"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
26/01/2014
Padre pede perdão após cantar uma paródia de "Show das Poderosas"
 

 Padre pede perdão após cantar uma paródia de "Show das Poderosas"

24/01/2014


  Felipe de Luna 

Durante a formatura de uma turma de Direito, da Universidade Católica de Pernambuco, o padre Hewerton de Castro Alves, da Paróquia Santa Luzia, no bairro d Areias - PE, pediu uma apresentação especial para cantar uma paródia da música "Show das Poderosas" da cantora Anita. E no final... mandou beijos para suas fãs.

Em sua página no Facebook, o padre, que só quis se pronunciar através da nota oficial,
diz ter uma proposta jovem em seu ministério sacerdotal.

    "Sou um padre feliz e busco sempre no estudo e preparo da palavra trazer sempre JESUS... estou chateado com esta repercussão do vídeo em que no fim canto uma paródia de uma música trazendo a realidade necessária de uma preparação para a chegada do Senhor... Falo a linguagem conhecida para a maioria dos jovens e assim alcanço nossa juventude! PRE PA RA significa isto!... e jamais outra coisa! Abraço fraterno Pe. Hewerton."(sic).

Entre os comentários no YouTube, "nem os crentes da missa acreditam no que estão ouvindo". A repercussão levou o padre à Arquidiocese de Olinda e Recife nesta quinta-feira (23), seis dias depois da divulgação do material. Após o encontro com dom Fernando Saburido, que durou 30 minutos, apenas uma nota de esclarecimento foi enviada à imprensa.

No documento, o padre da Paróquia Santa Luzia, no bairro de Areias, explica que a composição é uma paródia feita pelo músico Thiago Pigozzo que foi interpretada durante a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, quando o papa Francisco esteve no país. A música, inclusive, recebeu o nome de "Show da JMJ". "Creio que, de fato, não fui feliz em cantá-la em um culto de formatura, mas a intenção sempre, de minha parte, foi de trazer os jovens para mais perto da igreja", salientou Hewerton de C. Alves. "A intenção não foi jamais de afrontar ou escandalizar pessoa alguma", continuou.


Fonte. Diariodepernambuco


Comento:

Hoje em dia, muitos católicos querem viver de um modo progressista; querem uma
"igreja progressista" com uma perspectiva modernizada do mundo. Querem uma igreja
"atualizada" que traga aos fiéis os costumes mundanos, ou mesmo costumes profanos
à moral católica. Pergunto: por que associar músicas e danças - podemos dizer -
sensuais à liturgia cristã?

Ora, quem já não ouviu alguém falar algo parecido (ou até mesmo, propriamente, já falou):

    - "As missas não devem ser desse jeito tão 'sérias'. Passam um sentimento de tristeza e tudo isso afasta o fiel da Igreja."- "A Missa deveria ser mais animada! Os jovens hoje em dia querem que a Igreja se adpte aos novos costumes musicais. Queremos que a Igreja fale nossa lingua!"- "Os padres devem ser mais modernos, trazer músicas animadas para suas celebrações"- "Batina? Isso é coisa do passado!"


A Igreja não deve - ou digo "não deveria", pois já nos encontramos num estado
avançadíssimo de Revolução Cultural dentro da Igreja - mudar os seus ritos, doutrinas
e costumes para que se adpte ao mundo! Cristo, sendo 'cabeça' de Sua Igreja,
é o mesmo Cristo de ontem, de hoje e de amanhã. Ele é o que é no início e será o mesmo
no fim. A Igreja, sendo o Seu corpo, será sempre aquela mesma Igreja na qual Ele
ordenou a pedro que a edificasse (Mt.16, 18). E por que é que nós, os membros dessa
Igreja, com nosso orgulho, mudaríamos esse Corpo? Não sabemos que o Corpo continuará
existindo mesmo que não hajam mais membros? A Igreja de Cristo não é uma instituição
de tijolos e pedras que pode ruir. Ela é algo que está muito além disso e que nunca
deixará de existir.

Então, o católico não deve escolher ir à Missa das 19h do domingo, que tem uma banda mais animada (com bateria, guitarra, tambor, gaita...) no Ministério de Música , ao invés de ir à Missa das 11h, que só tem velhinhos a assistindo e um teclado fazendo o som de órgão. O católico deve ir à Missa sabendo que lá assistirá a repetição do Sacrifício de Cristo! Deve saber que lá irá encontrar o mesmo Jesus Cristo, que um dia morreu na Cruz e ressuscitou, sacrificando-se novamente por nós.

Então, por fim, pergunto:

A Virgem Maria, destroçada por ver seu Filho amado pregado na Cruz, sentindo uma dor tão profunda que nenhum homem deste mundo poderá um dia compreender, esteve pulando e cantando de alegria ao assistir àquela morte agonizante?

 

Fonte:http://www.catolicostradicionais.com.br

 

Assista o vídeo

 
 
 

Artigo Visto: 920 - Impresso: 23 - Enviado: 12

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.942.419 - Visitas Únicas Hoje: 1.085 Usuários Online: 228