"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 
Você está em: Principal / Destaque / A CONSPIRAÇÃO




 
 
05/03/2015
A CONSPIRAÇÃO
 

 A CONSPIRAÇÃO

05/03/2015

Por Josphmariam – do Site Lumen Mariae. (Tradução Ana, desde a Espanha)

http://lh3.ggpht.com/-8GpFCSbAmtQ/T506DhEDl8I/AAAAAAAAL-4/Be9FYyAFgSM/CONSPIRA%2525C3%252587%2525C3%252583O%252520ILLUMINATI_thumb%25255B1%25255D.jpg?imgmax=800

Disse Bergóglio, sobre seu programa: no entanto, sigo o que os cardeais pediram durante as congregações gerais antes do conclave. Vou nessa direção. O Conselho dos oito cardeais, um organismo externo, nasce daí. Havia sido pedido para que ajudasse a reformar a Cúria... Minhas decisões são fruto das reuniões pré-conclave. Eu não fiz nada sozinho "(Bergóglio na entrevista a" Il Messaggero "- 9 de junho de 2014).

Bergóglio é apenas um brinquedo da Maçonaria: foi elevado pelos Cardeais maçons para colocar um novo fundamento: o governo horizontal. E este fundamento anula o que a Igreja tem, e que ninguém pode tocar: "... Eu, como sábio arquiteto, lancei os alicerces, outro edifica por cima. Cada um veja como edifica, e quanto ao alicerce, ninguém pode colocar outro só o que já está colocado, que é Jesus Cristo "(1 Cor 3, 11).

Os Cardeais pediram um organismo externo: uma nova estrutura. Isso significa que a renúncia do Papa Bento XVI tem a ver com este pedido dos Cardeais.

"É difícil de acreditar que o Papa Bento XVI tenha renunciado livremente o seu ministério como Sucessor de Pedro. O Papa Bento XVI era a cabeça da Igreja; seu entorno, no entanto, apenas se traduzia seus ensinamentos em um modo de vida, silenciava ou obstruía suas iniciativas para uma autêntica reforma da Igreja, da liturgia e da maneira de administrar a Sagrada Comunhão. Tendo em vista o grande segredo que domina o Vaticano, para muitos bispos era realmente impossível ajudar o papa em seu dever como cabeça e chefe de toda a Igreja”. (Carta Aberta do Monsenhor Jan Pawel Lenga)

Ninguém acredita que o Papa Bento XVI renunciou por diminuição de forças. Seu entorno o impedia. Seus Cardeais, os seus Bispos, seus sacerdotes colocavam obstáculos ao seu governo. Houve uma conspiração contra a Cabeça Visível da Igreja. Uma trama que vem de longe. Sempre o poder, que é a maçã proibida à Hierarquia. É a tentação para toda a hierarquia.

A hierarquia não governa a Igreja. É Cristo, no Seu Papa, em Seu Vigário, quem governa. A Hierarquia governa em Pedro, sujeitando-se a Pedro. E é esta falta de obediência o que faz saltar a soberba de muitos prelados, de gente que se autodenomina Bispo ou Cardeal, mas não possui o Espírito de Cristo. São lobos. São claramente homens sem Cristo e sem Igreja.

"Minhas decisões são o fruto das reuniões pré-conclave”: é claro o pensamento de Bergóglio, o falso Papa. Decisões humanas; caminhos humanos, obras humanas. Deus não conta para nada. Deus é apenas um conceito para estes homens. Um belo conceito, mas sem substância, sem uma obra real nem nos corações nem na vida eclesial.

Antes do conclave existiam reuniões para colocar o homem que tinha que assentar o novo fundamento da igreja deles. Existiam reuniões: gente que pedia o voto. O Cardeal Theodore McCarrick, em 11 de outubro de 2013, durante um discurso dado na Universidade Villanova, confessou que havia sido pressionado a apoiar Bergóglio. Um italiano interessante e muito influente lhe disse: "Faça campanha para Bergóglio '(minuto 23.09). O verbo inglês push, que usa o Cardeal, indica coação, pressão, fazer algo sem liberdade.

No minuto 18.50, falando sobre a espontaneidade da escolha de Bergóglio, deixa escapar que um homem lhe pergunta: "E o que dizer de Bergóglio? Será que ele tem uma chance". O cardeal responde: "Ninguém está mencionando o seu nome." Coisa de estranhar estas palavras porque Bergóglio partia como favorito ao ficar em segundo no anterior Conclave. E se Bergóglio não pôde ser Papa anteriormente, é um sonho não ver a oportunidade que se apresentava. É absurdo dizer que ninguém mencionava Bergóglio como Papa.. Mas o cardeal trata de convencer as pessoas que pensava que essa eleição papal, de alguma forma, saiu do nada. Que era coisa do Espírito Santo.

Esse homem misterioso lhe disse algo arrepiante: "Ele poderia reformar a Igreja ... Em cinco anos pode fazer a Igreja de novo" (minuto 19.14). As mudanças na Igreja estão planejadas em cinco anos. Tudo novo, tudo reformado. Já não será a Igreja de Cristo. Vai colocar tudo de perna para cima. E ao cardeal parecia coisa interessante.

Coisa interessante é destruir a Igreja? Mas isso se confirma na mensagem transmitida pelo Cardeal Oscar Maradiaga: "Caminhamos como Igreja para uma renovação profunda e global ... Os missionários, os evangelizadores da "periferia" da Igreja, são os primeiros a perceber o quão insuficientes são as formas de ação" tradicionais "... Qualquer mudança na Igreja requer considerar a renovação das motivações que inspiram as novas opções .... O papa quer levar a renovação da Igreja a um ponto de não retorno. O vento que empurra a barca da Igreja em direção ao mar aberto de sua renovação profunda e total é a Misericórdia".

Mudança profunda e global: vai para uma nova igreja ecumênica, que é o apoio do novo governo mundial. Um líder político do mundo inteiro sem uma espiritualidade global não serve para governar o mundo em sua totalidade. Tem que ter uma estrutura eclesial, para que ninguém se oponha. Essa renovação global da Igreja é uma autêntica ditadura. E coloca os pobres, que estão nas margens, nas periferias da Igreja, como o centro deste falso evangelho, dessa falsa igreja.

"A pobreza está no centro do Evangelho. Não se pode entender o Evangelho sem compreender a pobreza real" (Bergóglio na entrevista a" Il Messaggero "-" 09 de junho de 2014). A Verdade - não a pobreza -, é a que está no centro do Evangelho. E para poder compreender o Evangelho tem que aceitar a Verdade, ou seja, tem que colocar a mente humana no chão, algo que nunca fará Bergóglio nem seus capangas. Ele, assim como Maradiaga, colocaram a Misericórdia acima da lei, da justiça de Deus, da verdade.

Não se renova a Igreja com a Misericórdia, mas com a Verdade. É o que liberta a alma: "E a verdade vos libertará". Não é de Misericórdia apenas a Obra Redentora de Jesus. Jesus vem fazer uma Justiça: tirar o pecado do mundo. E isso não se tira com beijinhos nem carinhos, nem com soluções sociais para os problemas dos homens. Isso se tira com a oração e com penitência, que nenhum da hierarquia atual faz na Igreja. Isso é coisa do passado. Agora, é necessário estar na lógica do Espírito: a mudança global.

Em cinco anos, haverá um ponto de não retorno. Nem esperam que as coisas fiquem ruins. Saíram das paróquias, capelas, lugares onde já ensinam claramente, a heresia como verdade. A equipe Bergóglio é o jogo da Maçonaria na Igreja. Colocaram um homem. Esse homem é Bergóglio; mas ele não é o mais importante neste jogo.

Bergóglio é somente o charlatão da vez: aquele que diverte toda a massa de pessoas hipócritas, que comunga todos os dias, a turba que chama Bergóglio de Papa. Bergóglio é papa para eles: para os que não percebam o que os Cardeais, o grupo de hierarquia maçônica está fazendo em toda a Igreja. Fazem as escondidas, enquanto não tenham as leis, os documentos necessários para fazê-lo abertamente. Mas em cinco anos, tudo será evidente. E ai daqueles que continuam dormindo, quando eles tirarem suas máscaras.

A "equipe Bergóglio" é uma trama herética com o fim de destruir a Igreja de Cristo. A trama que nasceu há anos, mas que tem o seu cumprimento agora, na pessoa de um homem que não é Papa, que foi colocado por eles, pela hierarquia maçônica, com o único propósito de levantar uma nova igreja. Os oito membros da trama são nomeados pelo Doutor Austen Ivereigh em seu livro: Jorge Mario Bergóglio, Cormac Murphy-O'Connor, Godfreid Danneels, Karl Lehman, Walter Kasper, André Armand Vingt-Trois, Santos Abril y Castelló, e Christoph Schönborn. Todos eles Cardeais. E um deles, foi levado a ser falso papa da Igreja.

O Cardeal Danneels confirmou publicamente que apoiou a candidatura de Bergóglio durante o conclave: "Se o conclave for curto, Bergóglio será eleito papa. O senhor pode estar certo disso". 

Somente se fala assim porque o resultado já é conhecido de antemão. Tudo estava preparado. Estas palavras foram ditas pelo Cardeal justo antes do início do conclave. Estava conversando com Austin Ivereigh. Segundo o autor do livro, o "team", a equipe dos maçons, não só exerceu seu poder para Bergóglio em 2013, mas também em 2005.

O Cardeal Murphy-O'Connor, em uma entrevista na Catholic Herald, 12 setembro de 2013, confessou ser o líder da equipe Bergóglio: "O Cardeal também revelou que tinha falado com o futuro Papa da Missa pro eligendo Romano Pontífice, a missa final, antes do conclave começar ... Ele estava calmo. Ele estava consciente que provavelmente ia ser candidato e ia sair. Sabia que ia ser Papa? Não. Havia outros candidatos. Mas eu sabia que ele seria um dos principais".

Bergóglio sabia da liderança do Cardeal no "Team Bergoglio":"É culpa sua. O que você fez comigo? ", disse ao Cardeal na Sala das Bênçãos, dois dias após a eleição.  Não existe Verdade em Roma. A Igreja que eles querem levantar é na mentira da palavra humana. Não querem ter um Papa para a Igreja Católica. Querem um papa para o mundo. "O Papa não é a Igreja. A Igreja é mais do que o Papa "(Cardeal Marx)

Para este falso Cardeal, que governa a Igreja com Bergóglio, tudo deve evoluir para uma nova perspectiva de Igreja e do mundo. Se a Igreja é mais do que o Papa, então se coloca o esforço em agradar o mundo, aos homens, mas não a Cristo.

Um rabino disse-me: "O Papa disse  que vai nos ajudar, porque ele potencia todas as religiões, não apenas a Igreja Católica. Portanto, há um novo movimento". Bergóglio potencializa todas as religiões: é esta a ordem da equipe Bergóglio. A Igreja deve ser aberta, porque já temos um governo na horizontal, como o mundo gosta. Levantou-se no Vaticano, um governo horizontal imposto por Bergóglio a toda a Igreja, uma nova estrutura de igreja, de religião. Um novo movimento que congrega todas as religiões, que fortalece qualquer crença, que quer unir todos os homens no mesmo pensamento e obra.

E, portanto, eles estão mudando a base do papado: "No conselho dos cardeais temos a principal tarefa de criar uma nova constituição para a Cúria Romana, para reformar o Banco do Vaticano e discutir muitas outras coisas com o Papa... O senhor tem que ver este pontificado, nesta forma, como uma nova e mais ampla etapa".

Com Bergóglio não há continuidade no Papado: é um novo e falso papado. O próprio que necessita da falsa igreja. É a equipe Bergóglio trabalhando no governo horizontal. A maçonaria manipula a Igreja, não Bergóglio. Mas eles pedem obediência a Bergóglio. Este é o ponto essencial que não se discute. Todos dão obediência a Bergóglio na Igreja como Papa. A hierarquia verdadeira ficou presa nesse governo de homens. Veem a heresia, mas têm que calar. Eles são mais fortes: detêm o poder!

Para continuar sendo a Igreja de Cristo, é obrigação dos católicos não dar obediência a Bergóglio como Papa. Isso significa: lutar contra ele. Contra a sua doutrina, suas obras, seu pensamento, sua falsa hierarquia imposta, de maneira ditatorial, a todos. É uma obrigação moral: a salvação ou a condenação partem desta obediência. Que poucos veem assim, desta maneira, é a Igreja na atualidade!

Por isso, tem que ficar sozinhos ante esta realidade eclesial. Não tem que esperar que eles mudem, que eles vejam sua maldade. Não se iluda acreditando que, com Bergóglio e todos os seus capangas, na Igreja há um caminho para a verdade. Já não existe esse caminho. Para encontrá-lo, para continuar sendo de Cristo, tem que sair das estruturas da Igreja.

A Igreja não é uma estrutura humana, material, carnal, social, econômica, etc... A Igreja é um organismo vivo, é uma realidade espiritual que se vê nos homens. No Vaticano não se vê a Igreja, porque não existe essa realidade espiritual na hierarquia que governa a Igreja. São todos uns hereges, uns apóstatas da fé, uns cismáticos.

E onde há heresia não há Igreja. Esta é a verdade que ninguém vê: um herege não pode ser Papa. Logo, se o colocam como Papa, falso Papa, a Igreja que governa não é a de Cristo. E o que os homens veem, nas formas externas, não é a Verdadeira Igreja. É outra coisa: um novo movimento eclesial, que não tem nada a ver com o fundamento que Cristo colocou em Pedro.

"Francisco utiliza uma imagem forte: Eu prefiro uma igreja que está machucada, arruinada e suja, porque tem estado fora nas ruas, em lugar de uma igreja que esteja muito limpa e tem a verdade e todo o que seja necessário". Nem Bergóglio quer uma Igreja apoiada na Verdade, que tenha a verdade, nem a equipe Bergóglio vai deixar o governo da Igreja.

São duas coisas diferentes: Bergóglio e a equipe. Uns Cardeais colocaram um homem que já é um velho, que logo deve morrer. E único que os interessa desse homem de Bergóglio, é o que ele fez: usurpar o governo horizontal. Eles podem trabalhar oculto, fazendo os novos livros, novos documentos, novas leis, para serem apresentadas de repente e assim impor sua doutrina, sua lei da gradualidade, seu falso evangelho.

Enquanto isso, Bergóglio, como charlatão que é, diverte todo mundo, que é tudo o que sabe fazer: é o bobo da corte do Anticristo. Quando este homem não servir, colocam outro. E é necessário que seja inteligente: um Kasper! Bergóglio é o sentimental da equipe. E como bom sentimental só serve pra chorar pelos homens, mas tem enfrentado a toda Igreja, porque não tem prudência quando fala. Não sabe falar. Só sabe falar o que vem em sua mente estúpida.

E há que saber como tratar Bergóglio: não lhe deem publicidade. É o que mais o incomoda. Quando falam dele, o criticam, o julgam e o condenam. Não merece outra coisa. E sabendo que quem governa toda a Igreja são homens ocultos. Essa equipe Bergóglio é também um brinquedo de outros. Colocado para fazer barulho e por na Igreja o que a Maçonaria queria: o controle total do Papado, para poder levantar seu novo e falso papado. Ninguém pode pôr outro fundamento que Cristo: a Verdade. Essa Verdade Absoluta, que já ninguém acredita Nela.

 

Fonte:http://recadosdoaarao.com.br/?cat=26&id=5853

 

https://www.youtube.com/watch?v=Bk5UQ6zs2uo

 
 
 

Artigo Visto: 1170 - Impresso: 28 - Enviado: 13

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.216.142 - Visitas Únicas Hoje: 753 Usuários Online: 245