Sinais do Reino




Artigos
  • Voltar






03/05/2021
Reforma democrática? Não, autocrática!

Reforma democrática? Não, autocrática!

03 Maio 2021

De acordo com mais uma disposição promulgada por aquele que, colegial e sinodalmente, domina à força de motus proprios, os Cardeais da Santa Igreja Romana poderão ser submetidos a processo e julgados por leigos. É inútil procurar uma ratio nas extemporâneas decisões de Bergoglio, que já infiltrou nos dicastérios romanos e no sínodo dos bispos não poucos leigos, ou, de qualquer modo, religiosos não clérigos, em nome da sinodalidade, da democratização e paridade de género. Da mesma forma, é inútil apelar para o Código de Direito Canónico, que o Romano Pontífice pode derrogar à vontade. É inútil deplorar a convulsão hierárquica que permite a um membro da Igreja discente julgar um membro da Igreja docente. Engana-se quem acredita que as normas e as reformas bergoglianas sejam motivadas por propósitos rectos e tenham como propósito o bem do corpo eclesial. Se alguém tiver a honestidade intelectual para reconhecer que o propósito destas inovações é a demolição da Igreja Católica e a centralização tirânica do poder, compreenderá a sua perfeita coerência e eficácia. Submeter os prelados a um tribunal composto por leigos, nomeados pelo primeiro inquilino de Santa Marta, significa tirar jurisdição aos pastores para concentrá-la num único sujeito, deixando a aparência de democracia, de colegialidade e de envolvimento dos leigos no governo da Igreja. Um astuto paradoxo: Bergoglio impõe reformas, aparentemente democráticas, repugnantes à constituição monárquica da Igreja de Cristo com o único verdadeiro propósito de dividir e de reivindicar todo o poder que ele mesmo afirma querer combater. Um gesto de centralização para poder punir ou absolver quem quiser a bel-prazer, garantindo a sujeição dos cortesãos e promovendo uma cúria de bajuladores, corruptos e chantageáveis.     

Omne regnum divisum contra se desolabitur: et omnis civitas vel domus divisa contra se, non stabit (Mt 12, 25).    

† Carlo Maria Viganò

Fonte:https://www.diesirae.pt/2021/05/reforma-democratica-nao-autocratica.html




Artigo Visto: 100

 




Total Visitas Únicas: 2.149.792
Visitas Únicas Hoje: 568
Usuários Online: 202