Sinais do Reino


Milagres
  • Voltar






14/11/2021
Partículas da hóstia consagrada tornam-se Sangue

O Milagre aconteceu na Igreja Paroquial de Santa Paula em Madrid. Vamos tomar nota desta bela história.

Partículas da hóstia consagrada tornam-se Sangue

13 de novembro de 2021

Sim, é URGENTE parar com o costume moderno de comunicar a Comunhão aos fiéis sem a Bandeja ou Patena, para evitar que a Forma Sagrada ou as Partículas Sagradas que saem dela caiam no chão e sejam pisoteadas. É urgente porque o não cumprimento infligirá maus-tratos ao Cristo Bendito, expondo-o a uma “Paixão Eucarística” por aquela falta de Fé, de Amor, de respeito pelo Filho de Deus. A teologia diz que embora haja um Sinal sensível (visível), há um sacramento; e para vê-lo e verificá-lo deve-se usar o instrumento apropriado que a Sabedoria Divina inspirou na Tradição da Igreja: a Bandeja.

É urgente evitar este doloroso Milagre Eucarístico que aqui se reúne, no dia em que a Igreja Universal pôs os olhos nas Hóstias para adorar o Filho de Deus feito Eucaristia. Mas eles não são os olhos afetados pela miopia espiritual, por uma lamentável perda de fé? A autora deseja manter o anonimato porque, em seu depoimento, o Protagonista que nos interessa é Jesus Cristo abusado no Sacramento do Amor. O Milagre aconteceu na Igreja Paroquial de Santa Paula em Madrid. Vamos tomar nota desta bela história.

“3 de junho de 2021, Festa de Corpus Christi.- Sempre fui uma pessoa de fé, mesmo quando não pisava em uma igreja e era o que se pode chamar de um pecador inveterado, convencido por pura conveniência de que o fiz em não retornar a Cristo porque eu teria que confessar antes, e como não tinha propósito de emenda, aquela confissão não tinha valor.

Mas Deus tem seus planos e mesmo que eu não queira admitir, ele sempre, sempre, esteve comigo. Alguns anos atrás, ele me puxou (quase literalmente) pela orelha e me trouxe de volta para ele. Naturalmente, foi por meio da Santíssima Maria, que instilou em mim uma necessidade imperiosa de gratidão. E assim, sem mais delongas, cada vez voltava a entrar, convertendo-me e descobrindo com os meus pobres olhos humanos quão pouco posso ver da grandeza do Amor.

De alguns meses para cá, devido a circunstâncias que a cada dia eu atribuo mais aos planos do Senhor, minha vida passou de viver para trabalhar para viver para adorar, reparar, evangelizar, tentar ser melhor e preparar-se para poder carregar algo nas minhas mãos quando o Rei dos reis me chamar à sua presença. O Senhor colocou várias pessoas maravilhosas em meu caminho, com as quais adoro diariamente. Ele sabe por que faz as coisas e como as faz. Seus planos são sempre perfeitos.

Na quinta-feira, 3 de junho de 2021, feriado de Corpus Christi, me empenhei em fazer as coisas pela manhã e decidi ir à missa à tarde. Tive que buscar o carro na oficina primeiro e a entrega também atrasou, então com pressa tive que olhar onde havia uma missa das 19h perto da Capela da Adoração, para que eu pudesse ir à Missa e chegar à Adoração. atrasando-me o mínimo possível, pois nosso encontro é às 19h30. Acho que o Senhor me conduziu à paróquia que frequentei.

Já cheguei ao ofertório, mas não queria deixar de receber a comunhão no dia de Corpus Christi. A igreja estava cheia. No momento da comunhão, prevendo que talvez fossem me colocar em apuros para receber o Senhor de joelhos e na boca, procurei ficar por último, deixando passar os que vinham atrás de mim. Quando eu estava me aproximando do altar, alguém 4 ou 5 fiéis à minha frente na fila caiu o Senhor por terra. O padre viu, observou o paroquiano pegar a Hóstia Sagrada do chão, colocá-la na boca e continuar a "distribuir" a Comunhão em sua mão como se fosse um doce de aniversário de criança.

Como ele se comunica tão mal e com tanto desrespeito, a Hóstia Sagrada caiu à direita do sacerdote, em direção ao altar, não no degrau, não na frente dele. Sempre carrego água exorcizada e lenços comigo, então pensei que, depois de receber a Comunhão, limparia imediatamente as Partículas do Senhor que teriam permanecido no chão antes de retornar ao meu lugar. Quando chegou a minha vez, ajoelhei-me no chão, fechei os olhos e coloquei a língua para fora para receber o Senhor na minha boca. O padre, naquele momento, acariciou minha mão e disse não, só na mão. Eu balancei minha cabeça e disse:

- “Pai, não posso tocar no Senhor, minhas mãos não estão consagradas”. Ele insistiu: - "Na mão." Eu balancei minha cabeça novamente, olhando do chão em seus olhos, quase meus olhos banhados em lágrimas. - "Pai, posso escolher como receber a Comunhão." Ele nem mesmo olhou para mim. Ele se virou para a minha esquerda, para alguém que deve ter entrado na fila atrás de mim sem eu saber.

Ele avançou, vendo que eu ainda estava de joelhos e o padre não estava me dando a comunhão. Quando o padre se voltou para dar a Comunhão na mão àquela pessoa, algumas palavras saíram da minha boca trêmula: - “Padre, o Senhor também está ali, no chão” (eu estava me referindo às Partículas que teriam caído. Ele me compreendeu). O padre deu a comunhão na mão àquela pessoa, virou-se para mim e me deu a comunhão na boca.

As minhas lágrimas já rolavam por todo o meu rosto e nervoso com a violência do momento e que absolutamente todos os pares de olhos que lá estavam se fixaram em mim, não apanhei as Partículas de Nosso Senhor que estavam no chão . Ao passar, percebi, como se alguém puxasse minhas roupas, uma sensação estranha, como se alguém me dissesse: "Você está esquecendo que Jesus ainda está no chão".

Em vez de voltar para o meu banco no final da igreja, fiquei no primeiro ao lado, que não tinha joelhos. Caí de joelhos, pedi perdão ao Senhor, pois nem tive tempo de engolir a comunhão. Procurei em minha bolsa a água exorcizada e um lenço de papel o último da embalagem de plástico. Deixei a sacola no banco e lá fui eu desejando que ninguém pisasse nela. O lugar onde o Senhor caiu estava a cerca de 8 passos de distância. Ao chegar ao local, caí de joelhos novamente e joguei a água no chão em toda a área e comecei a pegar qualquer Partícula que pudesse estar lá com meu lenço, com cuidado, como quem pega migalhas de uma toalha de mesa, para que nenhuma partícula fosse perdida.

Senti todos aqueles olhos fixos nas minhas costas, o padre olhava para mim, estava sentado, mas não me olhou uma só vez, ou assim me pareceu. Quando eu levanto o lenço do chão e o viro para dobrá-lo tentando não cair nada, qual foi a minha surpresa ao ver algumas Manchas de Sangue, Sangue úmido. Fiquei surpreso, mas inicialmente pensei que teria um pequeno ferimento e seria meu sangue. Dobrei o lenço, voltei para o banco, guardei-o com cuidado e fiz  minhas orações de joelhos.

Todas as pessoas ali reunidas comentaram e olharam para mim. Continuei ajoelhado no chão com a cabeça baixa, mas orgulhoso de não ter deixado o Senhor ali no meio para ser pisoteado. E chorando. Eu não conseguia parar de chorar. Se estivesse na fila para receber a comunhão, pensava "Pobre Jesus!" por causa da forma como as pessoas o recebem, naquele momento minha mente estava repleta de perguntas: “Como é possível que eles adorem o Santíssimo Sacramento se quando ele cai no chão parece normal para eles? Como é possível que não percebam que é o mesmo Corpo e Sangue de Jesus que tocam com as mãos sujas e que atiram por terra sem o menor remorso? ”

Assim que o padre deu a bênção, despedi-me do Senhor e saí sem olhar para trás. Eu entrei no carro. Eu olhei para minhas mãos. Tive um pequeno ferimento que fiz há poucos dias, mas estava seco, não tinha sangrado desde que o fiz. Além disso, estava na minha mão esquerda e eu sou destro, usei minha mão direita para pegar o Senhor.

Minha cabeça começou a pensar no que aconteceu e no lenço manchado: o lenço estava limpo, novo, tirado da embalagem. Não havia marcas de arrasto, de modo que o sangue não poderia ter estado anteriormente no solo; além disso, ele teria visto, porque o chão da igreja é azul acinzentado, um tanto claro. Em vez disso, são manchas de sangue como se o mesmo lenço estivesse sangrando. Para mim só há uma explicação: as Partículas do Corpo de Cristo recolhidas do solo, o próprio Corpo de Cristo, estava sangrando e É o próprio Sangue de Jesus que está naquele lenço.

Por favor, da próxima vez que você se aproximar da Comunhão, esteja ciente de que você não receberá nada menos do que Nosso Senhor. É o próprio Deus. Faça isso com reverência, respeito e humildade. Não vamos mais maltratá-lo.”.

ESPALHE, POR FAVOR. SEJA VOCÊ MESMO UM APÓSTOLO DA EUCARISTIA

A.M.D.G

https://mensajerosdelavida.es/blog/2021/10/23/es-urgente-ipos-la-bandeja-al-comulgar/

Via: https://religionlavozlibre.blogspot.com/2021/11/particulas-de-la-hostia-consagrada-se.html?




Artigo Visto: 306

 




Total Visitas Únicas: 5.396.453
Visitas Únicas Hoje: 356
Usuários Online: 148