"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
09/02/2018
O oficial do Vaticano elogia a China por testemunhar o ensino social católico
 

O oficial do Vaticano elogia a China por testemunhar o ensino social católico

7 de fevereiro de 2018

Os EUA criticaram o país em relação à falta de direitos humanos, apontando para "políticas de controle de população ainda coercitivas", e outras práticas preocupantes.

http://www.ncregister.com/images/editorial/Bishop_Marcelo_Sanchez_Sorondo_Credit_Daniel_Ibanez_CNA.jpg

Dom Marcelo Sanchez Sorondo (Daniel Ibanez / CNA)

Notícias do CNA / EWTN

CIDADE DO VATICANO - O chanceler da Pontifícia Academia das Ciências Sociais disse que a China está exercendo liderança moral global nos princípios do ensino social católico e defesa da dignidade humana.

Dom Marcelo Sanchez Sorondo, argentino, é chanceler da Pontifícia Academia das Ciências e da Pontifícia Academia de Ciências Sociais. Em uma entrevista com o Vatican Insider, ele disse recentemente que, "neste momento, aqueles que melhor realizam a doutrina social da Igreja são os chineses".

O bispo Sorondo disse ao Vatican Insider que visitou recentemente a China, onde ele diz que descobriu que "eles [os chineses] procuram o bem comum, subordinam as coisas ao bem geral".

"Eu encontrei uma China extraordinária; o que as pessoas não sabem é que o princípio central chinês é ' trabalho, trabalho, trabalho. '... Como Paulo disse: "aquele que não trabalha não come." Você não tem favelas; Você não tem drogas; os jovens não têm drogas. Há uma consciência nacional positiva — eles querem mostrar que eles mudaram; Eles já aceitam propriedade privada ", disse ele de sua viagem.
O bispo disse que a República Popular da China "defende a dignidade da pessoa humana" e, na área das mudanças climáticas, "assume uma liderança moral que outros abandonaram".

Ele criticou os Estados Unidos, onde, segundo ele, na economia domina a política. "Como é possível que as multinacionais do petróleo gerenciem Trump?", Perguntou.

"O pensamento liberal liquidou o conceito de bem comum; eles nem querem ter em conta isso - afirma que é uma idéia vazia, sem qualquer interesse ". Por outro lado, ele disse, os chineses propõem trabalhar pelo bem comum.

O bispo disse que "a China está evoluindo muito bem", acrescentando que "você não pode pensar que a China de hoje é a China [durante o pontificado de] João Paulo II ou a Rússia da Guerra Fria".

Em outubro de 2017, a Comissão Executiva do Congresso dos Estados Unidos sobre a China criticou as práticas de direitos humanos do país.

A comissão condenou "os esforços contínuos do governo chinês e do Partido Comunista para silenciar a dissidência, criminalizar atividades de advogados de direitos humanos, controlar a sociedade civil, reprimir atividades religiosas e restringir as operações de meios de comunicação estrangeira, empresas e organizações não-governamentais (ONGs) nos últimos 12 meses ".

"Nada de bom acontece no escuro", disse o representante dos EUA, Chris Smith, R-N.J., Em uma declaração de outubro sobre a China. "É por isso que a administração deve iluminar os fracassos do governo chinês em cumprir padrões universais, iluminar os casos de presos políticos torturados e abusados, iluminar as práticas comerciais injustas da China e as políticas ainda coercitivas de controle da população ".

Fonte: http://www.ncregister.com/daily-news/vatican-official-praises-china-for-witness-to-catholic-social-teaching

 
 
 

Artigo Visto: 340 - Impresso: 3 - Enviado: 0

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.021.171 - Visitas Únicas Hoje: 1.251 Usuários Online: 239