"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
23/05/2014
Drogas para Mudança de Sexo Serão Oferecidas à Crianças de 9 Anos de Idade no Reino Unido
 

 

Drogas para Mudança de Sexo Serão Oferecidas à Crianças de 9 Anos de Idade no Reino Unido

quinta-feira, 22 de maio de 2014

http://i.telegraph.co.uk/multimedia/archive/02914/Zach-Avery-_2914746b.jpg

Medicamentos bloqueadores da puberdade serão oferecidos à crianças de nove anos pelo NHS (serviço de saúde público britânico), como um primeiro passo para a cirurgia de troca de sexo, dizem os médicos.

Crianças a partir dos nove anos estão para ser receitadas com medicamentos que atrasam o início da puberdade, como o primeiro passo para uma operação de mudança de sexo.

O tratamento será oferecido por uma organização do NHS para as crianças que estão tão incomodadas com o seu sexo para que elas possam querer passar por uma cirurgia drástica após a adolescência, de acordo com o Mail on Sunday.

Mas a decisão foi atacada por críticos que descreveram a decisão de oferecer o tratamento em uma idade jovem como "horrorizante" e pediram uma investigação imediata.

http://i.dailymail.co.uk/i/pix/2012/02/21/article-0-11D29271000005DC-413_634x375.jpg

Zach Avery, um das crianças mais jovens a serem tratadas com Transtorno de Identidade de Gênero, decidiu aos cinco anos de idade que queria viver como uma menina

Injeções mensais de drogas conhecidas como bloqueadores do hipotálamo são utilizadas para retardar o desenvolvimento de órgãos sexuais das crianças, bloqueando a produção dos hormônios testosterona e estrógeno.

Em garotos, isso impede que a voz se torne grave e o desenvolvimento de pêlos faciais, enquanto nas meninas ele para o ciclo menstrual e o desenvolvimento da mama, em cada caso, tornando qualquer operação futura de mudança de sexo "mais simples".

Os médicos da Fundação do NHS Tavistock e Portman Foundation Trust, disseram que um estudo do tratamento em pacientes com "disforia de gênero", com idades entre 12 a 14, tinha sido bem sucedido e que poderia agora ser oferecido ainda mais cedo.

Dr. Polly Carmichael, que liderou o estudo, disse que o tratamento futuro seria oferecido com base na "fase e não idade", o que significa que poderia ser oferecido para as crianças ainda mais jovens do que aquelas que participaram do teste.

"Nós estamos falando sobre a interrupção da puberdade na faixa normal da puberdade, então eu acho que a idade mais jovem pode ser nove ou dez anos", disse ela.

Apenas as crianças que atendam a determinados critérios, incluindo ter permissão de seus pais e sem problemas de saúde mental serão elegíveis, acrescentou.

Mark Pritchard, deputado conservador, pediu uma investigação sobre a decisão da fundação para fornecer o tratamento em uma idade tão jovem , especialmente num momento em que os orçamentos para medicamentos que salvam vidas contra o câncer estão sendo diminuídos.

Seu colega Andrew Percy acrescentou: "Eu acho que muitas pessoas vão ficar horrorizadas com a idéia de um ser humano de nove anos de idade receber uma droga que efetivamente impede o desenvolvimento e amadurecimento natural".

 

 Fonte:http://www.anovaordemmundial.com/2014/05/drogas-para-mudanca-de-sexo-dadas-a-criancas-de-9-anos-de-idade-no-reino-unido.html?

--------------------------

Puberdade precoce é 10 vezes mais frequente em meninas

Publicado 24/01/13

http://www.medclick.com.br/saude-infantil/imagens/puberdade.jpg

Sua filha tem menos de oito anos, é mais alta que as coleguinhas e já precisa usar sutiã? Seu garoto tem menos de nove e ele já precisa usar desodorante? Fique atento, pois esses podem ser sinais de puberdade precoce, um desenvolvimento acelerado das características sexuais em um momento inadequado da vida da criança.

Segundo o endocrinologista Durval Damiani, chefe da Unidade de Endocrinologia Pediátrica do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP), a puberdade é um processo natural de maturação biológica que acontece normalmente nas meninas entre os oito e os 13 anos e nos meninos entre os nove e os 14. Nas meninas, o aparecimento de sinais como mamas, pelos pubianos, muita altura e menstruação antes dos oito anos pode representar um quadro de puberdade precoce. Nos meninos, aumento dos testículos e o surgimento de pelos pubianos indicam a possibilidade da condição, que não necessariamente é uma doença. 

A puberdade precoce é 10 vezes mais frequente em meninas do que em meninos. Em grande parte das vezes, em ambos os sexos, não há uma causa definida, e não necessariamente a criança necessita de um tratamento. Nesses casos, os sinais são apenas um despertador que avisa que o corpo da criança está se transformando em um corpo de adolescente. Em uma consulta pediátrica, o médico faz os exames clínicos e diagnostica a puberdade precoce. Se achar necessário, encaminha o paciente para um endocrinologista, que vai investigar as causas por meio de exames laboratoriais, acompanhar o desenvolvimento da criança e avaliar se é necessário um tratamento.

Corpo de adolescente, jeito de criança

O endocrinologista pediátrico Paulo Solberg, integrante do Departamento Científico de Endocrinologia da Sociedade Brasileira de Pediatria, explica que algumas crianças podem tornar-se adultos mais baixos, devido ao crescimento ósseo muito acelerado durante um curto período. Para essa situação, há medicações que funcionam como bloqueadoras dos hormônios da puberdade. O tratamento com esses remédios desacelera o processo e melhora a altura final no futuro.

Outro benefício do tratamento está relacionado aos possíveis transtornos psicológicos e de comportamento associados a esse desenvolvimento sexual precoce. Segundo o especialista, ter um corpo de adolescente quando ainda se tem comportamento de criança pode fazer a criança se sentir diferente e constrangida. Outra situação comum é os pais exigirem do filho um comportamento de adolescente, motivados pela aparência física, e esquecerem que ele ainda é uma criança. Além do tratamento com os bloqueadores de hormônios, os pais devem conversar com o pequeno, explicar o que está acontecendo com o seu corpo e aceitar que ele se comporte como uma criança, de acordo com a sua idade cronológica.

Quanto antes diagnosticada, maior o sucesso do tratamento

Apesar da puberdade precoce ter causa desconhecida na maioria das vezes, em alguns casos é possível que o processo tenha uma causa secundária, motivada por diversos outros problemas de saúde. Tumores em glândulas endócrinas, como útero, testículos e hipófise, localizada no cérebro, podem resultar em puberdade precoce. No entanto, situações de tumores são muito raras e devem ser avaliadas caso a caso por especialistas. Ter acesso a hormônios sexuais durante a infância, presentes em alguns cremes de pele e em comprimidos anticoncepcionais, também pode estimular o processo.

Há mais chances do desenvolvimento precoce ter uma causa secundária nos meninos do que nas meninas. Por isso, em geral, a puberdade precoce pode ser mais perigosa neles. Em ambos os sexos, o sucesso do tratamento está ligado ao diagnóstico antecipado. Quanto antes os pais observarem as mudanças no corpo das crianças e levarem os filhos ao médico, menor a possibilidade de haver problemas sérios no desenvolvimento da criança. O acompanhamento do pediatra na vida da criança também é indispensável, mesmo que ela já seja quase um adolescente.

 

Fonte:http://www.clieme.com.br/noticia.php?id=200

 
 
 

Artigo Visto: 1316 - Impresso: 27 - Enviado: 6

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.942.391 - Visitas Únicas Hoje: 1.057 Usuários Online: 224