"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
29/12/2017
Arcebispo de Salvador celebra o Santo Sacrifício em cima de pneus e gera polêmica
 

Arcebispo de Salvador celebra o Santo Sacrifício em cima de pneus e gera polêmica

http://filhosdedeus.blog.br/wp-content/uploads/2017/12/Primaz-2.png

Ontem (28), em Salvador, na Solenidade dos Santos Mártires Inocentes, o que era para ser uma celebração normal tornou-se um alvoroço nas redes sociais. Isso porque na celebração, realizada na Igreja da Trindade, presidida pelo Arcebispo de Salvador, Primaz do Brasil e Vice-presidente da CNBB, Dom Murilo Krieger, o altar, no qual foi celebrado o Santo Sacrifício, era feito de pneus velhos.

Não demorou muito para páginas católicas denunciarem o ocorrido e questionar sobre a dignidade do local que foi celebrada a Santa Missa:

https://3.bp.blogspot.com/-CQUD0T_PFrw/WkWjgrDXv-I/AAAAAAAABV8/nJxDA0BlQc0UM1svvalGGgPFEDFPVqIvgCLcBGAs/s640/Primaz.png

http://arquidiocesesalvador.org.br/site/wp-content/uploads/2017/12/IMG_9133-235x352.jpg

http://www.igrejas-bahia.com/imagens/interior-santissima-trindade.jpg

Padre Gabriel Vila Verde, defensor da Liturgia bem celebrada, pertencente e subordinado ao bispo envolvido no fato, comentou, no Facebook, acerca do fato acima narrado:

A MISSA CELEBRADA EM CIMA DE PNEUS???

Ontem (28), circulou pelas redes sociais uma foto, onde se vê o Arcebispo Primaz celebrando em cima de um altar feito de pneus, juntamente com outros padres. As páginas católicas divulgaram, e as chamas da fogueira foram acesas para jogar Dom Murilo dentro. Cheguei a ler um comentário que dizia: "Excomunhão neles". Sabendo eu dos 'bastidores' do evento, e sendo padre desta mesma Arquidiocese, me sinto no direito de explicar.

Muitos irão dizer: "o Padre está defendendo porque é o Bispo dele". Nada disso. Não sou o Espírito Santo para ser advogado de ninguém, apenas desejo explicar uma situação. A partir daí, o julgamento fica por conta dos intérpretes.

A comunidade onde a Missa aconteceu, chama-se "Trindade", onde um grupo se reúne para fazer diversas atividades, entre elas, o acolhimento de moradores de rua. É uma antiga igreja de Salvador que estava em ruínas, e que passou a ser cuidada por este grupo.

Na festa dos Santos Inocentes, é costume celebrar esta Missa, com a participação de muitas crianças pobres. Daí, a importância da presença do Arcebispo. Não foi ele que montou o altar, ele apenas presidiu.

Sei que Dom Murilo não faz parte daqueles grupos que são obcecados por alva de renda e casulas romanas. Porém, ele também não faz parte de grupos que apóiam o abuso na Sagrada Liturgia. Inclusive já ouvi o mesmo reclamando sobre algumas situações. Guardo comigo um pequeno pedaço de papel, onde ele me escreveu: "Não use estola só com batina. Use a sobrepeliz". Se tratando de doutrina católica, é um dos poucos no Brasil que ainda dão a face para bater.

Se você perguntar qual a minha opinião sobre o tal altar, lhe direi com todas as letras: achei horrível. Mesmo sendo uma comunidade que abriga os pobres, nada impede de colocar uma mesa digna e uma toalha decente. Os pobres são os que mais merecem dignidade e zelo.

E porque Dom Murilo não fez com que trocassem de mesa na última hora? Receio? Prudência? Discrição? Não sei, nem tenho interesse em saber. Os interessados liguem para a Cúria e perguntem diretamente a ele.

A explicação foi dada. Os porquês e o porém, como já disse, fica por conta dos intérpretes. Meu objetivo foi apenas um: afirmar que o Arcebispo encontrou a mesa pronta.

Fonte: http://filhosdedeus.blog.br/arcebispo-de-salvador-celebra-o-santo-sacrificio-em-cima-de-pneus-e-gera-polemica/

 

 
 
 

Artigo Visto: 669 - Impresso: 10 - Enviado: 4

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.317.687 - Visitas Únicas Hoje: 863 Usuários Online: 174