"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
28/11/2018
Criação, ordem magnífica
 

Criação, ordem magnífica

https://deusilusao.files.wordpress.com/2011/10/jesus1.jpg

Meu filho, escreve:

Eu Sou a Perfeição e Eu Sou o único em ser a perfeição infinita. Esta Minha perfeição é refletida em todo o universo criado, no mundo invisível e no mundo visível, originando em cada coisa em particular, e em todas as coisas tomadas globalmente, uma magnífica harmonia digna de seu Criador, em uma ordem não menos magnífica nem menos admirável onde cada coisa tende a perseguir o seu próprio fim em louvor ao seu Criador.

Depois vem a criação dos seres inteligentes, capazes de fazer o bem e capazes de fazer o mal; mas os dons, mesmo os naturais com os quais estavam revestidos, eram tais que em tudo assistiam neles para orientá-los e levá-los em direção ao bem.

Nesta condição deveríamos permanecer pelo tempo determinado pelo Pai, Criador e Senhor de todas as coisas, e, após este tempo de espera, as portas do Paraíso teriam sido abertas diante delas para serem admitidas a participar da Glória e na felicidade ilimitada do Pai. Mas a mais bela, a mais poderosa das criaturas, depois de Deus, orgulhosa de seu poder e seu esplendor, há feito pecar, e querendo ser igual a Deus, se rebelou contra Ele, dando origem ao mundo do universo a uma rebelião cujas consequências foram, são e serão de tal gravidade que nenhuma mente humana é capaz de englobar.

Perturbação da ordem: o pecado

A harmonia da criação foi perturbada de tal maneira que mudou radicalmente a ordem estabelecida; o universo inteiro se ressentiu dessa desordem, e a própria natureza geme sob o peso do pecado.

Da rebelião do mundo invisível seguiu a rebelião da humanidade em Adão e Eva, aumentando a desordem da ordem pré-estabelecida e dando origem ao mal no mundo, uma catástrofe sem precedentes, e além do sofrimento, as guerras, as doenças, os ódios, os crimes, a morte, a violência, os crimes, tributo a Satanás de cada geração. Basta lembrar, Meu filho, as almas condenadas ou que se condenam; a perdição de uma alma é muito mais séria do que todas as guerras, epidemias, revoluções e infortúnios de todos os tipos, de todos os tempos juntos. Isso não podeis entender facilmente porque não sois capazes de entender o que quer dizer uma eternidade de tormentos.

Restabelecimento da ordem: Igreja e Sacerdócio

Filho, Eu, o Amor, não poderia permitir tal ruína da natureza humana; eis aqui então a razão da Encarnação e Redenção operada pela Palavra, cujo propósito é restaurar a ordem destruída e dar novamente a possibilidade de salvação a todas as almas de boa vontade.

Com a Redenção, a Igreja, o sacramento da salvação, e na Igreja o Sacerdócio, para formar com ela Meus colaboradores que constituiriam a espinha dorsal do Meu Corpo Místico.

O Sacerdote torna-se apenas por Vocação

Meu filho, assim como os homens escolhem seus colaboradores, assim também Eu, Verbo de Deus feito Carne, escolho Meus colaboradores, pelo que; Ai dos intrusos; Ai daqueles não chamados: Ai daqueles que como Judas, por razões humanas e por cálculos de interesses humanos se introduzem entre os Meus chamados...! O Sacerdote torna-se somente pela vocação; Qualquer outro caminho seria não só pecaminoso, mas sacrílego.

Eis Meu filho, o problema das vocações sacerdotais.

Assim como Meu Pai, no Plano da Providência, coloca nos corações dos homens diferentes aptidões e tendências para que nas grandes famílias os homens se complementem e se integrem na ordem preestabelecida e harmoniosa, assim também Eu na Minha Igreja  introduzo no coração dos Meus escolhidos o germe precioso e sublime da vocação; germe precioso que deve ser acolhido e guardado, protegido e desenvolvido tanto pelo que recebe como por todas as pessoas ligadas ao chamado, como pais, responsáveis, etc.

De muitas vocações fracassadas por causa de quem tinha o dever de protegê-las, os responsáveis deverão responder. É notório que pais pagãos e pais cristãos descristianizados frequentemente se opõem e contra-atacam, com graves danos à Igreja, as vocações dadas por Mim a tantas almas. Tremenda responsabilidade!

Por hora basta, Meu filho, retomaremos a conversa o mais breve possível.

Eu te abençoo; reze e ofereça os teus sofrimentos para que muitos sejam operários da Minha vinha.

(Mensagem de Jesus de 23 de novembro de 1976)

Do livro "Confidências de Jesus a um Sacerdote", de Mons. Ottavio Michelin

Fonte: http://www.santisimavirgen.com.ar/michelini/mensajes.htm

 
 
 

Artigo Visto: 669 - Impresso: 12 - Enviado: 3

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.321.043 - Visitas Únicas Hoje: 640 Usuários Online: 179