"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
31/01/2019
20 toneladas de Ouro vão sair da Venezuela. Destino? Desconhecido.
 

20 toneladas de Ouro vão sair da Venezuela. Destino? Desconhecido.

30 de janeiro de 2019

Para onde Maduro vai mandar 20 ton de ouro?

https://cointimes.com.br/wp-content/uploads/2019/01/WhatsApp-Image-2019-01-30-at-11.42.31-1-1280x385.jpeg

O parlamentar venezuelano José Guerra lançou uma bomba no Twitter nesta terça-feira (29/01/29): o Boeing 777 russo que havia pousado em Caracas no dia anterior estava lá para levar 20 toneladas de ouro dos cofres do banco central do país.

A alegação gerou uma onda de especulação e indignação da mídia social. Quando perguntado como ele sabia disso, Guerra não forneceu evidências.

Apenas outro comentário estranho de um legislador tentando chamar a atenção para a situação difícil da Venezuela devastada pela crise? Talvez não. Por um lado, Guerra é um ex-economista do banco central que permanece em contato com antigos colegas de lá.

Por outro lado, uma pessoa com conhecimento direto do assunto disse à Bloomberg News que 20 toneladas de ouro foram reservadas no banco central para serem carregadas. Com valor de US $ 840 milhões, o ouro representa cerca de 20% de suas participações do metal na Venezuela, disse a pessoa.

Ele não forneceu mais informações sobre planos para essas barras.

Com o presidente Nicolas Maduro perdendo o controle das já escassas finanças e reservas do país graças às sanções dos EUA, quem pode colocar as mãos nas 200 toneladas de ouro do país em Caracas e no exterior se tornou uma questão-chave. A nação deve bilhões a seus patronos, Rússia e China, bem como aos detentores de bônus da dívida, e também precisa de moeda forte para comprar alimentos para seu povo faminto.

A Venezuela vem tentando há anos aumentar suas reservas de ouro, incentivando a mineração, colocando os militares no comando de vastos territórios que produzem o metal precioso. A empresa estatal responsável por processar o ouro, derretendo-o, chama-se Minerven. Soldados regularmente descarregam esse ouro derretido em veículos blindados com destino ao banco central e outros lugares.

Os EUA têm trabalhado para colocar Juan Guaido, o chefe da Assembléia Nacional, que diz ser o legítimo presidente da nação, encarregado das finanças venezuelanas e que quer fazer o regime morrer de fome financeiramente.

Na semana passada, o Banco da Inglaterra negou o pedido de autoridades de Maduro para retirar US $ 1,2 bilhão de ouro armazenado depois que altos funcionários dos EUA, incluindo o secretário de Estado Michael Pompeo e o conselheiro de segurança nacional John Bolton, pressionaram seus homólogos do Reino Unido a cortar o ativos do regime no exterior.

Na segunda-feira, um avião pertencente à Nordwind Airlines, uma popular operadora russa sediada em Moscou, pousou no aeroporto internacional perto de Caracas, segundo o site de rastreamento de voos FlightRadar24. Um porta-voz da Nordwind se recusou a comentar na quarta-feira sobre o propósito do voo.

O ministro das Finanças, Simon Zerpa, recusou-se a comentar sobre o ouro do país e disse que não havia avião russo no Aeroporto Internacional Simon Bolivar.

“Vou começar a trazer aviões russos e turcos toda semana para que todos fiquem com medo”, disse ele.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia não tem informações sobre o jato da Nordwind, informou a porta-voz Maria Zakharova em uma mensagem na quarta-feira. Não há planos para retirar russos da Venezuela, disse ela.

Suporte do Kremlin

https://cointimes.com.br/wp-content/uploads/2019/01/putin_russia-1024x632.jpg

Putin com Maduro - Foto: Kremlin/Divulgação

“A Nordwind faz um grande número desses vôos para fazer o pedido”, disse Oleg Panteleyev, diretor do AviaPort, um consultor de aviação de Moscou. “Como regra, não há muitos pedidos para a Venezuela, então este país não pode ser chamado de um destino popular entre os russos”, embora não haja proibição oficial de fretar uma aeronave no país, disse ele.

O Kremlin tem dado apoio ao país latino-americano nos últimos anos, tornando-se um dos maiores beneficiários de empréstimos e investimentos russos e um posto avançado da influência de Moscou em uma região dominada pelos EUA. Mas a Rússia tem sido reticente em comprometer mais capital, especialmente porque os funcionários da oposição disseram que não poderiam honrar todas as obrigações do governo de Maduro.

A Rússia prometeu “fazer tudo” para proteger Maduro dos esforços norte-americanos para derrubá-lo, já que o governo Trump emitiu novas sanções contra a Venezuela na segunda-feira, sem detalhar os próximos passos.

Um alto funcionário do Ministério das Finanças da Rússia, enquanto isso, advertiu que a Venezuela poderia ter problemas em cumprir com os pagamentos de um acordo de renegociação de dívidas de US $ 3,15 bilhões em 2017. A próxima parcela de US $ 100 milhões deve ser paga em março. O ministério disse depois que a Rússia espera que a Venezuela cumpra suas obrigações, de acordo com um comunicado enviado por email.

Texto traduzido e adaptado da Bloomberg.

Fonte:https://cointimes.com.br/venezuela-tem-20-ton-de-ouro-prestes-a-sair-do-pais-destino-desconhecido/

---

 
 
 

Artigo Visto: 286 - Impresso: 1 - Enviado: 1

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.479.115 - Visitas Únicas Hoje: 1.023 Usuários Online: 194