"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
25/07/2015
“Quem é esta que surge como a aurora, bela como a lua, brilhante como o sol, temível como um exército em ordem de batalha?”.
 

“Quem é esta que surge como a aurora, bela como a lua, brilhante como o sol, temível como um exército em ordem de batalha?”.

25/07/2015

http://www.mensajesdelcielo.net/masfotos/images/maria-playa-cielo.jpg

EM DEFESA DA MAMÃE

Em mensagem de Domingo passado, Jesus se refere assim à sua doce Mamãe, e vou repetir:

Filhinhos, amo estar aqui acompanhado por Mamãe e por todo o Céu, e desejo vos dizer: Amai sempre esta Mãe que vos ama tanto e que, por causa deste amor, está constante e diuturnamente aos pés do Pai a implorar por vós e por todo o mundo!

E, por causa deste amor, Deus a tem atendido e refeito muitos de seus planos! Esta é verdadeiramente a Mãe que Deus vos deu para cuidar de vós! Esta é a Mãe que o Pai me deu para me ajudar a salvar o mundo! Peço-vos que luteis sempre em sua defesa, pois os inimigos cada vez mais a apontarão como inimiga da salvação.

Sabeis que o inimigo a odeia, e por isso instiga e instigará milhões de filhos de Deus contra Ela.

Sabeis também, que Ela esmagará os inimigos, como toda a mãe que ama é capaz de fazer em defesa de seus filhos.

Cuidai de vossos corações alimentando cada vez mais a certeza de vosso amor por Ela.

Ela vos ama tanto!

Contai sempre Comigo e, obrigado por amardes a minha Doce Mamãe!

“Jesus!”

Palavras assim, ditas pelo nosso Deus e Senhor, só podem nos chamar à defesa desta Grande Mulher, que, de fato, tem sido ostensivamente desprezada pela falsa igreja que se adonou do Vaticano, e de lá, insensatamente, verte todo o seu veneno pelo resto do mundo.  A súbita perseguição e a condenação de todas as aparições dela em todo mundo, nos provam de que a batalha é final, será renhida, mas como Jesus reafirma – e por isso nada devemos temer – Ela esmagará todos os inimigos que se atravessarem em seu caminho e no caminho da Verdadeira e Santa Igreja de Jesus, aquela de Sua Santidade o Papa Bento XVI, que sairá vencedora no final, embora todos os ataques que forem desferidos contra ela. Afinal, Maria é também Mãe da Igreja!

Mas, quem será digno de escrever algo em defesa desta Mamãe? Quem terá palavras suficientemente dignas e precisas para honrar a Aquela que Deus predestinou como vencedora dos abismos, e não apenas pelas graças a Ela concedidas por mercê do Altíssimo, e sim também por seus próprios méritos? O que dizer sobre nossa Santíssima Mãe que ainda não tenha sido dito? Qual louvor ainda não tenha sido dado a Ela, pelos santos e as santas, que a amavam como ninguém outro, e que, portanto, iluminados pelo Espírito Santo teceram páginas memoráveis em sua homenagem? Haveria um verbo ou um adjetivo que pudesse acrescentar a tudo o que já foi dito e escrito sobre a Virgem Santíssima e Mãe Imaculada, a doce Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe Celestial?

http://www.mensajesdelcielo.net/masfotos/images/paisaje-1280-x-1024.jpg

Ontem quando li esta mensagem e a coloquei no site, pouco antes de deitar, ela ficou martelando em meu cérebro, e então algumas sugestões passaram a sair da mente e decidi que ao amanhecer iria escrever aquilo que o meu coração ditou. Foram palavras que podem ser complexas, mas que me brotaram do mais profundo, e de tudo sinto-me pequeno demais para ousar expressá-las, simplesmente porque as considero ainda aquém Daquela Mãe que tanto bem tem feito por mim, por minha família e pelo nosso Movimento. Então pergunto:

Qual o Deus Onipotente e Onisciente, Pai e Criador, o Eterno Vivo, que em sua Sapientíssima Vontade Soberana decidira ver seu Filho Unigênito nascer de uma Mulher, que não a tenha criado como a mais bela de todas as criaturas, no corpo e na alma, a mais perfeita dentre todas as mulheres que já existiram, a mais repleta de virtudes, a mais plena de graças, a mais humilde, a mais sábia e inteligente, a mais pura e imaculada, tudo para que ela se tornasse no primeiro e no mais perfeito Tabernáculo, jamais igualado, a morada do Filho de Deus o Altíssimo?

Qual o Espírito Santo de Deus, Onipotente e Perfeitíssimo com o Pai e o Filho, que tendo pleiteado para si uma Esposa humana, que não a tenha constituído na mais perfeita das esposas, a mais atenciosa e solícita, na mais insigne das princesas do Templo, na mais soberana dentre todas as Rainhas, capaz de reinar absoluta e inigualável não somente nos lares, nas almas e sobre toda a humanidade, como também sobre todo o Universo?

Qual o Filho de Deus, Onipotente com o Pai, e Onisciente com o Espírito, que tendo decidido ter para si uma Mãe terrena, que não a fez ser dentre as mães humanas, a mais terna, a mais compassiva, a mais amorosa, a mais diligente, a mais santa e amada, a mais repleta de dons e virtudes, possuída de tão profundo amor que fosse capaz de torna-la também Mãe de toda a humanidade, verdadeiramente a Mãe de toda a Igreja do seu Filho diletíssimo e nosso Senhor?

http://mensajesdelcielo.net/masfotos/images/la-virgen-del-carmen-y-jesus-90.jpg

Qual o Deus, Uno e Trino, Onipotente e Onisciente, Puríssimo e Perfeitíssimo, Senhor Soberano de todo o Universo, Criador e Mantenedor de tudo o que existe, visível e invisível, vivo ou inerte, que tendo criado uma Mulher para ser Esposa do Espírito Santo e para Mãe do Verbo Divino encarnado, não a tenha constituído na mais inigualável e puríssima criatura, uma obra à qual nem mesmo Ele o Altíssimo Deus, pudesse superar, e cujo sangue bendito repassado ao Filho visse a torna-la também Corredentora do Gênero Humano?

Qual o Deus, cujo Poder é Infinito, cuja Sabedoria é Eterna, cuja Perfeição é Inigualável, cuja inteligência e cujo Espírito penetram e permeiam absolutamente tudo o que existe, de visível e invisível, cuja Soberania importa num Poder que é exercido sobre tudo o que Ele criou para o Seu deleite, Poder que não poderá jamais vir a ser suplantado por qualquer força, potestade, dominação ou soberania, que não teria dado a esta Mulher – de fato a Mulher que conseguiu se fazer a mais pequena e mais humilde de todas as mulheres – um Poder tão espantoso que é capaz de vergar o Próprio Criador, de fazê-lo mudar de planos e estratégias para nossa salvação?

E se pergunta: Acaso poderia o Altíssimo fazer diferente? Seria Ele um Deus Zeloso e Perfeito, se justamente para Si e para Seu deleite, criasse uma Filha menos insigne, criasse uma Esposa menos especial para o Espírito Santo, uma Mãe menos prestimosa para Seu Filho Jesus, e uma Mãe menos zelosa para nós, Seus filhos? Que poderia Ele, para demonstrar seu Poder Infinito, senão criar a mais esplêndida e luminosa criatura, a mais virtuosa de todas as mulheres, a mais Santa de todas as Mães, Virgem Puríssima e Mãe Imaculada por excelência, jamais tocada pelo pecado – junto ao qual não poderia suportar e conviver o Deus Perfeitíssimo – nem maculada pela mancha da origem, nem por qualquer ato falho em toda a sua vida? Para Si mesmo, Deus poderia fazer simplesmente o melhor. E fez a Virgem Maria! Esposa diligentíssima! Mãe incomparável!

http://50.87.147.147/~jajarque/wp-content/uploads/2013/08/5135079591_1bbfe0d5be_b.jpg

Ó pobres mortais que somos quanta ignorância temos sobre os atributos insuplantáveis adquiridos por esta Mãe tão prestimosa e carinhosa, que nos foi dada pelo Deus de Amor, como guarda, protetora, amiga e defensora, que não cessa de interceder por nós diante de seu Filho adorado, e devido a isso, quantos ignoram que lhe devemos incontáveis favores e bênçãos. Não existe um só ser humano neste planeta, que não tenha uma dívida de gratidão junto a Maria Santíssima. E quanto esta Grande Mulher tem sido combatida, porque odiada e temida pelos infernos que sabem o que lhes acontecerá quando o Altíssimo interferir na história: a Mulher te esmagará a cabeça! Isso soa como um gongo desde os milênios e ressoa nos abismos, que tremem diante da iminência deste evento.

Em especial as seitas a têm ignorado e combatido, como se fora Ela mulher comum, sem nada de especial. Isso quando, ao depreciarem-na, acabam depreciando também o Filho que Ela gerou, o Espírito por cujo poder Deus nela se encarnou e o Pai que a criou, negando a Ele a própria divindade, eis o motivo do vazio e do sem sentido de todos os credos e seitas que não adotam Maria por Mãe. Muitos são os falsos pastores de seitas, que a depreciam ao infinito, sem se darem conta de que, quanto mais desprezam a Mãe, mais depreciam o Filho. Como poderia nascer o Altíssimo Deus, se de uma mulher vulgar? E infelizmente, até mesmo setores falsos de nossa amada e Santa Igreja, acabam por cair na mesma armadilha infernal das seitas, minimizando os atributos da Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, Filha predileta do Deus Altíssimo, a Virgem das virgens!

De fato, a ligação entre a Mãe e seu Filho Deus, não somente se dá por afinidade e afetos, mas acima de tudo pelos laços de sangue, e Preciosíssimo Sangue, por onde passa a Redenção e a salvação do mundo. Não haveria um Jesus homem sem antes uma Maria Mulher. E somente poderia surgir entre nós um Jesus Redentor, se houvesse esta Mulher, exatamente ela e não outra, porque Maria é incomparável, é inimitável e insubstituível, somente poderia ser ela e mais nenhuma outra Mulher. Isso porque o Criador, embora Seu Poder Infinito não poderia criar ninguém maior, nem melhor e assim, em Maria deu tudo de Si, como compete a Sua Excelsa Divindade e Onipotência.

E por este Divino Poder Ele a dotou de pendores especiais, que lhe advieram, porém, não sem mérito, devido à humildade extrema desta Grande Mulher, que podendo ser Rainha quis ser apenas Serva, podendo ser levada viva aos Céus, de corpo e alma, preferiu passar pela norte como seu divino Filho. Eis que desde a sua concepção no seio de Santa Ana já o orgulho do Dragão do inferno começou a ser esmagado, porque Deus resiste aos orgulhosos enquanto se deixa vencer pela humildade. Em Maria acontecem todas as perfeições possíveis e alcançáveis por uma criatura de carne e por isso lhe são devidas todas as honras e a veneração possível de ser dada a quem é apenas criatura humana, não divina. Ou seja: acima desta Mulher, apenas o próprio Deus!

Eis como o Cântico dos Cânticos a enaltece em 6, 10: “Quem é esta que surge como a aurora, bela como a lua, brilhante como o sol, temível como um exército em ordem de batalha?”. Que o digam os soldados do Sultão que a viram agindo na grande e prodigiosa Batalha de Lepanto, atribuída à Nossa Senhora das Vitórias, onde foi salva a cristandade e foi derrotado o orgulhoso Império Otomano. Foram os próprios soldados inimigos capturados, que declararam mais tarde terem ficado amedrontados com a presença de uma Mulher que os ameaçava, do alto da Nave Capitânia. Contra todas as expectativas o terror do mundo católico foi dissipado pela simples presença desta Mãe, protegendo seus filhos e a Santa Igreja. Mil vezes ela já fez isso, mil vezes mais ela o fará, se necessário.

http://www.mensajesdelcielo.net/masfotos/images/la-virgen-del-carmen-ciudad.jpg

Foi a partir dali que a difusão do Rosário de Maria obteve força, capaz de permanecer ainda inexpugnável em nossos dias. Os reinos católicos da época destinaram à ela os mais estrepitosos louvores. O senado veneziano pôs debaixo do quadro que representava a batalha a seguinte frase: “Non virtus, non arma, non duces, sed Maria Rosarii victores nos fecit” — Nem as tropas, nem as armas, nem os comandantes, mas a Virgem Maria do Rosário é que nos deu a vitória. A Virgem continua a mesma hoje, as batalhas que chegam são maiores ainda, o exército inimigo atual é milhões de vezes – isto mesmo, milhões de vezes – mais poderoso do que aquele antigo, mas a Virgem hoje tem ainda mais soldados do que naquele tempo, e sua nova e desta vez definitiva vitória será arrasadora.

Maria é a sede da Sabedoria, obra e fala, portanto, pela boca do Altíssimo. E como Mãe e sábia, ela dá um verdadeiro show de conhecimento das Sagradas Escrituras, quando no belo Cântico do Magnificat ela não ousa, nem usa uma só palavra dela, e sim apenas versos sagrados, como está em Lucas 1, 46Maria disse, então: «A minha alma glorifica o Senhor 47e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador. 48Porque pôs os olhos na humildade da sua serva. De hoje em diante, me chamarão bem-aventurada todas as gerações. 49O Todo-poderoso fez em mim maravilhas. Santo é o seu nome. 50A sua misericórdia se estende de geração em geração sobre aqueles que o temem. 51Manifestou o poder do seu braço e dispersou os soberbos. 52Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes. 53Aos famintos encheu de bens e aos ricos despediu de mãos vazias. 54Acolheu a Israel, seu servo, lembrado da sua misericórdia, 55como tinha prometido a nossos pais, a Abraão e à sua descendência, para sempre.»

  Na realidade ela faz uso de 18 passagens bíblicas diferentes para compor este belíssimo poema, provando assim o quanto ela é humilde, mas também sábia, e muito inteligente, colocando assim, na boca do próprio Deus estas palavras que valem por uma profecia. Qual outra mulher no Universo, em todos os tempos, construiu algo similar, usando apenas a Escritura Sagrada? E tantos são os que a desmerecem, fazem Dela uma mulher vulgar, mal sabendo o quanto Ela ama a todos os filhos de Deus! E mesmo dentro da nossa Igreja, erguem os gritos arranhados de cigarras, erguem-se os ganidos dos cães do abismo, que minimizam a ação de Maria, e tantos se tornam até inimigos dela. Quando ouço um Bispo dito católico dizer: “esta Maria é uma intrometida, que vive por aí tagarelando; Nós temos Jesuuuus, e Ele nos basta”, fico a entender o motivo pelo qual existem tantos padres cegos e mesmo apóstatas. Como se fosse possível separar Jesus de Sua querida e Santíssima Mamãe!

No Céu, Maria está posta acima de todas as Potestades, Tronos e Dominações, de qualquer um dos seres que assiste diante do Trono do Altíssimo, e tal é o Amor que o Pai tem por ela, que se de um lado todos os homens já criados, os da terra e os que já habitam o Céu, todos eles unidos, junto com todas as miríades de anjos que servem a Deus, se eles pedissem uma graça ao Pai, e de outro lado estivesse apenas Maria, pedindo outra diferente, o Altíssimo iria condescender com a petição desta Mãe, porque ela O cativou em tal profundidade que é impossível de deixar de atendê-la. Tal é Nossa Senhora, tal é nossa Mãe Maria, Mãezinha como a chamamos aqui, aquela mesma que os Santos a declararam como a “Onipotência Suplicante”, aquela que tudo consegue de Deus.

Naturalmente que nem tudo é possível conceder a ela, mas somente não é possível de conceder aquilo que nem o Próprio Deus o pode. Há uma única força que detém a ambos, e esta força se chama a vontade humana, quando ela se expressa na obstinação decidida no mal, quando pela teimosia aberrante de uma pessoa ela decide afastar-se de Deus e não se salvar, contra ela nem Deus pode, também não Maria, ainda que ela tente salvar a todos, até o enésimo instante de sua vida. No mais, tudo pode ser conseguido do Pai, por Jesus, através de Maria. Ela é Medianeira, é a intermediária de TODAS as graças que salvam, porque quando o anjo anuncia a encarnação do Verbo ele diz: tu és cheia de Graças! Ou seja: tem, detém e pode assim dispensar todas!

Eu costumo dizer que a estrada para o Céu não somente é estreita, como em se tratando de subir ela tem muitas escadas. Mas como o Céu fica bem longe no alto, os degraus desta escada também são muito altos, pelo menos alguns deles, falo dos momentos de grandes dificuldades. Assim, se um degrau normal de escada tem a altura de 30 centímetros, há degraus na escada do Céu que têm até dois metros. Quantos são os valentes, os jovens, que conseguem escalar tal parede? Raros, talvez nenhuma pessoa consiga sozinho. Mas ali está Maria, com seus braços estendidos, a um metro de altura do chão. Basta atirar-se em seus braços, e então fica mais fácil escalar o próximo degrau e assim sucessivamente. Ela jamais abandona um filho que a ela recorre na aflição.

Maria sabe também, como ninguém, e consegue isso por graça infinita do Altíssimo, e ser exímia no uso da fortíssima e mesmo inquebrável corda do Rosário, por meio da qual ela “puxa” para o Céu, milhares de filhos. O Rosário é mesmo, com suas contas, uma corda de nós que serve para escaladas, e mais uma vez por Maria se pode chegar ao Céu. Houve quem dissesse que, se alguém em vida rezar com devoção, ainda que seja uma só Ave Maria, esta pessoa não conseguirá se perder ainda que deseje, porque a Onipotência Suplicante de Maria, achará um modo de levá-la ao Céu, e assim milhares escapam da condenação eterna. Pode-se dizer então, com a mais absoluta certeza que, se ninguém se salva sem Jesus, ninguém chega a Jesus sem ser através de Maria. Ai, pois, das seitas que dizem ter Jesus sem Maria, e ai dos pastores católicos que desprezam estes poderes concedidos à Ela.

http://www.mensajesdelcielo.net/masfotos/images/artistic-nature-42994.jpg

Nós acreditamos piamente que “Deus está em toda parte”, e que somente Ele tem poder para tanto. Mas por este mesmo Poder, Deus pode levar Maria a estar em diferentes lugares, ao mesmo tempo, em dezenas, centenas, milhares, onde sua presença insigne for necessária, sempre na total integridade do seu ser, com os dons e atributos que lhe foram concedidos, para as missões que o Altíssimo lhe designa diuturnamente. Maria tem dito que nos últimos séculos ela tem ficado mais na terra entre os filhos do que gozando das delícias do Céu. Sim, embora onde ela esteja sempre estará também o Céu. Pela mesma graça e com as miríades de anjos que a servem, Ela colhe minuto a minuto pelo mundo, todas as orações que lhe são dirigidas, e as deposita aos pés do Filho Jesus, que através delas Se derrama em graças infinitas sobre esta pobre humanidade caída.

De si mesma e por Ela própria, Maria não teria tais poderes, exclusivos do Altíssimo. Mas em Deus, com Deus e através de Deus, de Jesus seu Filho, do Espírito Santo seu diletíssimo Esposo, e do Pai Eterno e Criador, ela tudo pode, até o limite extremo de todas as concessões que Lhe pode ceder o Deus Trino e Uno. Nada disso, porém, lhe é concedido sem mérito sem provas infinitas de fidelidade extrema da parte Dela. Pode-se dizer que Maria recebeu todos estes poderes de Deus por merecimento pessoal, não apenas por mera concessão da Eterna Bondade. Ela jamais almejou glórias pessoais, ou se enalteceu com os milhares de títulos honoríficos com que é aclamada pelos seus filhos. Ela quer ser apenas Mãe! Mãezinha!

Naturalmente que, em síntese, se falamos em “defender Maria”, ela de fato não precisa de defesa alguma da parte dos seus filhos da terra, porque o “Altíssimo a cobriu com a Sua sombra”, de modo que ela tem proteção infinita, e nada, absolutamente nada do que algum ser humano ou alguma força da terra ou do inferno fizerem contra ela, a irá atingir, ou danificar, nem mesmo arranhar. Porque o veredicto de Deus é para sempre, a vitória dela é certa e segura, e se faria ainda que nem um só ser humano mexesse um dedo em sua defesa. Mas o Pai quer que assim seja, porque cada esforço que fizermos para fortalecer a posição de Maria é um passo avante no sentido da vitória final e um motivo para que o Pai diminua os castigos que nos são destinados, os quais nós merecemos.

De fato, sendo Maria possuidora de todas as graças, ela nada necessita para si mesma, até porque é impossível de aumentar nela qualquer atributo ou efeito, porque ela já comporta tudo o que é possível caber em seu extraordinário ser. Assim, ela pode transferir tudo o que lhe é dedicado – e ela assim procede – para que nós pobres mortais tenhamos a graça de transpor a grande Muralha do Fim dos Tempos, este embate final entre a Luz e as Trevas, do Bem contra o Mal, de Maria contra o dragão infernal. O fragor da luta será intenso, o alcance dela irá mexer com todo o Universo. A terra inteira sofrerá abalos indescritíveis, e apenas 1/3 parte dela estará mais ou menos preservada – poderá sofrer efeitos mínimos – porque esta parte é o quanto alcança e cobre o Manto de Maria. Os que estiverem abrigados sob este manto – e somente estes – conseguirão transpor os umbrais da Nova Terra, que surgirá dos escombros desta.

Mas que ninguém se fie de estar protegido, por estar em alguma localidade que Deus escolheu por refúgio, porque para estar sob a proteção de Maria é preciso que cada servo seja atuante, ativo, vivo, combativo e valente, demonstrando assim ter méritos para ser acolhido pela proteção desta Santa Mãe. E ninguém que não esteja hoje com o Rosário, com o Terço na mão, desfilando as preciosas Ave Maria pode se considerar protegido por ela, porque a graça resulta da bravura de lutar junto com Maria, e isso é possível a todos, indistintamente. De fato, o exército dela não é formado apenas de jovens escolhidos, mas podem servir em suas hostes mesmo os fracos, os desvalidos e inválidos, os gordos e os magros, de qualquer raça, cor ou idioma, de qualquer continente ou país, velhos ou novos, crianças ou adultos, TODOS são benvindos e são chamados, porque a última guerra chega, e ela não tarda. Rosário na mão, portanto!

Não, eu não falo aqui da 3º Guerra Mundial – que virá também – e sim da batalha contra o inferno infrene e furioso, que está tomando de assalto todos os quadrantes do planeta, e luta desesperado porque sabe que muito pouco tempo lhe resta. Esta batalha, amigos leitores, é mil vezes mais fragorosa do que qualquer outra que se possa desencadear, com armas, bombas e canhões, e muito mais importante porque se destina à preservação e a salvação das almas, estes tesouros infinitos que o Pai Celeste criou e em nós infundiu, enquanto a guerra física apenas danifica os corpos, embora sim, a dor, o sofrimento, o sangue.

http://laurentius-media.gloria.tv/4b/media-271128-2.jpg?upstream=monika-media.gloria.tv%2Ff&sum=Qej6h__dM7wvRZfzXdamCA&due=1482192000

Nesta batalha, Jesus é o General, e Maria nossa Comandante, ela a encarregada de formar a tropa. Jesus lhe monta as estratégias, e ela seleciona seus soldados. Quem quiser estar na linha de frente, basta que empunhe a mais poderosa de todas as armas, o Santo Terço, porque ele atira e acerta o verdadeiro alvo, o inferno, de onde provém este caos atual. E o inferno não se vence com balas de fuzil, nem com bombas atômicas, mas podem ter certeza de que uma Ave Maria, brotada do fundo do coração, tem sim mais poder do que um destes tenebrosos petardos.

Enfim podem os inimigos de Maria, lhe armar todas as ciladas que imaginarem, eles a podem combater com todas as armas que dispuserem, podem até mesmo fazer com que a falsa igreja que se apresenta no Vaticano venha a condenar seus locais de aparição, como aconteceu com Medjugorge, também proibir e até a excomungar quem visite e reze nestes locais, porque tudo o que fizerem pode até dar impressão de vitória por um momento, mas no seguinte lhes advirá o estupor, o desespero, a ruína que pode ser eterna. Porque em breve eles verão, mais uma vez, que sobre o estandarte da Santa Igreja Católica Apostólica Romana, a de Sua Santidade o Papa Bento XVI, estará a figura vitoriosa de Maria Santíssima, e ela aportará esta mesma Igreja no feliz porto da vitória.

Pode o demônio e o inferno em peso agitar os mares de povos, mas nesta marola eles apenas irão afundar todos os barcos dos outros credos, nada mais que canoas furadas, barcaças, balsas e pirogas das seitas, mas jamais conseguirão fazer afundar a Grande Nave Mãe, que adiante estará firmemente ancorada entre as duas inabaláveis colunas previstas por São João Bosco: Maria e Eucaristia! Ou seja: Jesus e Maria! Sim, a Nave Mãe está neste momento sendo demolida, operários do mal, ferozes e ativos tratam de lhe abrir rombos nos cascos para que afunde, mas nada conseguirão porque o betume das preces, a solda da Ave Maria, a devoção filial e a fé inabalável em Jesus e Maria irão concertando todos os estragos. E o dragão será vencido eternamente, e esmagado com todo o seu séquito maldito.

Enfim, acaso o Deus que é Pai, o Deus que é Filho, o Deus que é Espírito Santo, Uno e Trino, que tendo lá no Gênesis prometido que a Mulher derrotaria a Serpente, agora o Dragão infernal, que enganara a Eva, permitirá que esta Sua Palavra Eterna seja quebrada? Jamais! A prova disso é que, embora Lúcifer tenha treinado seus exércitos por mais de sete mil anos, embora tenha bolado em seus conciliábulos satânicos os mais elaborados planos de ataque, jamais ele conseguiu vencer esta Mulher, predestinada e Mãe de Deus, que sempre o derrotou, em todos os quadrantes. Não será agora então que ela perderá, porque terá ao seu lado os humildes, os pequeninos filhos do amor, os Apóstolos dos Últimos Tempos, também preparados por ela e a vitória será esplêndida.

Sim, pelo número e percentual dos remidos, porque embora o dragão pareça hoje vencedor, embora o mal pareça estar levando tudo de vencida, embora nossa Santa Igreja – que deveria estar exclusivamente preocupada com a salvação das almas, e em alertar os filhos de Deus para o embate final que se avizinha – esteja mais ocupada com pobres de dinheiro, com questiúnculas terrenas, e embora a imensa maioria do nosso clero esteja cego, surdo e mudo, além do que dorme, ronca e baba diante dos pobrismos muito ecumênicos e ecológicos de Jorge Mário, ainda assim trata-se da Comandante apenas dando corda para que os inimigos nela se enforquem. 

http://www.mensajesdelcielo.net/masfotos/images/115798669mmmmm1.jpg

Talvez a besta feche todos os locais de aparição! Talvez a perseguição atinja também nosso Movimento Salvai Almas! Porém nada temamos, porque Maria nossa Mãe estará sempre ao nosso lado, nos amparando e fortalecendo para que o inimigo não nos leve de vencida. O próximo Sínodo de outubro será o marco divisor, que irá separar a Igreja Verdadeira da Falsa Igreja modernista e da abominável ceia a falsa missa. Teremos que decidir sozinhos e Deus não decidirá por nós. Maria é Mãe da Igreja da Tradição, a de Sempre, com João Paulo II e Bento XVI.

Que ninguém aposte suas fichas na outra igreja, a falsa igreja de Judas: será fulminado junto com ela! O castigo destinado aos sectários e apóstatas atuais será maior do que aquele de Judas primeiro, que detinha em mãos o cetro dos réprobos, porque agora a traição é tripla: atraiçoam a Igreja, atraiçoam a Mãe da Igreja, e atraiçoam o Próprio Deus Altíssimo. Judas Iscariotes só traiu a Jesus! Anátema eterno aos réprobos deste tempo do cisma! A estes nem Maria, nem o Pai conseguem salvar!

Fonte:http://recadosdoaarao.com.br

 
 
 

Artigo Visto: 2725 - Impresso: 276 - Enviado: 15

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.281.671 - Visitas Únicas Hoje: 227 Usuários Online: 82