"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
26/06/2018
AMOR E VERDADE ME IMPELEM
 

AMOR E VERDADE ME IMPELEM

https://deusilusao.files.wordpress.com/2011/10/jesus1.jpg

Escreve Meu filho o que vou te dizer:

Eu, Jesus Palavra de Deus, nada faço e nada digo se não Sou movido pelo Amor. Eu nutro um amor infinito pelos Meus sacerdotes e com maior razão para aqueles que, do Meu sacerdócio, tiveram a plenitude.

Mas o amor não pode Me impedir de dizer a verdade porque Eu Sou o Amor e Eu Sou a Verdade.

O Amor e a Verdade Me empurram, Me impelem a falar com o fim que se conheça a infinita amargura que a hora presente, tão séria e cheia de nuvens escuras que envolvem toda a Minha Igreja, faz chegar ao Meu Coração Misericordioso.

Eu Me dirijo aos sacerdotes; Agora chegou a hora de dirigir-Me com reverência, mas também com clareza e firmeza para os Sucessores dos Meus Apóstolos.

Entre os Bispos da Minha Igreja há verdadeiramente bons e santos pelos quais Eu nutro amor e benevolência, outros, por outro lado, têm uma necessidade extrema de revisar e reexaminar (porque sua responsabilidade é grande) sua pastoral.

Urge que o façam prontamente e seriamente com grande humildade à luz do Meu Evangelho, à luz do resplandecente caminho traçado por Mim para todos os homens, mas primeiro entre todos, para aqueles que deveriam ser Mestres, Pastores e Guias seguros dos homens. 

Minha jornada na terra teve seu início no seio de Minha Mãe e também sua, no momento em que Ela pronunciou seu "Fiat". Se deu o início que foi e é o Mistério da Infinita Bondade: um Deus que se fez Carne.

Minha aparição no mundo está marcada pela extrema pobreza. Meu caminho na terra começou numa gruta usada como estábulo, fria e úmida, na mais absoluta pobreza, e a pobreza foi a companheira de toda a Minha vida humana. Trabalho, oração, obediência - "usque ad mortem" - foram o caminho da Minha jornada.

Eu sou o Caminho para todos os homens de todos os tempos, não posso mudar. Eu não posso mudar mesmo que as condições, os usos e os costumes das pessoas mudem.

O dever de preceder

Os Bispos, como primeiros, têm o grande dever de preceder neste caminho seus sacerdotes e cristãos, se é que querem ser seguidos por eles.

É por isso que quero que esta mensagem chegue a todos os Bispos, porque entre eles não faltam aqueles que precisam urgentemente reexaminar com humildade e reformar sem demora sua pastoral.

Filho, basta uma comparação entre a Minha vida na terra (com todos os exemplos com os quais selei Meu curso terrestre) e seu modo de vida. Ficará claro quão necessário é, e para muitos Bispos, impor as mãos à segurança e atacar inexoravelmente, com firmeza e coragem.

Não é um mistério o de Bispos contestadores, até mesmo de Cardeais rebeldes quanto as diretrizes do Meu Vigário na terra.

Eles não valorizaram o escândalo dado e o mal cometido. Uma coisa é discutir com a devida reserva e outra bem diferente é tomar uma posição pública contra o Meu Vigário, que tem todo o sabor da desobediência aberta.

O que inspirou o comportamento desses Bispos? Certamente não no Meu exemplo. Eu, Deus, obedeci as criaturas humanas e o Pai Celestial até a morte. Mas eles...

Meu filho, não faltam Bispos que sejam mais ou menos responsáveis pela crise que aflige a Igreja por causa de sua fraqueza inexplicável e injustificável. Sua fraqueza certamente não serviu para impedir a evasão de milhares de pessoas consagradas.

A bondade e a paternidade não se confundem com a fraqueza que é causa, em parte, pelo relaxamento em que tantos sacerdotes se encontram.

A bondade, a paternidade e amor não se confundem com a licença, causa de tantos males e escândalos daqueles que se tornam cúmplices, mesmo que involuntários, não poucos pastores de almas.

Pode um Bispo tolerar que no seu seminário existam hereges, sim hereges, aos quais se confia a tarefa mais delicada, a de forjar as almas dos sacerdotes de amanhã?

Os Bispos não sabem que a verdade é amor, e Eu Sou a Verdade e o Amor, enquanto a heresia e o erro vêm de outra fonte muito diferente?

Humildade e Pobreza

Filho, diga também aos Bispos que lhes é pedido seguir-Me pelo caminho da Cruz, lembrem-lhes que comecei Meu caminho na terra com infinita Humildade e Pobreza.

Eu fui na terra o Pobre entre os pobres. Se pode dizer isso de não poucos Bispos?

Outro grande perigo para os Bispos é a presunção. Nem sequer ao Meu Vigário há sido dado a impecabilidade.

A Meu Vigário há sido dado a infalibilidade como Mestre dos povos, enquanto depositário da Minha Doutrina. Mas os Bispos como indivíduos não são infalíveis, apenas em união com o Meu Vigário eles usufruem e participam desse dom Dele. Isso foi esquecido por alguns Bispos e até alguns Cardeais dando grande sofrimento ao Meu Corpo Místico.

Meu caminho está selado pelo sofrimento.

Aquela Cruz que levam sobre o peito, se não a levam sobre as costas, se converte numa hipocrisia.

Meu caminho, Eu disse, está selado com a pobreza. Com que valor pode um Bispo dormir tranquilamente em sua residência confortável, às vezes luxuosa, sabendo que entre alguns de seus sacerdotes lhes falta o essencial?

Filho, se todas as injustiças fossem vistas! Quantas feridas em Meu Corpo Místico!

No contexto desta Mensagem (que irá colher reações não-indiferentes e que será rejeitada por aqueles que não tiveram a coragem de um confronto humilde com o Meu caminho simples e luminoso) Eu te digo e confirmo, que em Minha Igreja há bons e santos Bispos para os quais vai toda a benevolência e amor do Meu Coração Misericordioso.

Mas isso não é suficiente! Eu aos sucessores de Meus Apóstolos os quero todos bons, e mais, os quero todos Santos, com uma santidade forte, heróica, generosa e corajosa.  Se não for assim, como farão para defender seu rebanho de lobos vorazes?

O bispo é um porta-estandarte: a todos deve preceder.

Como Eu poderia permanecer em silêncio em relação à grave omissão da parte de muitos pastores em relação a este terrível problema?

Na verdade, ninguém pode escapar, nem mesmo para os cristãos simples, muito menos para os sacerdotes e menos ainda para os Bispos, da terrível devastação causada por Satanás e todos os poderes do mal por introduzir-se, contagiar, infestar e dominar as almas dos redimidos.

Satanás, encarnando-se no materialismo homicida, não apenas ofuscou a fé, mas a sufocou e a destruiu em centenas de milhões de almas no mundo cristão e no mundo não-cristão.

Agora é sabido por todos que para ganhar nesta batalha, não servem para nada as iniciativas de natureza externa, mas aquelas indicadas por Mim com as palavras e com o exemplo.

A luta contra Satanás

Neste momento, Meu filho, repito para os Bispos o que já tenho dito para os sacerdotes: que desperdício de tempo e de meios, reuniões, encontros e discussões que, em muitos casos, se tornam meios de confrontos, choques e divisões!

Uns se reunem muitas vezes para comer e discutir, muito raramente para rezar. Satanás e os poderes do mal se combatem e se vencem com a oração e a penitência.

Sobre isto são as chamadas de Minha Mãe! Reiteradas chamadas que cairam no vazio por uma excessiva e exasperada prudência, que degenerou em grave imprudência. Com maior atenção e solicitude e com menos prejuizos e temores, essas intervenções Minhas e de Minha Mãe teriam sido abordadas.

Retorno à omissão grave imputável aos bBspos e também a muitos sacerdotes ao não haver tomado medidas apropriadas e convenientes, organizadas com fé e sabedoria, para impedir e até mesmo anular as forças do mal.

O problema central e fundamental não foi abordado: a luta contra as forças do Mal. Em outras palavras: Satanás com suas legiões, fizeram um bom jogo, porque se encontraram diante de um adversário espiritualmente desarmado.

Não são muitos os que fazem penitência, os que rezam como se deve rezar.

Mortificação interna e externa, penitência ... mas quem treina hoje os soldados, os confirmados Meus para a luta?

Se não se tem nem sequer o valor de dizer que o Inimigo existe, que o Inimigo é a mais tremenda realidade, que o Inimigo tem que ser combatido com determinadas armas, por exemplo o Rosário?... O Rosário hoje tão perseguido, é uma arma formidável.

Gravíssima omissão por parte dos Bispos e dos sacerdotes por não ter provido oportunamente a substituição com novas formas, tão eficaz quanto o ouro, as Confrarias do Santíssimo Sacramento, do Rosário, das Piedosas Uniões e outras instituições válidas no passado para delimitar a ação demolidora de Satanás nas almas.

O que ainda se espera para preencher esta gravíssima lacuna com Grupos de Oração e outras iniciativas que Eu não deixarei de sugerir, se Me for perguntado, por exemplo, os "Amigos do Santíssimo Sacramento"?

Contra Sataná se combate unicamente com as armas usados por Mim e transmitidas aos Meus Apóstolos.

Atualização espiritual

Que comandante de estado maior em seus planos de defesa e ataque não inclui um plano permanente para atualizar suas armas?

Na Minha Igreja, isso não aconteceu. Eu falo aqui de armas espirituais.

Não há tempo a perder. É urgente fornecer, formar, encorajar em todas as paróquias Grupos de Oração.

Não se percam os pastores de almas em discussões e consultas inúteis. Chamem ao redor de si seus sacerdotes e com eles tomem medidas apropriadas.

Repito que é urgente fazer isso. Repito qualquer coisa que pensam aqueles que, cegos pela insensatez, já não acreditam na Justiça de Deus.

Te abençoo filho, não te preocupes: jogue tua semente e ofereça teu sofrimento, para que ao menos em parte possa cair em solo fértil.

(Mensagem de Jesus de 14 outubro de 1975)

Do livro "Confidências de Jesus a um Sacerdote", de Mons. Ottavio Michelini

Fonte: http://www.santisimavirgen.com.ar/michelini/mensajes.htm

 
 
 

Artigo Visto: 1012 - Impresso: 20 - Enviado: 6

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.280.490 - Visitas Únicas Hoje: 102 Usuários Online: 82