"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
02/06/2016
O LADRÃO DA ESQUERDA
 

O LADRÃO DA ESQUERDA

http://missionariosmormons.org/files/2008/07/cristo-mormons1.jpg

O Ladrão da esquerda! (Dou este título a todo o texto, pelos comentários que farei ao final, respeitando embora o título do autor cujo texto coloco na inicial)

-------

A lição de Juvenal - Por Gregorio Vivanco Lopes em 31 de maio de 2016

Perde-se o senso da beleza, da dignidade, da compostura, do recato, do pudor. É a civilização que afunda aos poucos na barbárie.

O quase-nudismo que toma conta das cidades modernas vai aproximando as pessoas da prática de se despirem completamente em público, à maneira dos selvagens e dos índios primitivos.

Para as mulheres, são shorts, micro-saias, decotes escandalosos, abdômen e costas de fora, calças apertadíssimas realçando as formas do corpo, ou roupas transparentes. Para os homens, dispensa-se até a camisa, ao mesmo tempo em que uma espécie de bermuda põe em realce a feiura felpuda das pernas.

Tudo quanto as pessoas – homens e mulheres – têm de cicatrizes, deformidades, manchas da pele, partes malconformadas do corpo, ossos salientes, rugas, vai sendo mostrado desinibidamente. Os modos de estar ou de sentar-se em público tornam-se cada vez mais permissivos, provocantes e degradantes. Perde-se o senso da beleza, da dignidade, da compostura, do recato, do pudor. É a civilização que afunda aos poucos na barbárie.

E para apontar bem claramente o termo para o qual se caminha, as manifestações de nudismo completo vão se tornando cada vez mais frequentes. Está ficando comum que pessoas se apresentem nuas nas ruas para protestar contra alguma coisa. Já se fizeram protestos sem roupa contra o preço da gasolina, contra o aquecimento global, por mais ciclovias, contra as touradas, contra o consumo de carne etc. etc. Ou seja, tais reivindicações mais parecem pretexto para propagar o nudismo do que outra coisa. Certas feministas são useiras e vezeiras desse tipo imoral de propaganda.

E para além do nudismo, caminha-se em direção ao amor livre. Simplesmente porque não é possível pessoas conviverem nuas onde quer que seja, sem que o instinto sexual, mesmo nas suas formas mais degradantes, não se veja atiçado e chegue às últimas consequências.

O jornal “O Globo”, em sua edição de 16 de abril de 2016, informa que na praia nudista de Abricó, no Rio de Janeiro, “flagrantes de voyeurismo, masturbação, sexo e até de orgias são comuns, principalmente no meio da semana. A prática é antiga, mas agora ganha escala graças à internet. Fotos e vídeos das ‘festas’ circulam livremente nas redes sociais, e tem até blog direcionado à galera”. O título da matéria é: “Festas com sexo explícito são marcadas em praia naturista do Rio”.

Prossegue a reportagem: “há vídeos de sexo no Abricó em sites pornográficos. O nome da praia é usado como apelo para atrair cliques”. Segundo esse mesmo jornal carioca, Luís Carlos Muniz, conhecido como K9, que tem uma barraca e trabalha diariamente na praia, “diz que não é raro avistar pessoas se masturbando nas pedras que levam à areia e flagrar sexo nas que separam o Abricó da Prainha, de acesso mais difícil. Às vezes, ele encontra casais mantendo relações na areia”.

Alguns chamados “naturistas” alegam que a obscenidade lá existente se deve à falta de fiscalização, pois atos obscenos são ilegais mesmo na praia nudista. Tal arrazoado mais cheira a hipocrisia do que outra coisa. Como agiriam os guardas? Armados e uniformizados, olhando atentamente, com o sobrecenho carregado, o que se passa entre os nudistas, e conduzindo os infratores à Delegacia? Seria isso tolerado pelos frequentadores da praia? Ou os guardas também ficariam nus, e nesse caso que autoridade teriam, como imporiam as regras? Não fosse detestável apresentar essa solução, seria ela perfeitamente ridícula.

Mas há ainda outra consideração a fazer. Se um local necessita ser constantemente vigiado para que nele as pessoas não se entreguem às piores imoralidades e obscenidades, então que lugar é esse? Um bordel? Um campo de concentração de devassos?

Voltemos ao início destas considerações. O famoso escritor latino Juvenal (séc. II), em seu livro de sátiras, escreve: “Nemo repente fuit turpissimus” (Juvenal, Satirae 2.83) – “Ninguém fica depravado de repente”. Será que o espetáculo de semi-nudismo que se tornou habitual nas cidades modernas não prepara as abominações que agora vêm sendo denunciadas nas praias nudistas? Fica a pergunta para o leitor responder.

Fonte:http://ipco.org.br/ipco/a-licao-de-juvenal/#.V1CTu-RCjt8

-------------------

COMENTÁRIO

Troquei propositadamente o título que o autor conferiu ao seu belo texto, porque desejo aproveitar este viés para mais algumas considerações correlatas e depois unir tudo ao final. Na mesma linha da indumentária aviltante que hoje se usa, em especial a de certas mulheres despudoradas, eu fico estarrecido com a repercussão que deram ao “estupro coletivo”, acontecido em uma favela drogada do Rio de Janeiro, quando a mídia do diabo tratou de desviar o foco das atenções para o que mais interessa ao coletivo do país – nossa grave crise – que está indo da calamidade ao abismo.

Uma autoridade máxima do Rio de Janeiro chegou a evocar a pena de morte para o crime hediondo do estupro coletivo, e eu nem diria que algo aberrante assim não mereça tal pena. Quem pode concordar com um crime bárbaro destes? Quem pode, sequer contemporizar ou tentar amenizar a natureza animalesca de tal crime? Esta é a realidade, e devem merecer penas duríssimas os criminosos que praticam tal atrocidade. E sendo um homem, dada a minha natureza pessoal, eu não consigo sequer compreender como é que um homem possa ser tão irracional, tão brutal e mais que animal, ao ponto de praticar um estupro simples, quanto mais coletivamente. Nem os demônios fazem isso!

Fiquemos por hora neste caso. Na internet circulam as fotos aberrantes dos jovens naquela orgia, e agora a polícia caça com fúria os autores do crime, enquanto as feministas do mundo inteiro bradam revoltas contra apenas os rapazes, enquanto uma jovem de comportamento execrável é elevada ao nível de santidade. Então, não olhemos para o que a mídia de esquerda diz nem para o que as feministas exaltadas alegam. Observem o comportamento e a vida daquela jovem. Um horror de criatura, drogada, metida com o pessoal do tráfico, e conivente com a situação. Foi uma destas ONGs quem lhe sugeriu denunciar o estupro de 33 homens. Os depoimentos dos jovens, embora não se aprove o que eles fizeram é contundente. É insuportável ver a tendenciosidade deste caso.

https://3.bp.blogspot.com/-5Bd7G3Ik3os/V0mhj_DwpqI/AAAAAAACy1o/zjewx_ohi9AqxWGzTG_H26E-GEFRWNw4gCLcB/s640/acusados-de-estupro-de-menina-de-16-anos-foram-mortos.jpg

Estas Ongs de esquerda, estas ONGs do diabo, estas feministas de Lúcifer, financiadas com dinheiro público pela esquerda de satanás estão entre os verdadeiros e maiores cânceres da sociedade. Meus textos e livros são testemunhas de que eu amo as mulheres, que defendo com garras a todas as santas mulheres dignas, que buscam cumprir a incrível e esplêndida missão que Deus lhes concedeu, mas não posso ser tão tendencioso ao ponto de achar que todas as culpas recaem sobre o homem. Porque hoje, amigo leitor, o ditado que mais perfeitamente se encaixa nesta devassidão moral que enlameia o mundo é este: o mundo rui, com a ruína da mulher!... Adão vai atrás dela, não na frente! É ela quem mais uma vez, em nome de ser dona do seu corpo, em nome de uma liberdade sem freios se entrega ao inimigo.

Já uma vez houve uma mulher num certo paraíso, que se deixou enganar pela serpente infernal, e hoje nós temos milhares de outras, seguindo a mesma trilha de perdição, levando o mundo para a ruína. Acima o autor fala muito bem sobre as modas. E tanto o homem como a mulher são animais, têm em sua natureza instintos, e, nuns mais, noutros menos, estes instintos podem aflorar à pele, ao ponto de se tornarem incontroláveis. E a pregação deste desgoverno que saiu, acaso não é a da imoralidade? A doutrina deles é exatamente aquela que defende no fundo o estupro a de que gays possam usar o banheiro das mulheres e a de que o sexo seja usado como brinquedo.

Há hoje tanta exposição do nu feminino, as modas são tão provocantes, que já não se pode dizer que tais mulheres se vestem de certas formas “porque se sentem bem”, quando na verdade – novas Evas – elas se vestem assim para seduzir. É este o seu desejo, porque elas sabem insitinivamente que estão erradas, ou seriam seres sem razão. O maior golpe que o demônio deu em muitas destas mulheres, foi fazê-las perder a virtude do santo PUDOR, que descamba para a perda completa da noção do pecado, e da própria racionalidade. Elas precisam literalmente esmagar-se a si próprias para se vestirem assim, ou Deus teria errado na criação delas.

De fato, homens e mulheres foram criados por Deus como seres animais racionais! Mas o que dizer quando a irracionalidade aflora na pele e quando a imoralidade no trajar e no se comportar descamba para o viés de um animal no cio. Mal comparando – ou até bem comparando, como se queira interpretar – normalmente se pode ver pelas ruas, quando uma matilha de cães persegue uma cadelinha no cio. O que atiça os machos a esta disputa é o feromônio que ela solta e que os deixa alucinados. É diferente disso o comportamento de certas mulheres, pelo escândalo sedutor de suas modas imorais?

Ou seja: elas podem realmente reclamar de “machismo”, quando suas vestimentas são a causa da exacerbação do instinto de muitos, que não conseguem se controlar? Podem reclamar quando acontecem estupros? É somente o homem que precisa ter freios, ou a mulher que deve também deixar de emitir os “feromônios” que brotam da exposição agressiva do seu corpo? Digo com absoluta certeza e podem pesquisar a vontade: vai um abismo entre uma mulher trajando um talier bem comportado e outra trajando calça masculina apertada. A primeira chama para o rosto, a segunda para o corpo. A primeira mostra a alma, a segunda os genitais! E isso, caro leitor, acontece não somente com os homens, mas também elas entre si. E São Nilo previu isso já nos anos 430. Por que elas não leem a história de Santa Angela de Foligno e seguem o seu exemplo? Não digo que todas precisam ler, mas muitas!

Hoje, se pode dizer, sem medo de errar que, no mínimo, a culpa de qualquer acontecimento trágico destes é meio a meio. Melhor dizendo, isso era até umas décadas atrás, hoje a culpa maior é de quem provoca, tanto que a veste sedutora, a verdadeira orgia com que buscam a esculturação do corpo feminino, que chega ao cume da idolatria, não somente exacerba o instinto masculino, como também o feminino. Interessante é que, o mesmo portal de notícias que condena o “estupro coletivo” e beatifica uma infeliz prostituta, não olha para a notícia de uma mãe e uma filha que matam o pai por dinheiro, nem a outra que atrai o namorado para o quarto para transar e no meio da relação amorosa ela saca de uma faca e o esfaqueia por prazer de vê-lo sangrar até a morte. E quantos casos assim! Ou seja: está meio a meio, se já não terás culpa maior a mulher que provoca!

Mudando agora de foco, ontem eu assisti a um discurso do Senador Magno Malta, já tarde da noite, mesmo que diante de apenas dois senadores. Articulado, extremamente preciso, coerente, ele discorreu sobre diversos assuntos, da maior importância nacional, e dos requerimentos que ele encaminhou para que se abram CPIs a fim de investigar, por exemplo, a máfia dos artistas, que carrearam para absurdos milhões de reais das empresas públicas, citando até mesmo os Correios, que é a unha encravada do meu trabalho. Eu nunca vi nada mais desorganizado, mais absurdo, mais inoperante. Um órgão público que não tem dinheiro para contratar e preparar carteiros, investe milhões em olimpíadas  e em outra aberrações culturais. Porque olimpíada, nos moldes de hoje é SIM, aberração.

http://www.alagoastempo.com.br/vgmidia/resize/1000/auto/imagens/100517_ext_arquivo.jpg

Mas a certa altura o Senador Malta evoca a Bíblia – ele é evangélico – quando falava do roubo, das quase infinitas quadrilhas que o governo recém defenestrado montou “nesti paíx”, para não somente dilapidar o patrimônio público, como para nos atirar como nação na lata de lixo da história, como fôssemos o país do ridículo e a escória da humanidade. Então ele mencionou o “ladrão da esquerda”, aquele ladrão pervertido que foi crucificado ao lado de Jesus, ao qual a Bíblia nem sequer dá o nome, porque não quis saber de conversão, como Dimas, o da direita. E como ele deixou no ar esta parte, e fez isso de propósito, como para indicar que todo aquele que é de esquerda é um ladrão, em minha mente uma nova faceta surgiu, como vou explicar.

De fato, não se pode afirmar com letras seguras que, diretamente, todo aquele cidadão de esquerda é ladrão. Sem dúvida! Entretanto, se não o é diretamente é um ladrão indireto, na medida em que aprova os atos daqueles que roubam. Se eu estivesse num partido cujo líder é comprovadamente um corrupto, um ladrão contumaz, um ser devasso, um trapo vivo que já parece nada ter de humano, um agitador sanguinário, eu JAMAIS permaneceria num partido destes e bem ao contrário, o denunciaria publicamente. Como fez o Magno Malta! E claro, jamais me filiaria num partido que possui lideranças deste tipo, até porque significaria dar aval aos seus atos pregressos.

https://i.ytimg.com/vi/7S8dAS9w-bk/maxresdefault.jpg

Mas, incrivelmente, mesmo diante disso tudo, vemos ainda uma legião de pessoas defendendo gente desta laia abominável, desprezível, ordinária, ladra, corrupta ao extremo, e como não têm argumentos válidos atiram nos outros, o que significa que assumem a culpa, enquanto a tentam negar. Dizem pateticamente em sua defesa que “fulano e sicrano” também fizeram a mesma coisa, entretanto, porque lhes convinha, tendo oportunidade e até o dever de combatê-los, no momento oportuno não os denunciaram. Com isso assumem que são também corruptos! E permanecem no erro, mesmo diante da gritante evidência dos fatos, continuam defendendo seus líderes.

Uma das grandes bandeiras da esquerda corrupta e corrompedora que se infiltrou dentro destes partidos diz respeito a tudo aquilo que promove a cultura da morte. Defesa intransigente do homossexualismo, do casamento de pessoas do mesmo sexo, a descriminalização do aborto, o sexo com menores, a pedofilia – no que indiretamente defendem o estupro – e isso tudo a tempo em que lutam até o desespero no sentido de fazer com que a juventude, a adolescência e mesmo a infância possam ser usadas e abusadas nestas práticas, não somente delituosas, mas criminosas. E isso eles o fazem despenalizando um assassino menor de 16 anos, impedindo de que seja apanhado pela lei – por não ter consciência do que faz – isso enquanto permite que ele vote, para escolher um Presidente... Da laia nefasta daquela que saiu como comprovam os seus nefastos atos.

Diante de todos os males que a esquerda já cometeu no mundo, diante de todos os crimes que ela tem praticado, diante dos estragos brutais que ela promoveu e promove em todas as nações, diante da fome que provoca, diante da dilapidação do patrimônio público, diante da roubalheira generalizada, todo aquele que é de esquerda, que continua apoiando a esquerda, já nem se pode dizer que é apenas um “ladrão da esquerda”, ele é um psicopata, que precisa de tratamento, ou de internação num manicômio. No mínimo ele é um ladrão de almas, na medida em que, com suas avalanches de mentiras, consegue ainda enfeitiçar as mentes de tantos incautos, que são capazes de matar para que prolifere e continue o descalabro criminoso desta seita que age em conluio com as trevas.

Creio que o pecado capital da esquerda é a inveja! Mas uma inveja aliada ao ódio contra quem tem mais. Uma inveja cega, um ódio bestial, que aceita o jugo do diabo ao ponto de jogar os pobres contra os ricos, mas não com o intuito de melhorar a vida dos pobres, e sim UNICAMENTE para se locupletarem das benesses dos ricos. O que não conseguem obter por via do trabalho e da capacidade empresarial, se propriam pelo roubo da nação. Enquanto eles dão 30 reais para os baderneiros promoverem invasões de propriedades alheiras e quebradeiras em órgãos públicos, na outra ponta vivem eles em régias mansões e gordos salários. Noutro dia se pode ver no youtube um trabalhador revoltado, queimando da bandeira da CUT, enquanto lamentava ter sido induzido por eles a fazer greve contra a empresa que o empregava, e agora na rua, não encontra amparo daqueles que o induziram à greve, que acabou por levar à falência da empresa onde ele trabalhava.

Como pode ser eleita uma senadora que chega ao absurdo inaudito de dizer: “que a classe média fique em sua insignificância pagando impostos para que a classe trabalhadora possa se dar bem”. Que faz a tal de classe trabalhadora dela, se não existe um empregador e empreendedor com capital para tocar uma empresa, e também com “saco” para aturar os desmandos de milhões de empregados que não valem nem merecem o salário pelo que produzem? Um depende do outro, entretanto é mil vezes preferível que se mantenha uma empresa pagando os impostos e empregando, do que milhares de sanguessugas de antes, agora na rua desempregados. O absurdo chega a tal ponto de pretenderem creditar a um governo de quinze dias a culpa dos 11% de desempregados que eles deixaram.

http://i67.tinypic.com/2638mxx.jpg

Assim, o título que dei “O Ladrão da Esquerda”, se aplica não somente a aqueles tendenciosos que, na sua absurda cegueira e já loucura, se atiram com sua inveja, raivosa, odiosa e criminosa contra aqueles que têm um pouco mais – ao tempo em que se apossam dos governos e julgam que os recursos arrecadados são sua propriedade particular – ou seja, buscam com avidez ensandecida a riqueza pela via do assalto, na outra ponta odeiam o trabalho, na medida em que julgam infinitos, recursos que são escassos. Me apontem um só dos governantes, dos seus ministros e dirigentes de estatais que saíram, que tenha sido um empresário bem sucedido. O Brasil tem sido governado por um iletrado e falido dono de uma tornearia, e depois repassado nas mãos de uma dona de loja 1,99 falida. Por alguém que na infância comia mandacarú e depois por outra que era mestra em manejar uma metralhadora.

Mas me revolta mil vezes mais quando tais pessoas assaltam as mentes dos incautos com seu bandido sistema de governo, e não contentes em roubar a nação, ainda buscam destruir a moral, pregando sua cultura de morte. A moral cristã é definitiva, e absoluta! No seu discurso o Senador disse que é combatente radical contra o aborto, em absolutamente todas as circunstâncias, mesmo em caso de estupro – e eu penso da mesma forma – mas o berreiro da esquerda bandida e da militância feminista é que o governo entrante é obrigado a colocar na Secretaria dos direitos da mulher, uma abortista. Ora, num país onde a maioria dos cidadãos é pelo menos cristão, e todo verdadeiro cristão deve ser contra o aborto, com que direito eles exigem que uma abortista comande o setor da sociedade, que para defender a mulher deve obrigatoriamente defender a vida, que a mulher gera?

Então o “ladrão da esquerda”, aquele que não tem nome, passa a ser todo aquele que defende tudo o que é contra a lei de Deus, não somente o roubo de bens e a corrupção por causa dos bens materiais, mas acima de tudo um “ladrão de almas”, porque defende um estatuto que prevê a obrigatoriedade de aprovar tudo aquilo que ofende a Lei de Deus, o que atenta contra a vida dos nascituros, o que leva as pessoas pelo caminho da morte eterna. Isso porque, pela doutrina católica, todo aquele que se filia a um partido, ou vota num candidato criminoso que defende o aborto, está em estado de pecado grave, não pode participar dos Sacramentos da Igreja, e para voltar ao seu convívio pleno deve se confessar e abjurar solenemente dos males que defendeu. Sendo bem claro: está excomungado da Igreja!

Há partidos no Brasil que contêm estes dispositivos em seus Estatutos e Resoluções partidárias, os quais não somente obrigam o participante a aprovar o aborto, como ameaçam de expulsão a quem discordar desta orientação. Mas a Escritura diz: se teu olho te faz pecar, arranca-o fora, porque é melhor entrar no Reino dos Céus sem um olho, do que ir para o inferno com os dois. E o mesmo se diz das mãos! Ora, todos aqueles que continuam a defender as posições indefensáveis destes partidos, os crimes dos seus dirigentes, a corrupção dos seus líderes, os desmandos que eles provocaram, o estrago que causaram para 200 milhões de brasileiros – para eles inclusive – não se podem furtar de serem incluídos no lado esquerdo do Crucificado, e se insistirem nisso terão o mesmo destino de Gesmas. Quer se salvar: larga disso enquanto há tempo!

De fato, segundo revelações particulares Gesmas era o nome do ladrão da esquerda. Gesmas é então o nome de todo aquele que se une e aprova os atos desta quadrilha de degenerados mentais, de verdadeiros psicopatas, que roubam as riquezas das nações, que roubam a paz dos povos com suas contínuas revoltas, greves, assaltos, invasões, destruições e dilapidações do patrimônio público – tudo em nome do seu regime corrupto – e Gesmas é também o nome de todo aquele que defende uma camarilha imoral, que prega o aborto, que defende a causa gay, que prega a pedofilia e defende a eutanásia, e Gesmas é o nome maldito de todo aquele que tenta corromper a juventude, e mil vezes maldito Gesmas é aquele que defende que uma criança de seis anos possa escolher o sexo que pretende adotar.

Num momento assim, sabendo que tivemos pessoas assim no comando da nossa nação, não se pode ainda ter vergonha de ser brasileiro, mas com certeza se deve ter VERGONHA de ter entre os brasileiros aqueles que defendem tudo isso, e que tal eles fazem, porque se estivessem no lugar dos seus líderes fariam o MESMO. Dá vergonha de um país – ou quem sabe devemos assumir a culpa – onde o nosso sistema educacional consegue produzir mentes tão degeneradas, capazes de julgar tudo isso como um direito, que este é um caminho de liberdade, quando se trata de uma conduta abominável, de procedimentos desprezíveis que relegam seres racionais abaixo até das criaturas impensantes, dos animais irracionais. Tudo isso é contra a dignidade do próprio ser humano, coisa de quem se nega a si mesmo e a sua racionalidade, no que renega até a própria filiação divina.

Assim, o governo entrante, embora esteja quase sufocado pela mesma erva daninha, esteja cheio de gente que fez uso e aprovou as mesmas práticas, tem apenas uma chance, e tem que provar isso nos 165 dias que seguem. O grande obstáculo que vejo para seu sucesso está talvez na quantidade tão grande de desmandos, na obrigação de desmontar um tão infindável número de quadrilhas ainda em ação, que ele não tenha tempo de fazer outra coisa. De fato, não basta dizer que a “lava jato” não será mexida, tem que dizer: a lava jato será ampliada, reforçada, e nela devem ser postos outros brasileiros especialistas, cujo cérebro não esteja contaminado pelo verme da esquerda, e cujas mãos não estejam machadas pela corrupção, nem física nem moral. Nem que se encham mil prisões!

Porque se não fizerem as coisas corretamente, de modo a que se complete a expulsão daqueles que nos puseram a modo de latrina de todos os povos, dos que nos julgam como uma espécie doentia de mentecaptos e riem da nossa cara quando lhes apresentamos um passaporte, quando se completar este curto tempo quem sabe nós teremos cumprida a profecia sobre o comunismo, porque voltarão com ódio redobrado, com inveja ampliada aqueles que nos fizeram de trapos. Então usando a mesma Escritura se poderá dizer que “a porca lavada volta a revolver no lamaçal, e o cão retorna ao próprio vômito”. Rezemos para que Deus não permita isso, nem que este governo se torne igual!

No mais se sabe que, quanto mais se afundarem as pesquisas nos desvarios praticados nos órgãos públicos, mais o vômito da esquerda se fará presente, porque está em toda parte. Um país que tem dinheiro para gastar 4,5 milhões doados ao Luan Santana para um show com venda de ingressos, e dar 19,5 milhões para dar ao “cirque du suléil”, fazer a mesma coisa, é óbvio ululante que deseja matar seus filhos – os pobres dos quais usa e abusa – nos pronto socorro dos hospitais. Um país que gasta dezenas de bilhões com copa do mundo de futebol e olimpíadas, com estádios e infraestrutura é certamente um país que não deseja o bem estar da nação, e sim arrumar fórmulas e meios de juntar capitais em obras, de onde brotam bilionárias comissões e propinas astronômicas e escandalosas.

https://2.bp.blogspot.com/-VsQDJ4hOd_Q/V0XtI0NBHwI/AAAAAAAAADc/STRJttYqFYAIz-FGgEeqHdE0wAt4lnT4wCLcB/s640/Ferrari%2B0%2BKm%2Bde%2BLuan%2BSantana%2Bda%2BLei%2BRouanet.jpg

Como se faz para frear tudo isso? Li um artigo sobre o que aconteceu no Chile com a mesma claque torpe, que tinha afundado o país até o limite do impossível retorno. A fórmula usada pelos militares para sufocar a goela dos gritadores foi amarrar nos pés deles um balde de cimento, e os jogar no mar. Alguém vai dizer que sou a favor da pena de morte, mas acaso não foi Jesus quem preconizou tal atitude a quem escandalizar? Melhor seria que se lhe amarrassem uma pedra ao pescoço e fosse atirado no mar! Ou não é escândalo o que fizeram com nosso país? É ou não é escândalo perverter crianças inocentes com cartilhas diabólicas? É ou não um é escândalo este universo de quadrilhas diárias, infiltradas em todos os departamentos do governo e que colocam em risco a vida toda a nossa nação?

http://3.bp.blogspot.com/-3BS-T2WWTVw/VhNhKoD0I0I/AAAAAAAABeU/vpJ4qCp1Wdw/s1600/crise%2Bfilme%2Bjean.jpg

Lembro que também o Catecismo da Igreja é a favor da pena de morte, embora eu ache que não seja preciso se chegar a este extremo. Mas pergunto: mesmo se presos, é justo que se continue a alimentar a aqueles que, com seus desvarios de esquerda nos puseram no mesmo caminho da faminta Cuba e da famélica Venezuela? Então o mínimo que o governo entrante deveria fazer seria deportar a todos aqueles que não desejam o combate à esta corrupção desenfreada, os que continuam defendendo tais escândalos, e que eles sejam remetidos de presentes para o seu mau mestre Fidel Castro, para o insano Maduro e o cocaleiro Evo Morales. Ao invés de lhes dar ainda régias aposentadorias como “refugiados políticos”, deixe que recebam o mesmo tratamento que teríamos todos, se nada impusesse um freio a estes desastrados, que justamente nos queriam dar Cuba e Venezuela.

http://folhacentrosul.com.br/public/imagens/9d55a112ae04480d0f206c4c21dacb25.jpg

Maduro, o psicopata comunista, dissolve Congresso e o terror toma conta da Venezuela

Agora eu me pergunto duas coisas, para os quais não tenho resposta, mas gostaria de ter: 1 – Acaso esta situação que vivemos até aqui já foi a do comunismo profetizado para o nosso país? 2 – Seria que as nossas orações suplicantes para Nossa Senhora estão já estão surtindo efeito e não tenhamos que passar pela prova de sangue do comunismo ateu? São duas incógnitas que somente o tempo nos fará entender, mas desde já gostaríamos que fossem realidade. E obviamente que não existe outro caminho: ou rezamos e muito para que Deus ouça o nosso clamor e resolva por nós esta dramática situação, ou teremos de volta o mesmo bando cínico de hienas, que fez da nossa pátria uma carniça, enquanto gargalhava da nossa inércia, achando que nunca seria pega.

No mais, e unindo o tema do artigo acima, ao viés que apresentei, nós temos novamente diante de nós a Cruz: ou caímos de joelhos diante de Jesus para que obtenhamos um perdão nacional da direita, um pacto social e nacional, capaz de nos retirar deste buraco, ou nós nos afundaremos na imoralidade comunista, na corrupção, na roubalheira generalizada do Gesmas da esquerda, aquela que deu em toda nossa nação um verdadeiro estupro coletivo.

Dimas ou Gesmas, a escolha é nossa. Entre os dois a Cruz e o Crucificado! Como queremos o bem dos nossos filhos e de todas as gerações futuras, façamos como a suplicante Maria aos pés da Cruz e a coloquemos como nossa Medianeira diante de Jesus, clamando: Nossa Senhora Aparecida, livrai o Brasil do Comunismo, do terrorismo, e dai-nos a paz. Amém! (Aarão)

Fonte: http://recadosdoaarao.com.br

 
 
 

Artigo Visto: 1208 - Impresso: 22 - Enviado: 10

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 2.891.908 - Visitas Únicas Hoje: 102 Usuários Online: 135