Sinais do Reino


Notícias da Igreja
  • Voltar






08/10/2023
O papa verde e seu gretini. Não há mais cruzes, mas árvores. O aperitivo seguirá

É um fato estabelecido que o ímpio ecologismo ao estilo da Agenda 2030 da ONU se tornou agora o principal, e talvez o único, conteúdo do ensinamento difundido pela Igreja Bergogliana. Depois do Laudate Deum não há discussão.

por Aldo Maria Valli

Camillo Langone escreve bem no Foglio : «Nossa Senhora do Rosário, Nossa Senhora de Lepanto, Nossa Senhora que nos deu o Rosário para salvar o Cristianismo, ainda precisamos de você, aqui estamos lutando contra um novo Lepanto. Só que agora o líder dos turcos é um papa. A exortação Laudate Deum quer impor o dogma climático (“Não se pode mais duvidar da origem humana das alterações climáticas”) e, obviamente, com métodos estatistas, ou melhor, supraestatistas, através de “organizações mundiais mais eficazes, dotadas de autoridade para garantir o bem comum global".

É impossível culpar Langone. Mesmo aqueles de nós, católicos fiéis, que estão menos inclinados a criticar o Papa, devemos admitir que o magistério foi reduzido a uma cópia do pensamento (palavra grande) de Greta Thunberg e dos seus seguidores gregos. Mas Bergoglio dá seu próprio toque a isso. Traz mais agressividade e inveja. Langone novamente: «Um documento digno de uma ditadura sul-americana, incitando formas vinculativas de transição energética. Para iniciar um novo processo que é drástico." Temos, portanto, um Papa que chega a abençoar a violência dos grupos ambientalistas: “Eles ocupam um vazio na sociedade…”. Como se Pio V tivesse abençoado os janízaros de Ali Pasha."

Mas, como se sabe, não há limite para o pior. E aqui estão as iniciativas dos servidores do poder. Leia para acreditar.

Vejam o que a diocese de Alexandria propõe, por exemplo : «Poucos dias depois da promulgação do Laudate Deum , a nova exortação apostólica do Papa Francisco sobre a crise climática, a Diocese e a Igreja Evangélica Metodista de Alexandria organizam um Dia no domingo, 8 de outubro, Ecumênico para a Criação, que acontecerá na paróquia do Imaculado Coração de Maria (na via Giulio Monteverde 49, em Alexandria). A abertura do evento está marcada para as 18h, seguida de encontro temático com a participação do Bispo de Alexandria, Dom Guido Gallese. Às 19h30, o ponto alto do dia: a plantação de uma árvore, símbolo de conversão ecológica, e às 20h um aperitivo."

Esses apóstatas nem percebem o quão ridículos são. Uma árvore, sintoma de conversão ecológica! Foi a isso que o Cristianismo foi reduzido para essas pessoas. Chega de Cruz, chega de Jesus Estamos nas árvores Assim como fizeram os revolucionários que plantaram suas árvores jacobinas em cada praça. E um aperitivo se seguirá!

E ouça o que diz padre Giuseppe Di Luca, responsável pela Pastoral da Conversão Ecológica (!) da mesma diocese: «A conversão ecológica exige praticar o respeito ecológico para com Deus, para com os homens de hoje e de amanhã, para com a natureza e para com nós mesmos. A transformação dos estilos de vida exige o arrependimento pelos “pecados ecológicos”, que prejudicam o mundo natural e os indivíduos, portanto a moderação no uso das coisas, a sobriedade alegre, o reaproveitamento dos resíduos são as verdadeiras atitudes ecológica e socialmente responsáveis”.

Mas a diocese de Alexandria certamente não é a única a se destacar. Em toda a Itália há um enxame de iniciativas ecológicas promovidas por dioceses e organizações “católicas”. Muitas vezes, é claro, na companhia de reformados e cismáticos.

As dioceses de Ascoli Piceno e San Benedetto del Tronto uniram forças para promover mais uma “escola de formação sócio-política” sobre o tema da conversão ecológica e da ecologia integral .

Querido pai, eu diria que você conseguiu. Você transformou a Igreja num ramo das mais infames organizações ambientalistas e globalistas. Parabéns.

Diante de tudo isso, compreendereis porque a oração de Langone, com o pensamento voltado para o inquilino de Santa Marta, é também a do abaixo-assinado: «Nossa Senhora do Rosário, Auxilium christianorum, peço-lhe que reapareça e excomunge este ideólogo obsceno e pesado, de acordo com o cânon 1364 do código de direito canônico (assumindo que você precisa do código de direito canônico), para que ele pare de se colocar entre os cristãos e você, entre os cristãos e seu filho”.

AMV

Fonte:https://www.aldomariavalli.it/2023/10/08/il-papa-verde-e-i-suoi-gretini-non-piu-croci-ma-alberi-seguira-aperitivo/




Artigo Visto: 369

 




Total Visitas Únicas: 6.306.376
Visitas Únicas Hoje: 630
Usuários Online: 151