"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
03/03/2018
Acusação de abuso sexual contra o Cardeal Pell é retirada
 

Acusação de abuso sexual contra o Cardeal Pell é retirada

02/03/2018

A acusação foi retirada pelo promotor Mark Gibson em 02 de março depois que seu queixoso-chave morreu em Janeiro. A próxima etapa do caso começa em 5 de março.

http://www.ncregister.com/images/editorial/Cardinal_George_Pell_prefect_of_the_Secretariat_for_the_Economy_speaks_with_CNA_at_the_Vatican_March_17_2016_Credit_Alexey_Gotovskiy_CNA.jpg

Hannah Brockhaus/CNA/EWTN NEWS

MELBOURNE, Austrália - Na sexta-feira, um promotor australiano retirou uma acusação de abuso contra o cardeal George Pell, que atualmente está sendo julgado na Austrália por acusações históricas de abuso sexual.

A acusação foi retirada pelo promotor Mark Gibson em 02 de março depois que seu queixoso-chave morreu em Janeiro. É apenas uma das acusações trazidas contra o Cardeal Pell, embora o número exato de acusações e detalhes ainda não são públicos.

A próxima etapa do caso começa em 5 de março, com uma audiência preliminar de quatro semanas em Melbourne. A audiência, para a qual o Cardeal Pell estará presente, determinará se os promotores têm provas suficientes para realizar um julgamento pelo júri pelas acusações de abuso contra o cardeal.

O diretor de processos para o Tribunal de magistrados de Melbourne havia indicado em uma audiência em 14 de fevereiro que a acusação da testemunha-chave Damian Dignan, que morreu em Janeiro, provavelmente seria retirado.

Dignan, que morreu de leucemia no início de janeiro, junto com um colega de classe na escola de St. Alipius em Ballarat, acusou o Cardeal Pell em 2016 de comportamento sexual inadequado quando eram menores de idade. O cardeal já havia sido acusado de atos de abuso sexual infantil desde 1961.

A advogada de defesa, Ruth Shann, argumentou contra a credibilidade de Dignan em 14 de fevereiro, dizendo que suas queixas tinham um "efeito dominó" em termos de outras pessoas contatando a polícia, já que ele acusou quase 40 anos após o suposto abuso e depois de ler sobre outros casos em jornais.

O início da audiência preliminar de segunda-feira é o próximo passo no processo em curso contra o cardeal, que em junho de 2016 foi acusado pela polícia estadual de Victoria de múltiplos casos históricos de abuso sexual.

Depois que as acusações foram anunciadas, o Cardeal Pell, Prefeito do Secretariado da economia e um membro do Conselho do Papa de nove cardeais conselheiros, foi lhe concedida licença do seu posto pelo Papa Francisco, a fim de voltar para a Austrália para o julgamento.

O Cardeal, que foi ordenado sacerdote da Diocese de Ballarat em 1966, não se declarou culpado das múltiplas acusações de abuso sexual e manteve sua inocência desde o início.

"Eu sou inocente dessas acusações; Elas são falsas ", disse aos jornalistas em 29 de junho de 2017, depois que as acusações foram anunciadas, acrescentando que" toda a idéia de abuso sexual é abominável para mim. "

Fonte: http://www.ncregister.com/daily-news/key-abuse-charge-against-cardinal-pell-withdrawn

 
 
 

Artigo Visto: 367 - Impresso: 3 - Enviado: 1

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.249.070 - Visitas Únicas Hoje: 1.264 Usuários Online: 156