Sinais do Reino


Encíclicas
  • Voltar






18/02/2022
O Papa divide o antigo Santo Ofício. E Ladária...

CARTA APOSTÓLICA EM FORMA DE "MOTU PROPRIO" DO SUMO PONTÍFICE FRANCISCO
Fide para servir
PELA QUAL SE MODIFICA A ESTRUTURA INTERNA DA CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ

O Papa divide o antigo Santo Ofício. E Ladária...

15-02-2022

Com a carta apostólica Fidem servare , Francisco divide a Congregação para a Doutrina da Fé em duas seções autônomas: a Disciplinar, que também tratará dos crimes mais graves, e a Doutrinária. E se multiplicam os rumores sobre a não prorrogação de Ladaria e sua substituição por Scicluna.

Por Nico Spuntoni

Um novo motu proprio que, desta vez, modifica a estrutura interna da Congregação para a Doutrina da Fé. Em 11 de fevereiro, feriado no Vaticano pelo aniversário dos Pactos de Latrão, o Papa Francisco assinou a carta apostólica Fidem servare , que divide o antigo Santo Ofício em duas seções autônomas: a doutrinal e a disciplinar. Uma decisão tomada para satisfazer "a necessidade de dar-lhe um enfoque mais adequado ao cumprimento de suas funções", escreveu o Pontífice no documento divulgado ontem.

A jurisdição sobre os crimes contra a fé e os crimes mais graves cometidos contra os costumes ou na celebração dos Sacramentos será, assim, reservada à Secção Disciplinar que terá também a função de preparar os procedimentos canónicos. A Seção Doutrinária, por sua vez, tratará de "assuntos relativos à promoção e proteção da doutrina da fé e da moral". O escritório doutrinal também será reservado para o exame dos documentos dos outros Dicastérios da Cúria Romana antes da publicação e também dos escritos e opiniões que "parecem problemáticos para a fé reta". Terá de fazê-lo, lê-se no motu proprio , “encorajando o diálogo com os seus autores e propondo soluções adequadas a tomar”.

O Ofício Matrimonial , destinado às causas de dissolução do matrimônio em favorm fidei e dos demais aspectos do vínculo matrimonial vinculados à validade do sacramento, será também da competência da Seção Doutrinária; bem como as questões relativas aos ordinariatos pessoais estabelecidos para os anglicanos que retornaram à plena comunhão com a Igreja Católica, conforme estabelecido pela constituição apostólica de Bento XVI Anglicanorum coetibusde 2009. Este escritório será, portanto, responsável por examinar os dossiês dos padres casados: ex-anglicanos, mas também os pedidos pendentes de dispensa do celibato daqueles que abandonaram a vida sacerdotal ou daqueles que não deveriam ter recebido a ordenação sacerdotal e os de reintegração no exercício do ministério sacerdotal dos ex-sacerdotes casados ​​após a morte do cônjuge ou a nulidade do casamento.

Em seu motu proprio , ao lado da proteção da doutrina da fé e da moral , Francisco quis destacar que a Seção Doutrinária será chamada a favorecer “estudos destinados a aumentar a inteligência e a transmissão da fé a serviço da evangelização”. Um trecho que lembra o discurso que proferiu na audiência aos participantes no plenário do antigo Santo Ofício há pouco menos de um mês, quando disse que "a Congregação é chamada não só a defender, mas também a promover a fé".

A Fidem Servare redesenha a estrutura daquela que é a mais antiga Congregação da Cúria Romana , fundada em 1542 pelo Papa Paulo III e que deve o seu nome atual a São Paulo VI. 2022 parece destinado a ser um ano de mudanças no dicastério que Joseph Ratzinger liderou de 1981 a 2005: abriu, de fato, com a saída surpresa do secretário, dom Giacomo Morandi, nomeado bispo de Reggio Emilia-Guastalla. Agora que este novo motu proprio foi promulgado , entende-se também o motivo da não indicação de um sucessor do Morandi cessante: de fato, tanto a Seção Doutrinária quanto a Seção Disciplinar terão secretaria própria, sendo autônomas uma da outra.

As mudanças, no entanto, podem não ter acabado . O desempacotamento do CDF oficializado ontem, aliás, foi antecipado pelo bem informado blog Messainlatino.it , que também havia noticiado uma indiscrição - fortemente divulgada em Roma nos últimos meses - segundo a qual o mandato do atual prefeito, expirando em julho, não será prorrogado. Cardeal Luis Francisco Ladaria Ferrer, criticado na semana passada pelo jornal Domanidevido ao conteúdo de uma carta na qual ele supostamente pedia ao cardeal Philippe Barbarin para "evitar o escândalo público" sobre a história do padre pedófilo Bernard Preynat, ele poderia ser substituído por monsenhor Charles Scicluna, arcebispo metropolitano de Malta e de confiança do Papa em o delicado dossier sobre a luta contra os abusos.

Deve-se especificar, no entanto, que Ladaria , na carta divulgada e utilizada por parte da imprensa para criticar seu trabalho, escreveu para tomar "medidas disciplinares adequadas" contra o padre pedófilo e ordenou que ele fosse proibido de atribuições em contato com menores.

Fonte: https://lanuovabq.it/it/il-papa-spacchetta-lex-santuffizio-e-ladaria

---

CARTA APOSTÓLICA EM FORMA DE "MOTU PROPRIO" DO SUMO PONTÍFICE FRANCISCO
Fide para servir
PELA QUAL SE MODIFICA A ESTRUTURA INTERNA DA CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ

"Guardar a fé" (cf. 2 Tm 4, 7) é a tarefa principal, bem como o critério último a ser seguido na vida da Igreja. A Congregação para a Doutrina da Fé assume este importante compromisso, assumindo as competências doutrinais e disciplinares que lhe foram atribuídas pelos meus Veneráveis ​​Predecessores.

A atual configuração da Congregação foi arranjada por São Paulo VI, que com o Motu Proprio Integrae Servandae mudou o título do Dicastério para "Congregação para a Doutrina da Fé", e por São João Paulo II, que na Ordem Apostólica Constituição Pastor Bonus ele especificou suas competências.

Agora, tendo considerado a experiência que a Congregação adquiriu neste tempo em vários campos de trabalho, e a necessidade de dar-lhe uma abordagem mais adequada ao cumprimento de suas funções, julguei oportuno estabelecer o seguinte:

1. A Congregação para a Doutrina da Fé é composta por duas Secções, Doutrinária e Disciplinar, cada uma delas coordenada por um Secretário que coadjuva o Prefeito na área específica da sua competência, com a colaboração do Subsecretário e dos respectivos Chefes de Escritório.

2. A Secção Doutrinária, através do Gabinete Doutrinário, trata das matérias que dizem respeito à promoção e protecção da doutrina da fé e da moral. Além disso, favorece os estudos que visam aumentar a inteligência e a transmissão da fé a serviço da evangelização, para que sua luz seja um critério para compreender o sentido da existência, especialmente diante das questões colocadas pelo progresso das ciências e desde o desenvolvimento da empresa.

No que diz respeito à fé e aos costumes, a Seção prepara o exame dos documentos que devem ser publicados por outros Dicastérios da Cúria Romana, bem como dos escritos e opiniões que parecem problemáticos para a fé reta, incentivando o diálogo com seus autores e propondo os remédios adequados a serem feitos, de acordo com as regras da Agendi ratio in doctrinarum examine .

A esta Seção é confiada a tarefa de estudar as questões relativas aos Ordinariatos pessoais estabelecidos pela Constituição Apostólica Anglicanorum Coetibus .

O Gabinete Matrimonial pertence à Secção Doutrinária, que foi instituída para examinar, de direito e de facto, o que diz respeito ao " privileium fidei ".

3. A Secção Disciplinar, através do Gabinete Disciplinar, trata dos crimes reservados à Congregação e por ela tratados na jurisdição do Supremo Tribunal Apostólico aí estabelecido. Tem a incumbência de preparar e elaborar os procedimentos previstos nas normas canônicas para que a Congregação, em suas diversas instâncias (Prefeito, Secretário, Promotor de Justiça, Congresso, Sessão Ordinária, Colégio para apreciação de recursos de delicta graviora ), pode promover uma justa administração da justiça.

Para tanto, a Seção promove as devidas iniciativas de formação que a Congregação oferece aos Ordinários e aos juristas, para favorecer a correta compreensão e aplicação das normas canônicas relativas à sua área de competência.

4. A Congregação para a Doutrina da Fé possui um Arquivo atual para a custódia e consulta de documentos, que também administra os Arquivos históricos das antigas Congregações do Santo Ofício e do Index.

O que foi resolvido com esta Carta Apostólica em forma de Motu Proprio, ordeno que tenha força firme e estável, apesar de qualquer coisa em contrário, ainda que digna de menção especial, e que seja promulgada mediante publicação no L'Osservatore Romano , entrando em vigor em 14 de fevereiro de 2022. , e depois publicado no comentário oficial da Acta Apostolicae Sedis .

Dado em Roma, junto de São Pedro, no dia 11 de fevereiro de 2022, Memória da Bem-Aventurada Virgem Maria de Lourdes, nono do meu pontificado.

FRANCISCO

Copyright © Dicastério para a Comunicação - Libreria Editrice Vaticana
Fonte: https://www.vatican.va/content/francesco/it/motu_proprio/documents/20220211-motu-proprio-fidem-servare.html




Artigo Visto: 722

 




Total Visitas Únicas: 6.308.177
Visitas Únicas Hoje: 226
Usuários Online: 111