Sinais do Reino


Artigos
  • Voltar






13/01/2022
O Impressionante Plano de Deus por trás da Estrela de Belém e dos Reis Magos

As funções que eles cumpriram para o Reino de Deus.

O Impressionante Plano de Deus por trás da Estrela de Belém e dos Reis Magos

13-01-2022

O nascimento de Jesus, rei dos judeus e soberano sobrenatural das nações, foi dado a conhecer ao mundo, através de um minucioso plano do céu, que incluía revelações às religiões pagãs.

O episódio dos Reis Magos, narrado na Bíblia, foi central.

E mostra apenas a ponta do iceberg de tudo o que aconteceu.

O que se completa com o que foi revelado a vários místicos e outros textos da tradição cristã.

E é um bom exemplo de como Deus intervém na realidade e nos dá confiança de que, aconteça o que acontecer, é Ele quem dirige a história.

Aqui falaremos sobre quem foram os magos, qual o papel que cumpriram no plano de Deus de dar a conhecer que o messias havia nascido e que eventos sobrenaturais Deus gerou ao redor deles.

Uma das passagens mais emocionantes do nascimento de Jesus é a visita dos Magos, que é narrada no capítulo 2 do Evangelho de Mateus.

Quem também lá, narra a matança das crianças ordenada por Herodes e a fuga para o Egito da Sagrada Família, para proteger o menino Jesus daquela matança.

E o mais extraordinário é a maneira que Deus planejou para apresentar seu filho ao mundo, que está cheia de eventos sobrenaturais

Mateo usa a palavra "magoi" para descrever aqueles que vieram prestar homenagem e adorar a criança logo após o nascimento.

Palavra que descreve pessoas sábias que são especialistas em astronomia e astrologia, presumivelmente da casta sacerdotal de Zoroastro na Pérsia, que também eram da casta dominante.

E acontece que Deus já havia derramado parte de sua revelação no Zoroastrismo, porque essa religião acreditava na vinda de um messias e que ele nasceria de uma virgem.

Eles já acreditavam em um nascimento sobrenatural do que chamavam de Rei dos Judeus.

E os judeus tinham uma longa série de profecias sobre o nascimento do messias, e até Miquéias afirmou que ele nasceria em Belém.

Mas além de adorá-lo, os magos fizeram mais 3 coisas.

Primeiro, os presentes que lhe trouxeram eram profecias sobre o futuro.

O Ouro concedido pelo rei mago que a tradição nomeia Baltasar, simboliza a majestade de Jesus como Rei dos Reis, profetiza o seu reinado sobre o mundo.

A Mirra entregue por Melchior, como uma das essências utilizadas na preparação de cadáveres nos tempos antigos, prediz o destino fatídico que o messias terá que passar, sua paixão e morte.

E o incenso entregue por Gaspar revela a natureza divina da criança, pois foi aos deuses que essa preciosa essência foi oferecida.

Em segundo lugar, esses sacerdotes-políticos zoroastrianos, devido à sua importância, estabeleceram o modelo para que os gentios, ou seja, os não-judeus, cressem em Jesus não apenas como o Rei dos judeus, mas como o Rei sobrenatural de toda a humanidade.

E em terceiro lugar, os Magos informaram à Sagrada Família que o Rei Herodes estava procurando o menino com intenção maliciosa, o que colocou a família já em alerta.

De tal forma que, quando o anjo apareceu para dizer a José que fugisse para o Egito para escapar de Herodes, eles estavam prontos, e também tinham o ouro que os magos lhe deram para seu sustento.

A maneira como Deus tece eventos é incrível.

Outro fato sobrenatural é que esses magos foram guiados até o local de nascimento por uma estrela, que hoje é chamada de estrela de Belém.

Nas Sagradas Escrituras encontramos que Deus muitas vezes se comunica com os homens por meio de sinais na natureza.

Como a brisa da tarde no Paraíso, o arco-íris após o Dilúvio, a Sarça Ardente para Moisés, etc.

Claramente, parece que a estrela com a qual Deus guiou os magos foi uma intervenção direta dEle.

Porque São Tomás de Aquino observa que a estrela seguiu um caminho de norte a sul, o que não é comum nas estrelas.

Aparecia não apenas à noite, mas também durante o dia e às vezes ficava estranhamente escondido.

Não tinha um movimento contínuo, avançava quando os magos tinham que andar e parava quando eles tinham que parar, como a coluna de nuvens no deserto.

E a estrela mostrava o nascimento da Virgem não apenas ficando no alto, mas também descendo, porque senão não poderia indicar claramente a casa se não estivesse perto da Terra.

Os videntes dizem que a Virgem Maria soube por iluminação sobrenatural, que na noite de Natal, um anjo havia sido enviado para anunciar o nascimento do Salvador da humanidade, aos três Reis Magos do Oriente.

Os videntes também dizem que cada um dos 3 magos recebeu a revelação separadamente, mas cada um tinha conhecimento de que ela também havia sido dada aos outros dois, quando uma noite foram despertados ao mesmo tempo.

Cada rei de repente percebeu uma bela estrela mística, que foi formada pelos anjos.

E nesta estrela eles viram uma visão simbólica de uma Virgem e uma criança com uma cruz, que era o rei de uma cidade celestial e a quem todos os reis da terra adoravam.

E aquela estrela guiou os três magos de tal forma que alguns dias depois eles se reuniriam para seguir juntos o caminho.

Poucos dias depois, os Arcanjos Miguel e Gabriel apareceram a Maria e José e lhes disseram que a Divina Providência havia ordenado que os reis fossem em busca do recém-nascido para adorá-lo e que já estavam na estrada há 10 dias.

Por isso, José e María dedicaram-se a preparar a gruta para a visita dos Reis.

E durante os dias seguintes a Virgem viu em visões os magos viajando juntos pelos desertos a leste da Terra Santa.

E dizem que não era uma companhia solitária de 3 pessoas, mas sim uma enorme caravana, que não devia ter passado despercebida por onde passavam.

Então também era plano de Deus divulgar também o nascimento de Seu filho ao longo do percurso, para que a informação se espalhasse.

Cada rei estava acompanhado por quatro ou cinco amigos e familiares, e um grande número de servos, todos montados em camelos, dromedários e cavalos.

Havia cerca de duzentas pessoas, viajando por pelo menos um mês, embora os animais fossem extraordinariamente rápidos.

Uma história que conta a tradição é que Maria deu uma das fraldas usadas por Jesus em agradecimento aos magos.

E em seu palácio eles honravam o presente seguindo seus costumes de adoradores do fogo, eles adoravam o fogo e jogavam a fralda nas chamas, que não sofria combustão.

E qual foi o destino subsequente desses três sábios?

Eles ficaram muito tocados pelo encontro com Jesus e até se converteram ao cristianismo.

E são considerados santos.

Um trecho de um calendário de santos medievais impresso em Colônia diz:

“Tendo sido submetidos a muitas provações e fadigas pelo Evangelho, os três magos se reuniram em Sebaste, Armênia, em 54 d.C. para celebrar a festa do Natal.

E depois da celebração da missa, morreram: São Melchor, em 1º de janeiro, aos 116 anos; San Baltasar em 6 de janeiro com 112 anos; e San Gaspar em 11 de janeiro com 109”.

O Martirológio Romano também lista essas datas como os dias de festa de cada um.

E quando Santa Helena visitou a Terra Santa no século IV, entre as muitas relíquias que ela recuperou estavam os ossos dos três magos, que ela levou para a Basílica de Santa Sofia em Constantinopla.

Aqueles que foram posteriormente levados para Milão e, finalmente, para Colônia, na Alemanha, pelo imperador romano Frederico Barbarossa em 1164, onde estão até hoje.

E onde foi construída uma catedral especialmente para conter essas relíquias, dentro da qual está um enorme relicário folheado a ouro que levou 40 anos para ser construído e contém os ossos dos 3 magos.

Também no Mosteiro de Cristo Salvador no Monte Athos há um relicário de ouro do século 4 contendo os presentes que os Magos supostamente trouxeram a Jesus.

Em resumo, a visita dos magos à gruta de Belém para adorar o menino Jesus, é a maneira que Deus planejou para tornar conhecido o nascimento de Seu filho, como Rei das nações, em todo o mundo.

E ele recorreu a vários eventos sobrenaturais para guiar os magos, indicar a divindade da criança e protegê-la do perigo.

O que incluiu o derramamento de revelações às religiões pagãs.

Tudo isso faz parte do plano maravilhoso de Deus, que nos surpreende a cada momento.

Até agora, o que queríamos falar era o papel desempenhado pelos 3 sábios na história da salvação, o que nos dá a confiança de que tudo o que acontece é Deus quem dirige a história.

E eu gostaria de lhe perguntar se você acha que os sábios chegaram à gruta de Belém quando ainda era um bebê ou quando tinha vários meses de idade.

ASSISTA OS VÍDEOS ABAIXO

Fonte: https://forosdelavirgen.org/estrella-belen-reyes-magos/









Artigo Visto: 175

 




Total Visitas Únicas: 5.454.041
Visitas Únicas Hoje: 139
Usuários Online: 109