelo mesmo sexo. O Catecismo da Igreja Católica ensina que "as pessoas homossexuais são chamadas à castidade" e que, embora as pessoas com tal atração devam ser devidamente cuidadas na Igreja, "os atos homossexuais são inerentemente desordenados e que" em nenhuma circunstância podem ser aprovado. "

O "Credo" do Pe. McKay prossegue referindo-se aos "diferentes caminhos para a santidade e o amor que o Espírito Santo chama cada um de nós a seguir". 

Outras referências são feitas à aceitação da ideologia LGBT na Igreja, que eles descrevem como "uma comunidade universal de boas-vindas para todas as pessoas de todos os tipos de diversidade ... uma comunidade verdadeiramente universal onde toda a humanidade sabe que pode florescer em seu singularidade e diversidade ".

O "credo" também implica que a atração pelo mesmo sexo, referida como "identidades diversas de todas as pessoas humanas", tem sua origem em Deus . O texto diz: “Acreditamos que Deus criou cada um de nós, sem exceção, à imagem e semelhança divina. Portanto, nos comprometemos a reconhecer que todos compartilhamos nossa mais profunda identidade de filhos de Deus. Regozijamo-nos com gratidão em a rica diversidade de toda a criação e as diversas identidades de todas as pessoas humanas. "

A rejeição completa dos credos aprovados para a missa em favor de uma fórmula feita por ele mesmo está em oposição direta às rubricas que governam a celebração da missa. No documento de 2004 publicado pela Congregação para o Culto Divino, Redemptionis Sacramentum, o parágrafo §69 diz: "Nenhum credo ou profissão de fé deve ser introduzido que não seja encontrado em livros litúrgicos devidamente aprovados." 

Este é um ensinamento que também está presente no Direito Canônico da Igreja. O cânon 846 §1 diz: “Na celebração dos sacramentos, os livros litúrgicos aprovados pela autoridade competente serão fielmente observados; conseqüentemente, ninguém acrescentará, omitirá ou alterará nada neles por sua própria autoridade”.

Em um ponto o Pe. McKay afirmou que "não há nenhum de nós que Jesus e o Pai não considerem aceitável", mas não esclareceu o comentário explicando a natureza pecaminosa dos atos homossexuais ou os meios dados ao homem caído pela Igreja para ser aceitável a Deus.

O Padre McKay também falou sobre a “não aceitação de nossa comunidade LGBT” que ele chamou de “ainda mais escandalosa quando vem da Igreja”.

Ele ainda deixou implícito que Deus e a Igreja tinham o dever de aceitar os proponentes LGBT, sem condenar o pecado da homossexualidade: "Você é meu filho amado em quem me comprazo, meu favor está com você ... Deus lhe diz essas palavras ... E se a Igreja não o fizer, então a Igreja é pecadora. "

O texto completo da declaração  de fé da  Missa LGBT  

Acreditamos em Deus, que é Amor, criando todas as coisas numa explosão de amor e afirmando que todos, tudo e todos os criados são muito bons. Acreditamos que Deus criou cada um de nós, sem exceção, à Imagem e semelhança Divina. Portanto, nos comprometemos a reconhecer que todos nós compartilhamos nossa identidade mais profunda como filhos de Deus. Regozijamo-nos com gratidão na rica diversidade de toda a criação e nas diversas identidades de todas as pessoas humanas.  

Cremos em Jesus Cristo, o Emanuel, que revela o Deus que nos acompanha com amor na nossa condição humana e em todas as lutas que encontramos na peregrinação da vida. Ele ouve os clamores de cada coração humano por aceitação e amor. 

Portanto  nos comprometemos a tornar real o Seu amor por cada pessoa humana de qualquer identidade; andar lado a lado com compaixão e cuidado, protegendo-se mutuamente de todo dano e discriminação. 

Acreditamos no Espírito Santo, o doador da vida, o fazedor de amor, a fonte de toda unidade e comunidade. Cremos que cada um de nós é uma morada deste Espírito Santo do amor de Deus e que não existe amor genuíno que não seja divino e santo.

Portanto,  nos comprometemos a respeitar e compreender os diferentes caminhos para a santidade e o amor, que o Espírito Santo chama cada um de nós a caminhar, e apoiaremos uns aos outros enquanto caminhamos juntos como pessoas dotadas de missão.

Cremos que a Igreja é o corpo de Cristo, um povo peregrino, o sacramento da presença amorosa de Cristo no  mundo; uma comunidade universal de boas-vindas para todas as pessoas de todos os tipos de diversidade. Portanto, nos comprometemos a construir a Igreja como Uma, Santa, Católica e Apostólica, uma família à qual todos pertencemos igualmente; um povo santo onde todos se ajudam a crescer na santidade de amar; uma comunidade verdadeiramente universal onde toda a humanidade sabe que pode florescer em sua singularidade e diversidade; uma comunidade de apóstolos e profetas, onde cada um tem o direito e a responsabilidade de falar a sua voz, de anunciar o Evangelho, de servir o Reino e de proteger a dignidade humana de cada pessoa em todos os lugares. 

Como acreditamos, podemos viver. Amém.

Fonte :https://www.lifesitenews.com/news/uk-catholic-priest-uses-heretical-creed-at-livestreamed-lgbt-mass?utm_source=must_reads - Via:https://religionlavozlibre.blogspot.com/2020/10/cura-usa-credo-pro-lgbt-inglaterra.html?

 
 
 

Artigo Visto: 415 - Impresso: 9 - Enviado: 0

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 4.336.171 - Visitas Únicas Hoje: 1.224 Usuários Online: 257