"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
24/03/2014
Venezuela: Guarda Bolivariana lança ameaças de morte contra fiéis que rezavam o terço
 

 Venezuela: Guarda Bolivariana lança ameaças de morte contra fiéis que rezavam o terço

24/03/2014

http://4.bp.blogspot.com/-Qt6xyzjI8G0/UzF9U7DXVnI/AAAAAAAABa4/SrczJAav70U/s1600/1394136274_409921_1394136572_noticia_normal.jpg

CARACAS, 24 Mar. 14 / 10:19 pm (ACI).- Na localidade de Tachira (Venezuela) membros da Guarda Nacional Bolivariana (GNB), ingressaram violentamente na urbanização Romulo Colmenares, onde ameaçaram de morte um grupo de fiéis que estavam rezando o rosário pela paz no país.

"Enquanto terminavam de elevar uma prece pela Venezuela em um circulo de oração que formam todas as noites, há 40 dias aproximadamente, os vizinhos do bairro Romulo Colmenares foram alertados de que se aproximavam tanques e efetivos da Guarda Nacional. Todos nos dispersamos e até mesmo nos escondemos em casas diferentes. Cortaram a luz, quebraram as janelas, nos e atiraram contra nós”, disse uma senhora chorando.

Esta senhora falou ao Jornal La Nación, da região andina da Venezuela, que membros da guarda bolivariana ameaçaram matar e “massacrar” os moradores se continuassem com a “protesta” (referindo-se à oração do terço em praça pública).

Em meio aos protestos contra o regime do Nicolas Maduro que seguem abalando a Venezuela, a imprensa informou sobre a morte de Adriana Urquiola, 28, e Rosalba Perez, que acompanhava a mulher assassinada e que estava grávida de 5 meses. Ambas foram mortas ao sair de um ônibus, e não participavam do protesto.

Por sua parte, o Governo continua sua ofensiva judicial contra os líderes da oposição.

Esta segunda-feira a Assembléia Nacional -controlada pelo chavismo-, anunciou a cassação do mandato da deputada Maria Corina Machado, acusada de promover as manifestações. Diosdado Cabello, presidente do Parlamento disse que a destituição veio depois da participação da deputada na sexta-feira em uma reunião da Organização de Estados Americanos (OEA) como "representante substituta" do Panamá.

Esta reunião na OEA incluía um ponto de debate sobre a Venezuela, mas o tema foi excluído da agenda com os votos dos países aliados do governo de Maduro.

 

Fonte:http://www.acidigital.com/noticia.php?id=26887

 
 
 

Artigo Visto: 986 - Impresso: 18 - Enviado: 9

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 4.003.679 - Visitas Únicas Hoje: 1.580 Usuários Online: 328