"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
23/05/2018
Governo sueco distribui panfleto “esteja preparado para a guerra” para todas as casas da Suécia
 

Governo sueco distribui panfleto “esteja preparado para a guerra” para todas as casas da Suécia

O governo sueco está entregando um panfleto de emergência para todas as casas, para preparar milhões de cidadãos para guerra, desastre natural ou um ataque cibernético, em meio a crescentes tensões entre a Rússia e a OTAN.

https://4.bp.blogspot.com/-OFR9P5mklwc/WwVICl75DCI/AAAAAAAAiYE/wR8We7RLLGMaFm2EG-hlA51r1sg04ux7wCLcBGAs/s1600/If%2BCrisis%2Bor%2BWar%2BComes.PNG

Julio Severo

Intitulado “Se uma Crise ou Guerra Chegar,” o panfleto do governo é publicado em 13 idiomas (para servir à grande variedade de invasores islâmicos que o governo sueco insiste em tratar como “refugiados” e imigrantes inocentes).
O documento de 20 páginas descreve com ilustrações simples as ameaças que o país nórdico enfrenta, como conflitos militares, desastres naturais, ataques cibernéticos e terroristas.

https://3.bp.blogspot.com/-C4ZiDoRAY24/WwVJxrsdYgI/AAAAAAAAiYc/ccP-30aRxqkT3gNVTh_VhR6SACpAywxGgCLcBGAs/s1600/If%2BCrisis%2Bor%2BWar%2BComes%2B2.PNG

A última vez que tal panfleto foi impresso foi em 1961 durante a Guerra Fria. Embora o panfleto recente não aponte para nenhum país, seu lançamento ocorre em meio a temores de um conflito aberto entre a OTAN e a Rússia por causa das atividades militares da OTAN se expandindo e ameaçando a Rússia em suas fronteiras. (Em vez de ameaçar o Islã, a OTAN está mirando a Rússia. Em vez de proteger a Europa do islamismo, a OTAN está desperdiçando seu tempo e energia demonizando a Rússia.)

A Suécia, que não é membro da OTAN, não compartilha uma fronteira com a Rússia. Mesmo assim, imitando a OTAN, o governo sueco anunciou em março do ano passado que iria reintroduzir o serviço militar compulsório já neste verão, sete anos depois de ter sido abolido.

Na segunda-feira, o primeiro-ministro Stefan Lofven e o rei da Suécia, Carl XVI Gustaf, anunciaram a primeira criação de um regimento sueco desde a Segunda Guerra Mundial, localizado na ilha de Gotland, em “um sinal claro” das prioridades do governo sueco.

“Estamos mostrando que temos músculos militares,” disse Lofven ao jornal Aftonbladet.
Ele deveria dizer e usar “músculos militares” para as hordas islâmicas que estão estuprando meninas e moças suecas!
O Instituto Gatestone publicou um relatório intitulado “Suécia: Capital dos Estupros do Ocidente.” Há numerosos outros relatórios sobre tais estupros.

https://1.bp.blogspot.com/-JnZdr546SrA/WwVKIVIgl4I/AAAAAAAAiYs/4x8vtqf6Fd0WSRVFrghm0Hi__4NS4UtRQCLcBGAs/s1600/Muslim%2B%2Brapes%2Bin%2BSweden.PNG

No entanto, o governo sueco não publicou nenhum panfleto “esteja preparado para a guerra” para todas as casas na Suécia sobre a crise de estupros.

Aliás, não se pode mencionar na Suécia que há uma ameaça islâmica, pois você é ameaçado de prisão. Não se pode mencionar que as meninas e jovens suecas estão sendo muito mais do que ameaçadas pelos muçulmanos: elas estão sendo estupradas, em uma escala sem precedentes, pelos muçulmanos. Se você mencionar a situação terrível de meninas e moças, você é censurado e ameaçado pelo governo e pela mídia. Você é rotulado como racista.

Embora a Rússia não esteja estuprando meninas e moças suecas e não esteja representando a ameaça real que os muçulmanos já estão representando para a Suécia, o governo e a mídia sueca concedem abundante liberdade de expressão para as pessoas denunciarem a “ameaça” russa. Mas não concedem tal liberdade de expressão para denunciar estupradores islâmicos, que têm praticamente monopólio dos estupros na Suécia.

A Rússia se tornou um bode expiatório? Os muçulmanos estão colocando em risco as meninas e jovens suecas, mas a ameaça “real” é a Rússia? O governo e a mídia sueca foram atingidos por alguma espécie de doença mental e delírio?

A questão não é “Se uma Crise ou Guerra Chegar.” A crise já chegou. Ou os estupros em massa de meninas e jovens suecas não são crise? Ou ser a Capital dos Estupros do Ocidente não é crise?

A questão não é se há uma ameaça de invasão. A Suécia já foi invadida, mas, em vez de se preocupar com essa invasão real, a Suécia está preocupada com uma invasão ilusória.

Parece piada, mas não é. Enquanto milhares de meninas e jovens suecas são estupradas em solo sueco por invasores islâmicos, a o governo e a mídia sueca estão criando sua própria fantasia com que se preocupar. A realidade é um pesadelo assustador demais para que apliquem suas preocupações? Como o avestruz, eles preferem enfiar a cabeça na areia e pensar na Rússia do que enfrentar a realidade brutal de estupradores islâmicos que já invadiram sua nação?

Vamos comparar a hipótese de uma invasão russa com uma verdadeira invasão islâmica na Suécia:

Invasão islâmica:

* Enquanto os invasores muçulmanos não realizaram uma invasão completa, a Suécia é a capital europeia dos estupros. Quando os muçulmanos realizarem uma invasão completa, a Suécia será a capital mundial dos estupros.
* O cristianismo em todas as suas formas será banido pela lei islâmica e os cristãos serão punidos com a morte.
* O feminismo e a homossexualidade serão banidos e punidos com morte. Lindas meninas e moças loiras serão meras empregadas sexuais e serão sistematicamente estupradas em haréns islâmicos.

A “ameaça” de uma invasão russa:

* Se a Rússia conservadora invadir hipoteticamente a Suécia, as famílias suecas não serão mais proibidas, censuradas e punidas por defenderem suas meninas e mulheres contra estupradores islâmicos.
* A ideologia de gênero, a agenda homossexual e a agenda feminista serão derrotadas, sem que ninguém seja morto como castigo. A propaganda homossexual para crianças e adolescentes será proibida, exatamente como é proibida na Rússia. Mesmo sem tal invasão, a Rússia condenou um programa infantil sueco que usa personagens vestidos em roupas de órgãos sexuais.
* Cristãos não serão mortos.
* O maior problema seria que a Rússia restringiria a Igreja Luterana, que é a igreja tradicional na Suécia, e a substituiria por sua própria igreja cristã, a Igreja Cristã Ortodoxa. Embora eu prefira a Igreja Luterana, vamos aos fatos: a Igreja Luterana Sueca, que está sendo abandonada pelo povo sueco, vem adotando pastores feministas e homossexuais e tem sido covarde em sua responsabilidade de denunciar a invasão islâmica na Suécia. Assim, uma hipotética invasão russa poderia ajudar muito a Suécia a resistir à invasão islâmica.

Se o efeminado governo sueco e a efeminada Igreja Luterana estivessem preocupados com o bem-estar do povo sueco, eles estariam advertindo contra a invasão islâmica e armando, com armas reais e informações, suas mulheres contra os invasores islâmicos, em vez de enfiarem a cabeça na areia para se ocuparem com uma invasão russa imaginária.

Curiosamente, o panfleto “Se Crise ou Guerra Vem” diz: “Se a Suécia for atacada, é necessária resistência.” A Suécia já foi atacada, mas não tem havido nenhuma resistência contra os estupradores islâmicos que vêm atacando meninas e mulheres suecas.

Uma Suécia não efeminada proibiria a imigração islâmica, puniria severamente os muçulmanos pela epidemia de estupros e deportaria todos os muçulmanos pela mínima transgressão.

Portanto, o povo sueco não deveria acreditar na propaganda de “avestruz” de que a Rússia conservadora quer invadir a Suécia esquerdista. Eles deveriam pressionar o governo e a mídia esquerdista covarde a mirar nos estupradores muçulmanos que já invadiram a Suécia. Ou, no que se refere a invasores muçulmanos, o povo sueco se tornou mais efeminado do que seu governo?

Com informações do DailyMail.

Fonte:http://juliosevero.blogspot.com.br/2018/05/governo-sueco-distribui-panfleto-esteja.html

 
 
 

Artigo Visto: 621 - Impresso: 8 - Enviado: 5

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.318.407 - Visitas Únicas Hoje: 374 Usuários Online: 126