"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
11/09/2018
Civilização de consumo
 

Civilização de consumo

https://deusilusao.files.wordpress.com/2011/10/jesus1.jpg

Quando Eu instituí os Sacramentos, sabia da necessidade que os cristãos teriam deles.

Essa necessidade não há diminuído jamais, é mais, pode-se dizer que hoje há aumentado para vós em proporção a rápida transformação da sociedade patriarcal, agrícola e pecuária numa sociedade industrial.

A industrialização trouxe maior riqueza para os povos e famílias. Eu disse maior riqueza e não maior bem-estar; Trouxe-lhe maiores confortos materiais, mas não maior felicidade.

Trouxe meios maiores e surpreendentes de comunicação, mas nenhuma maior unidade de corações; Além disso, através desses meios mal utilizados, um impressionante contágio de males espirituais e morais aflige a humanidade moderna.

Vós, nascidos e crescidos nesta sociedade em constante evolução, sois oprimidos por seu ritmo inexorável, muitas vezes desumano. Vos haveis sido infectados de sua febre, às vezes tão escaldante, que produz um desconforto espiritual que vos faz perder de vista o que deveis sempre estar atento de uma forma vivíssima em vossa mente: o principal propósito de vossa fugaz vida terrena. Assim distraído e atraído ao mesmo tempo pelos frutos da civilização de consumo, entra em vós o inimigo, que com suas artes sitia as almas, obscurecendo-as, debilitando-as e privando-as do alimento necessário.

Trágica pendencia

A vida moderna não tem tempo para a vida interior, enfraquecendo e muitas vezes matando a semente da Graça, e ao mesmo tempo deslumbrando as almas com o fascinante fascínio que os produtos da civilização atual exercem em seus corações.

Decepção e mentiras concorrem para tornar a vida materialista e fazer com que se esqueçam de que a peregrinação terrena não deve ser considerada um fim em si, mas única e exclusivamente em ordem para a eternidade para a qual fostes criados.

Com este terrível jogo preparado e executado com astúcia, o Inimigo de Deus e do homem conseguiu levar toda a sociedade a um trágico declive, separando povos inteiros do caminho do bem e envolvendo a própria Igreja neste jogo.

A Santa Confirmação

Em Mim, Eterna Palavra de Deus, não há passado nem futuro, Eu Sou o instante em que tudo está presente. Eu dei aos homens todos os meios necessários para se salvarem e se defenderem de todos os males, que têm como origem Satanás, o Príncipe das trevas que tudo quer obscurecer.

Os Sacramentos, preciosos frutos do mistério da Minha Redenção, amei e liguei ao mistério da Igreja para a vossa salvação.

Entre esses Sacramentos, Eu queria que a Santa Confirmação fizesse com que cada batizado fosse um autêntico soldado com as armas certas, com um selo e distintivo indestrutível chamado caráter. Este distintivo caracteriza o confirmado como soldado e distingue-o daqueles que não receberam este Sacramento.

Agora, a crise de fé, que desceu sobre a Igreja por obra do maligno, desorganizou o exterminado exército de Meus soldados.

Considerai, filhos, as conseqüências que resultam em um exército que não acredita mais em seus oficiais e comandantes, que não acredita mais nas razões pelas quais foi mobilizado, que não acredita mais na eficácia das armas com as quais foi dotado ...

Imagine o estado de ânimo das tropas: inferiores e superiores que negligenciam seus deveres; oficiais que não punem a indisciplina porque também duvidam de sua própria razão de ser.

Meça que poderosa força erosiva desintegra esse exército e considerai também a arrogância e o poder do inimigo que conhece muito bem a situação de seus adversários que ele agora ja sente ter em suas mãos.

A igreja hoje

Esta é a situação da Igreja hoje. Todos podem constatar a tremenda realidade. A Mim não Me são imputáveis aos males atuais, como pelo inimigo se queria fazer crer, mas àqueles que Eu escolhi com um ato de amor para guiar e pastorear Meu Rebanho.

É inútil, como haviam feito os primeiros pais e como tende a fazer sempre o homem culpável, tentar sacudir-se em cima de suas próprias culpas.

Sois resposáveis por esta falta de perspicácia, esta falta de eficiência no exército dos Confirmados, entre os quais muitos nem se lembram mais de serem assim.

O que se necessita é humildade para saber como reconhecer as próprias falhas e responsabilidades.

Te abençoo, Meu filho.

(Mensagem de Jesus de 25 de maio de 1976)

Do livro "Confidências de Jesus a um Sacerdote", de Mons. Ottavio Michelin

Fonte: http://www.santisimavirgen.com.ar/michelini/mensajes.htm

 
 
 

Artigo Visto: 712 - Impresso: 11 - Enviado: 2

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.279.969 - Visitas Únicas Hoje: 556 Usuários Online: 136