"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
07/05/2018
«Ok para atos homossexuais». Na Bélgica, está a Igreja do Arco-Íris
 

«Ok para atos homossexuais». Na Bélgica, está a Igreja do Arco-Íris

07/05/2018 

"A condenação de atos homossexuais não é mais sustentável". Isto foi dito pelo cardeal De Kesel, arcebispo de Bruxelas, falando a um grupo gay para o qual ele também antecipou o projeto de alguma cerimônia religiosa para uniões homossexuais. Que isto é contrário às Escrituras, à Tradição e também ao recente magistério para o cardeal não constitui um problema.

http://lanuovabq.it/storage/imgs/jozefdekesel-810-500-55-s-c1-large.jpg

Por Marco Tosatti

O Cardeal Jozef De Kesel, o homem que tem destruído - com a cumplicidade da Santa Sé – a Comunidade dos Santos Apóstolos, um florescimento de vocações na Bélgica descristianizada, se reuniu com o hlmw grupo gay em 24 de abril e disse que " A Igreja deve respeitar mais os homossexuais, mesmo em suas experiências de sexualidade ". Ou seja, atos como a sodomia, que sempre foram condenados no Antigo e no Novo Tetstamento, poderiam encontrar uma aprovação eclesiástica.

Desnecessário dizer que tudo isso está em contraste com a tradição da Igreja, as Sagradas Escrituras, o catecismo e vários documentos recentes da Santa Sé. De acordo com a página de propaganda gay, De Kesel disse que a condenação de atos homossexuais "não é mais sustentável".

Claro, o protegido cardeal do Cardeal Danneels, envolvido em um caso escandaloso de cobertura de abuso sexual, e um grande amigo e conselheiro de Jorge Mario Bergoglio, se referiu às palavras de Francisco "Quem sou eu para julgar"; mas não relatou, como muitas vezes acontece nesses casos, toda a citação, na qual se faz referência ao catecismo, e se limitou ao uso dos grupos de ativismo homossexual. De Kesel disse que apenas dez anos atrás observações como as que ele estava fazendo não seriam possíveis. Uma seta a Bento XVI, que, segundo o que nos dizem, não teve muita estima pelo atual arcebispo de Malines-Bruxelas. E provavelmente, sabendo como o papa Ratzinger era exigente com escolhas episcopais, ele teria suas boas razões.

De Kesel admitiu que ele, há vinte anos, se expressou diferentemente sobre a homossexualidade e seguia os ensinamentos do Novo Testamento e da Igreja. Segundo De Kesel, a Igreja na Europa "mudou para melhor": em vez disso, a Igreja na Europa Oriental, na África e na Ásia ainda não estaria "incluída nesta mudança" para melhor "».

Mas De Kesel não se limitou a isso. Na reunião, conforme relatado por muitos jornais no país, o cardeal disse que queria refletir sobre alguma forma de celebração de oração para dar um selo religioso a um relacionamento homossexual. Desnecessário dizer que, seguindo esse modo de pensar, o cardeal entra em contraste direto tanto com o que a Igreja Católica ensina, como também - ao que parece - com o que o pontífice reinante afirma.

No encontro com a comunidade de que estávamos falando, o cardeal confirmou que estava refletindo sobre tal hipótese. Na conversa, falamos sobre os relacionamentos homossexuais e a distinção entre eles e um casamento cristão entre um homem e uma mulher. O cardeal teria dito que espera que em breve possa responder ao pedido, presente dos católicos homossexuais, para que possam se beneficiar de um reconhecimento simbólico da Igreja por sua união.

Comentaristas católicos apontam que, apesar de seu progressismo explícito, um casamento religioso parece ir longe demais. E não seria favorável a tanto de uma "bênção" eclesiástica, porque a semelhança com um casamento natural pareceria muito forte. A idéia do cardeal, para satisfazer a sua audiência homossexual, seria antes de uma "celebração de ação de graças" ou de uma "celebração de oração". Mas sem troca de alianças ...

Fonte: http://lanuovabq.it/it/ok-agli-atti-omosessuali-in-belgio-e-chiesa-arcobaleno

 
 
 

Artigo Visto: 611 - Impresso: 7 - Enviado: 2

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.142.070 - Visitas Únicas Hoje: 1.347 Usuários Online: 222