"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
22/09/2013
Jesus x cientistas: quem faz mais milagres?
 

Jesus x cientistas: quem faz mais milagres?

Por em 12.04.2012 as 17:00
 

 

Muito progresso científico já foi feito desde que Jesus andou pela Terra. Nesse tempo todo, será que os cientistas já conseguiram replicar os milagres ou o filho de Deus ainda está inalcançável?

Virgem grávida

De acordo com a Bíblia, Cristo foi concebido imaculadamente. Hoje, isso acontecer não é nem um pouco impossível, graças à inseminação artificial, quando não é necessário sexo. O primeiro processo desse tipo foi realizado em 1786, por Lazzaro Spallanzani, em um cachorro. John Hunter fez o mesmo com um humano apenas quatro anos depois. Hoje, já é um método comum.

Transformar água em vinho

Infelizmente, ainda temos que pagar caro por um bom vinho. Até onde eu sei, nenhum cientista cogita a ideia de transformar água em vinho. Uma pena, eu diria – e ponto para Jesus.

Curando um aleijado

De acordo com a Bíblia, Jesus curou um homem aleijado, que conseguiu sair andando. Os cientistas já deram os primeiros passos nesse ponto. Vários grupos já estão desenvolvendo terapias para que paraplégicos consigam andar e ficar de pé, ancorados em nervos de plástico, ou estimulando nervos independentes do cérebro.

Alimentando o povo

Não, os cientistas não conseguem multiplicar os pães e peixes. Entretanto, avanços na agricultura e na genética fizeram com que a produção alimentícia crescesse dramaticamente desde a década de 60. O uso de fertilizantes também vem ajudando a multiplicar os nossos alimentos.

Fazer os cegos enxergarem

Jesus fez um homem cego ver. Hoje, os cientistas fazem isso constantemente. Quase metade dos casos de cegueira é decorrente da catarata, a degeneração dos olhos. Com um procedimento de 15 minutos, oftalmologistas conseguem restaurar a visão do paciente.

Com cirurgias laser, médicos podem curar miopias e outras alterações visuais. Em alguns casos, os cientistas conseguem fazer a visão da pessoa ficar duas vezes melhor do que a normal. Por essa nem Jesus esperava.

Ressureição de Lazaro

Após quatro dias de morte, Jesus ressuscitou Lazaro. Será que a ciência conseguiu isso? À parte de eletrochoques e outros métodos de ressurreição, os cientistas ainda não conseguiram descobrir um método de devolver a vida após um período maior. E como os tecidos humanos apodrecem muito rápido sem oxigênio, nesse ponto Jesus tem o monopólio da técnica.

Mesmo assim, o biólogo Mark Roth e colegas estão desenvolvendo uma técnica para colocar e retirar animais de um estado de quase morte, chamado de “animação suspensa”. Eles descobriram que a maior parte dos mamíferos possui um gene dominante que permite uma “flexibilidade metabólica” similar a dos ursos quando hibernam no inverno.

“Nós usamos o termo animação suspensa para um estado onde todos os processos vivos observáveis são parados: os animais não se movem ou respiram, e o coração não bate. Nós conseguimos colocar alguns animais nesse estado por até 24 horas”, afirmam os pesquisadores.

Caso isso pudesse ser aplicado em humanos, seria o mesmo que dar tempo para que médicos pudessem fazer reparos em traumas e prevenir a perda de sangue.

Talvez na próxima vinda de Jesus, os milagres tenham que ser ainda mais impressionantes! [MSN]

 

Fonte:http://hypescience.com/jesus-x-cientistas-quem-faz-mais-milagres/

 

O novo projeto do Google quer tornar os seres humanos imortais

Por em 20.09.2013 as 15:00

do_you_really_want_immortality_by_chryssalis-d30m221

Os cientistas já conseguiram inverter o envelhecimento em alguns experimentos. A imortalidade está sempre presente na mitologia, mas poderá ser realidade para nós?

A nova cartada do Google espera que sim. A mais recente empresa do conglomerado, a Calico, vai concentrar seus esforços em derrotar a morte ao se basear em recentes descobertas científicas quanto à imortalidade.

Ninguém pode realmente dizer neste momento se o sonho de viver para sempre pode realmente se tornar realidade, mas muitos afirmam que a meta está “dentro do alcance”. Na verdade, alguns cientistas que trabalham com a extensão da vida acreditam que o fim da morte poderá ser decretado daqui a apenas 20 anos. Por enquanto, porém, tudo que existe são experimentos e teorias – nada verdadeiramente aplicável em seres humanos. Além disso, houve muitas falhas também.

Entretanto, mesmo se a imortalidade e a tecnologia em saúde regenerativa com células-tronco possam se desenvolver a esse ponto, é provável que nenhum de nós seja capaz de beber dessa fonte de juventude – o Santo Graal que a humanidade tem procurado durante tantos séculos.

Se a imortalidade via ciência realmente chegar em 20 anos, como alguns especialistas afirmam, ela provavelmente estará disponível apenas para alguns sortudos. Isso vai ser bom para os fundadores da Calico, é claro. E – numa outra hipótese – caso um avanço inesperado torne a receita mágica da imortalidade disponível para todos na Terra, isso também não vai transformar nosso planeta no paraíso. Muito pelo contrário.

As potenciais consequências de um mundo sem mortes podem ser muito negativas nos dois cenários mencionados acima. Se a imortalidade e a tecnologia em saúde regenerativa estiverem disponíveis apenas para alguns, haverá uma separação dos seres humanos entre ricos semideuses imortais e o resto de nós, pobres mortais.

Se, por outro lado, o elixir da vida estiver disponível para todos, deverá ser criada uma legislação específica no sentido de proibir a reprodução para evitar a superpopulação e a consequente destruição do planeta.

Se isso acontecer, imagine as implicações de negar a nós mesmos a possibilidade de termos novas pessoas na Terra. A ideia de não termos mais outro Einstein entre nós é aterrorizante – mesmo se as pessoas inteligentes já vivas fossem capazes de desenvolver seu intelecto e construir o seu conhecimento ao longo dos séculos, em vez de apenas algumas décadas.

Por enquanto, porém, tudo isso é especulação. Resta-nos apenas acompanhar o que tem sido feito até agora e sonhar – ou ter pesadelos – sobre o que está por vir quando o assunto é imortalidade humana. [Kinja]

 

Fonte:http://hypescience.com/o-novo-projeto-do-google-quer-tornar-os-seres-humanos-imortais/

 

 

 
 
 

Artigo Visto: 1204 - Impresso: 42 - Enviado: 10

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.928.807 - Visitas Únicas Hoje: 779 Usuários Online: 204