"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
09/09/2018
Fortaleza desguarnecida
 

Fortaleza desguarnecida

https://deusilusao.files.wordpress.com/2011/10/jesus1.jpg

O comunismo ateu e a transformação da sociedade, através do processo industrial em curso na civilização de consumo, têm sido armas imbatíveis nas mãos do inimigo do homem para se tornar materialista e ateu para toda a humanidade; tem sido as melhores maneiras de manter o homem longe de Deus.

O inimigo, que desde a criação do homem não negligenciou nada para arrancá-lo de Deus e levá-lo ao caminho da desgraça, tem orquestrado com sua inteligência, superior a humana, uma guerra que conduz com tenacidade e perfídia.

É justo dizer que as tentativas de reação não faltaram. Mas é incrível que, como a ação do inimigo cresceu, a contra-ofensiva com meios adequados foi enfraquecida na Minha Igreja. Tem havido, sim na Igreja, uma reação externa bastante animada (movimentos católico de Obreiros, Estudantes, Profissionais...) mas, pelo contrário, se esfriou a ação interna de resistência e contra-ataque.

Ainda chamo vossa atenção novamente, e não por acaso, Leão XIII, que vislumbrou esse grande perigo e não deixou de compor um exorcismo que pudesse ser usado por todos, padres e simples fiéis, para impedir o avanço do inimigo. Foram pouquíssimos os que se aproveitaram dele; a maioria não entendeu.

O Inimigo, como um estrategista habilidoso, atacou a Igreja não apenas de fora (Racionalismo, Revolução Francesa, Positivismo, Maçonaria, Socialismo, Marxismo, etc.), mas também trabalhou habilmente no interior.

Fenda interna

Os últimos Papas - lembre-se, por exemplo, Pio IX, Leão XIII, Pio X, Pio XII - foram grandes lutadores contra os vários movimentos ofensivos que, como colunas que o Inimigo fazia para avançar em várias direções, apontavam para a Igreja para denegri-la e rachá-la. Satanás procurou destruí-la e a ação mais solapada foi realizada dentro da própria Igreja (ver Modernismo, Horizontalismo, Permissividade). Enquanto o cerco externo se tornava cada vez mais estreito e direto, ele procurava derrubar as estruturas capazes de resistir.

Assim caíram as irmandades, cairam outras uniões piedosas e associações que nasceram e cresceram para alimentar a vida da Fé e a vida da Graça.

Os Pastores de almas não advertiram o desequilíbrio que estava acontecendo na Igreja. Não conseguiram, salvo exceções, remediar com outros meios mais adequados à evolução do tempo. Minha Igreja ficou como uma fortaleza desprotegida e desarmada. O grito de alarme emitido pelos Papas nem sempre encontrou aquela colaboração pronta e diligente que teria retardado e até impedido a ação do inimigo.

Correr para os abrigos

Não haveria chegado ao estado atual; não teria Eu hoje cristãos que nem sequer sabem que estão matriculados em um grande exército, cujo objetivo é dissipar o temível inimigo de vossas almas, que não deixa nada a não ser desviá-los do caminho para condenação eterna.

Vós, vossos filhos, vossas famílias, vossa sociedade, vos haveis encontrados feitos prisioneiros sem sequer ter se dado conta, vos haveis encontrados transformados em inimigos de vós mesmos e do Bem Maior, do qual, pelo qual e para o qual foste criado. Este é o grande drama da Igreja!

Para libertar a Minha Igreja e os Meus filhos da tirania cada vez mais descarada do inimigo, é necessário revoltar-se e correr para os abrigos sem demora! Para aliviar tantos sofrimentos causados pelo domínio de Satanás sobre as almas, é necessário organizar-se sem perder tempo, agindo humildemente e com uma fé tenaz.

Eu, Jesus, vos darei as instruções para seguir!

Enquanto isso, para encontrar-se a si mesmos, extraviados e perdidos em meio à anarquia que prevalece hoje, use as indicações que a Virgem, Minha Mãe e vossa, vos há dado em Fátima, em Lourdes e em tantíssimos outros lugares: Oração e Penitência! É preciso mais oração e penitência consciente.

Organizem-se para este propósito muito preciso: para que Meu Coração Misericordioso e o Coração Imaculado de Minha Mãe e vossa possam apressar o triunfo final desta imensa luta, desta gigantesca batalha na qual Vida e morte, Luz e trevas, Verdade e erro estão frente à frente numa batalha decisiva.

Te abençoo, Meu filho.

(Mensagem de Jesus de 25 de maio de 1976)

Do livro "Confidências de Jesus a um Sacerdote", de Mons. Ottavio Michelin

Fonte: http://www.santisimavirgen.com.ar/michelini/mensajes.htm

 
 
 

Artigo Visto: 970 - Impresso: 10 - Enviado: 4

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.279.912 - Visitas Únicas Hoje: 499 Usuários Online: 112