"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
08/10/2019
O primeiro "padre" indio casado serve ao paganismo
 

O primeiro "padre" indio casado serve ao paganismo

5 de outubro de 2019

https://image-media.gloria.tv/placidus/c/v3/guboqpei8svufzoth889pyhuvfzoth889pyhv.jpg

A Reuters quer que Shainkiam Yampik Wananch, 48 anos, um Achuar indiano casado e com dez filhos, se torne o primeiro "padre casado" da Igreja de Francisco.

O artigo da Reuters apareceu no ReligionDigital.org (25 de setembro). Wananch é um diácono no Vicariato de Yurimaguas, Peru, uma cidade turística com aeroporto.

Em Wijint, sua aldeia, ele realiza cerimônia de domingo que começa ao amanhecer com "rituais de purificação com ervas nativas" e uma fogueira pagã acesa em três troncos.

Para o "ritual penitencial", os participantes seguram a água na boca e a derramam sobre as mãos. As hóstias pré-consagradas são tomadas por aqueles presentes.

Os índios são inocentes dessa cerimônia inventada pelo salesiano italiano padre Luigi Bolla (+2013).

O Vicariato de Yurimaguas é dirigido pelo padre espanhol Jesús María Aristín, importado recentemente da Itália.

Ele se opõe ao celibato e participará do Sínodo da Amazônia.

Durante a viagem de Francisco ao Peru em 2018, Aristín apresentou-o a cinco diáconos casados, incluindo Wananch.

Francisco o encorajou a atacar o celibato: "Faça propostas ousadas [= heréticas] para o Sínodo".

As Irmãs Lauritas que dirigem uma escola em Wijint apóiam a abolição do celibato.

A Reuters cita a irmã Maruja Escalante, que também acha que "é muito importante que uma mulher possa ser sacerdotisa e desempenhar todas as funções".

en.news

Fonte: https://religionlavozlibre.blogspot.com/2019/10/el-primer-sacerdote-indio-casado-sirve.html?

 
 
 

Artigo Visto: 265 - Impresso: 5 - Enviado: 1

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.732.080 - Visitas Únicas Hoje: 893 Usuários Online: 263